Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
149,00 143,00 144,00
GO MT RJ
138,00 135,00 146,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1380,00
Garrote 18m 1630,00
Boi Magro 30m 2000,00
Bezerra 12m 1010,00
Novilha 18m 1250,00
Vaca Boiadeira 1420,00

Atualizado em: 7/12/2018 12:09

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

ARTIGO - Embargo russo pode gerar sérios danos

 
 
 
Publicado em 09/06/2011

José Vicente Ferraz
Publicado na Folha de S. Paulo - 09/06/2011

No dia 2 deste mês, a Rússia anunciou embargo às exportações brasileiras de carnes provenientes de três Estados (Paraná, Rio Grande do Sul e Mato Grosso) e que atingiu 85 frigoríficos.

Com a importância que as exportações brasileiras de carnes alcançaram nos últimos anos -quando passaram a representar parcela muito considerável de toda a produção-, qualquer perturbação mais acentuada nas mesmas pode trazer sérios problemas ao setor.

É que, nesse caso, os volumes que seriam destinados ao exterior acabam sendo desviados para o mercado interno. Esse excesso de oferta acaba derrubando os preços.

É fato que os resultados das exportações -exceto para a carne bovina- ainda não podem ser considerados ruins. Entretanto, se o embargo russo for mantido por tempo considerável, infelizmente os resultados tendem a piorar.

A carne de frango é a que menos preocupa. As exportações ainda registram desempenho muito bom, mesmo que se considere que, em maio, o volume embarcado de carne "in natura", por dia útil, tenha recuado em relação ao de abril.

O embargo, inclusive para o Paraná, o Estado mais importante em termos de produção, prejudica, mas não é tão significativo, visto que as exportações para a Rússia são relativamente pequenas. No caso da carne bovina, a situação é mais complicada.

As exportações totais em volume declinaram em todos os meses de 2011 quando comparadas com os mesmos meses de 2010. Com isso, já acumulam queda de quase 20% neste ano em relação ao ano passado.

Ou seja, o desempenho já é negativo, e pode piorar, se observarmos que as condições de competitividade das exportações não devem melhorar no curto prazo e também que a Rússia é importante importador do produto brasileiro.

As exportações de carne suína, mesmo considerando a abertura do mercado chinês, que, entretanto, não se sabe ainda quanto trará de resultados concretos, geram preocupações quando o maior importador do produto (mais de 40% do total), a Rússia, cria dificuldades.

É evidente que o embargo pode ser revertido no curto prazo, o que, aliás, não é nada incomum no caso russo.

Mas já é uma das causas alegadas no mercado para a queda nos preços pagos aos produtores e, especulativa ou não, pode afetar negativamente o equilíbrio no mercado interno.

Num contexto em que fatores como câmbio, crise econômica de importadores, matérias-primas caras, entre outros, não favorecem nossas exportações, o embargo pode contribuir ainda mais para ameaçar a participação no mercado internacional duramente conquistada.

*JOSÉ VICENTE FERRAZ é engenheiro-agrônomo e diretor técnico da Informa Economics FNP.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[07/12/2018] - STF impede multa por desrespeito à tabela do frete
[07/12/2018] - Mais uma greve dos caminhoneiros?
[07/12/2018] - Arroba do boi ganha força na alta
[07/12/2018] - Mercado do boi está devagar em SC
[07/12/2018] - Marfrig fecha compra de unidades da BRF
[07/12/2018] - Tereza: produtor deve ser pago para preservar
[07/12/2018] - Milho deve ficar mais caro em 2019

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[07/12/2018] - Funai irá para o Ministério dos Direitos Humanos
[06/12/2018] - Arroba do boi voltou a subir em São Paulo
[06/12/2018] - Exportação de boi em alta em novembro
[06/12/2018] - Boi deve subir no Mato Grosso
[06/12/2018] - Há frigoríficos pagando mais pelo boi
[06/12/2018] - CNA pede suspensão de multas por tabela
[06/12/2018] - Custos devem derrubar PIB do Agro em 2018
[06/12/2018] - Dívida do Funrural será extinta?
[06/12/2018] - Minerva nega oferta para comprar ativos da BRF
[06/12/2018] - Prazo para o CAR termina em 31 de dezembro
[05/12/2018] - JBS: Batistas fora da liderança
[05/12/2018] - JBS: foco no aumento da margem de lucro
[05/12/2018] - Arroba do boi segue firme
[05/12/2018] - Bezerro subiu mais que a arroba na Bahia
[05/12/2018] - Bolsonaro nega que Funai vá para o MAPA
[05/12/2018] - Projeto pode aumentar burocracia
[04/12/2018] - Arroba começa dezembro em alta
[04/12/2018] - Reposição está em falta no mercado
[04/12/2018] - Dólar segura preço do farelo de soja
[04/12/2018] - Exportações de carne seguem com força
[04/12/2018] - Agro tem a maior alta no PIB do trimestre
[04/12/2018] - Empregos no Agro: maior nível desde 2016
[04/12/2018] - Bolsonaro pode transferir Funai para o MAPA
[04/12/2018] - Falta de vacinas impede vacinação no Brasil
[04/12/2018] - Não faltam vacinas para doação à Venezuela
[04/12/2018] - JBS: aumenta o recall de carne por salmonela
[03/12/2018] - Vai faltar boi em 2019?
[03/12/2018] - BNDES prepara sua saída da JBS
[03/12/2018] - Marfrig pode voltar às compras
[03/12/2018] - Arroba: otimismo aumenta com o preço do boi
[03/12/2018] - Carne sobe forte no atacado
[03/12/2018] - Milho: vendedores recuam e preços sobem
[03/12/2018] - Aftosa: vacinação foi prorrogada em 7 estados
[03/12/2018] - MS quer reduzir imposto sobre o farelo de soja
[03/12/2018] - Bolsonaro diz que não fará acordos contra o Agro
[03/12/2018] - Bancada do Agro não promete ser fiel a Bolsonaro
[30/11/2018] - Arroba: frigoríficos têm dificuldade para comprar
[30/11/2018] - Varejo não consegue repassar alta da carne
[30/11/2018] - China deve liberar mais frigoríficos em janeiro
[30/11/2018] - Futuro ministro defende frete tabelado
[30/11/2018] - Mato Grosso também prorroga vacinação
[30/11/2018] - PIB do Agro ensaia uma reação
[29/11/2018] - Arroba do boi volta a subir
[29/11/2018] - Arroba: dá para conseguir mais pelo boi?
[29/11/2018] - Exportações de carne: alta de quase 25%
[29/11/2018] - Banco está otimista com lucro de frigoríficos
[29/11/2018] - Marfrig confirma pedido de propina no MS
[29/11/2018] - Aftosa: vacinação será prorrogada no Paraná
[29/11/2018] - Carne: reabertura dos EUA ficou para 2019
[29/11/2018] - Milho: exportações em alta

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br