Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
 
 
 
 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

PF prende dono de curtume por falta de vistoria
 
 
Publicado em 05/04/2007

A Polícia Federal deteve hoje o empresário Nilson Riga Vitale, dono do Curtume Vitapele, segundo maior produtor e exportador de couro do País e dono da maior planta de curtume do mundo. Vitale foi detido na sede da empresa, em Presidente Prudente, interior de São Paulo, a pedido de um fiscal do Ministério do Trabalho que havia interditado as quatro caldeiras do curtume, alegando que as mesmas estavam sem um laudo de manutenção que tem de ser feito a cada 25 anos.

A interdição foi feita na segunda-feira pelo médico do trabalho Luiz Sant'Anna, que avisou a empresa que as caldeiras deveriam ficar paralisadas sob pena de prisão. Na manhã de hoje, Sant'Anna voltou à empresa e constatou que os equipamentos estavam funcionando e determinou a prisão do empresário.

O empresário alegou que se quatro caldeiras fossem desligadas, a produção da empresa também seria paralisada e teria de dispensar seus 3 mil funcionários e assumir dívidas de R$ 1 milhão por dia, além de perder fornecedores de matéria-prima e enfrentar dificuldades no mercado externo. Por isso, segundo ele, a empresa decidiu paralisar duas caldeiras para que engenheiros fizessem a avaliação para expedir o laudo. Quando terminasse a avaliação, seria a vez de paralisar as outras caldeiras.

O advogado da empresa, Alfredo Vasques da Graça Júnior, disse que a empresa está com as avaliações anuais das caldeiras em ordem. Por isso, a interdição foi um "exagero". "Os laudos anuais estão corretos, houve uma falha na elaboração dos laudos dos 25 anos, mas isso não deveria causar interdição", afirmou.

Vitale foi levado à delegacia da Polícia Federal, em Prudente, onde foi registrado um termo circunstanciado. Ao sair, o empresário disse que vai continuar com duas caldeiras em funcionamento. "Houve uma arbitrariedade na ação do fiscal, que é médico do trabalho e não tem competência de engenheiro para interditar equipamentos. Além disso, os engenheiros estavam fazendo a avaliação em duas caldeiras, quando ele chegou hoje", comentou o empresário. "Se eu parar a produção, vou falir", afirmou.

O departamento jurídico da empresa entrou com ação judicial para anular a penalidade administrativa da interdição. Já o técnico do Ministério do Trabalho informou que agora "o caso é com a polícia".

Fonte: Estadão

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir


   Leia também:
 
[01/09/2014] - Marina: promessa pode acirrar confronto com agro
[01/09/2014] - Pressão de alta na arroba do boi
[01/09/2014] - Alta da arroba continuará?
[01/09/2014] - Boi está 26% mais caro em Marabá
[01/09/2014] - Agro deve continuar crescendo, carnes são destaque
[01/09/2014] - JBS Foods quer captar R$ 3 bilhões em outubro
[01/09/2014] - Putin: UE dificilmente voltará ao mercado russo

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[29/08/2014] - Boi bate novo recorde nominal
[29/08/2014] - Demanda mundial cria novos espaços para o agro
[29/08/2014] - Reposição: oferta está curta em Rondônia
[29/08/2014] - Agro cresce enquanto Brasil entra em recessão
[29/08/2014] - Agro domina produtos brasileiros de exportação
[28/08/2014] - Pecuarista segura o boi e força alta na arroba
[28/08/2014] - Carne sobe forte com estiagem e falta de boi
[28/08/2014] - Diferença entre boi e vaca é a menor desde 2012
[28/08/2014] - Rússia: decreto abre mercado ás carnes brasileiras
[28/08/2014] - MAPA crê que Egito retirará embargo
[28/08/2014] - Oferta de leite aumenta mas preço se mantém
[28/08/2014] - ITR: prazo vai até 30 de setembro
[27/08/2014] - Demanda russa já mexe com o preço da carne
[27/08/2014] - Arroba em alta com oferta curta
[27/08/2014] - Carne: oferta encurta e preço pode subir
[27/08/2014] - Indonésia terá que explicar embargo ao Brasil
[27/08/2014] - Pecuaristas de MG podem adiar estação de monta
[26/08/2014] - Irã retira embargo sobre a carne bovina do MT
[26/08/2014] - Oferta curta puxa alta da arroba do boi
[26/08/2014] - Frigoríficos não conseguem repassar alta do boi
[26/08/2014] - Está faltando boi em Goiânia
[26/08/2014] - Mosca-do-estábulo ataca em outra região de SP
[26/08/2014] - Confiança do agro cai
[25/08/2014] - Como ficará o preço do boi gordo?
[25/08/2014] - Mercado do boi firme: escalas estão curtas
[25/08/2014] - Alta do boi puxa demanda por reposição em MG
[25/08/2014] - Erros no transporte dão prejuízo ao pecuarista
[25/08/2014] - Município declara emergência por estomatite
[25/08/2014] - Marfrig quer fornecer cortes ao varejo sob demanda
[25/08/2014] - Dilma atrasa envio de adidos agrícolas
[22/08/2014] - Falta boi e arroba se aproxima do recorde
[22/08/2014] - Arroba continua subindo com oferta curta
[22/08/2014] - Bezerro tem forte alta
[22/08/2014] - Rússia: 60% da carne exportada no MS
[22/08/2014] - Argentina vai barrar exportações de carne
[22/08/2014] - Pastos são invadidos por moscas na região de Bauru
[22/08/2014] - LBR define venda de unidades
[22/08/2014] - Roraima comemora fim de quarentena para o AM
[22/08/2014] - Cai o preço do farelo de soja
[21/08/2014] - Marfrig bate recorde em abates e exportações
[21/08/2014] - Nem pagando mais frigorífico acha boi para comprar
[21/08/2014] - CEPEA: boi e carne em alta
[21/08/2014] - Reposição firme no Tocantins
[21/08/2014] - Capacidade de abate do Minerva sobe 20%
[21/08/2014] - Mosca-do-estábulo assusta produtores do MS
[21/08/2014] - Doença já matou 500 bois em Minas Gerais
[21/08/2014] - Subida de Marina é pesadelo para o agro
[21/08/2014] - Políticos do agro ameaçam abandonar Marina
[21/08/2014] - Marina Silva promete diálogo com agro
[20/08/2014] - Cade aprova arrendamento do Rodopa pelo JBS

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br