Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
139,00 131,00 134,00
GO MT RJ
131,00 129,00 134,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1190,00
Garrote 18m 1420,00
Boi Magro 30m 1700,00
Bezerra 12m 890,00
Novilha 18m 1120,00
Vaca Boiadeira 1340,00

Atualizado em: 23/10/2017 10:25

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Comitiva árabe tem boa impressão de frigoríficos

 
 
 
Publicado em 12/04/2017

O ministro da Agricultura, Blairo Maggi, disse nesta terça-feira, dia 11, que a comitiva da Arábia Saudita que visitou frigoríficos brasileiros nos últimos dias foi "positiva". Maggi se reuniu nesta tarde, em São Paulo, com representantes da Autoridade Saudita para Alimentação e Medicamentos (SFDA, na sigla em inglês). O ministro não revelou detalhes do encontro; disse apenas que na volta a seu país os técnicos devem preparar um relatório oficial sobre a missão. "Eles vão passar as impressões deles lá e o departamento responsável do país vai apontar e sugerir coisas ao Brasil ou não", afirmou.

Após a operação Carne Fraca, o Brasil está se preparando para receber uma série de missões de países compradores do produto brasileiro, entre eles da União Europeia. Além disso, enviará missões a alguns países. Maggi, por exemplo, viaja no dia 10 de maio para Arábia Saudita, Emirados Árabes, Hong Kong, China e Bélgica. Nos cerca de 20 dias de viagem, ele estará acompanhado de representantes da iniciativa privada. Antes disso, o secretário executivo do Ministério, Eumar Novacki, vai à Argélia, Egito e Marrocos. A viagem acontece entre os dias 16 e 25 deste mês.

"A visita deles é muito importante para nós", disse Maggi. "Estamos agora neste fogo cruzado de acusações e precisamos reagir e mostrar que nossos processos são bons e fortes", afirmou depois a jornalistas na sede da Superintendência Federal de Agricultura, em São Paulo.

Quase um mês depois da operação que abalou o setor de carnes do país, Maggi disse que o trabalho no governo agora é manter a força tarefa para checar a qualidade dos produtos produzidos no país. "Em várias localidades que nós já fomos e checamos falta de conformidade com o que está escrito na legislação, fizemos intervenções", disse. Segundo ele, a orientação para as equipes é que "não passem a mão na cabeça de ninguém" e visitem 100% dos estabelecimentos que têm o Serviço de Inspeção Federal (SIF). "Assim que foi divulgada a operação tivemos uma preocupação de não deixar que os mercados fossem fechados para o Brasil, por isso nossa atenção ao mercado externo, mas não em detrimento do interno", disse. "Se você deixa fechar um mercado, é muito complicado. Gastamos mais de cinco anos para abrir um."

Maggi não acredita que a operação possa ter colocado em risco negociações que estavam em andamento, como o interesse do México em abrir o mercado para carne bovina e suína do Brasil. "Estamos conversando. Eles viriam aqui em abril e depois transferiram para maio, mas ainda não definiram a data. Encontrei na semana passada o vice-ministro do México e devo fazer uma visita ainda neste semestre ao país", afirmou. Com informações do portal Estadão.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/10/2017] - JBS fecha acordo e vai reabrir unidades no MS
[23/10/2017] - Marfrig avança sobre mercado da JBS
[23/10/2017] - Marfrig arrenda unidade que estava com a JBS
[23/10/2017] - Arroba: para onde vamos?
[23/10/2017] - Reposição cai com expectativa sobre a arroba
[23/10/2017] - Confinadores prevêem um 2018 positivo para o boi
[23/10/2017] - CCPR tenta ganhar tempo para comprar a Itambé
[23/10/2017] - Farelo de soja está mais caro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/10/2017] - Pecuarista do MS fica sem ter para quem vender
[20/10/2017] - JBS já vinha reduzindo abates no MS
[20/10/2017] - Disputa pode ter consequências graves para a JBS
[20/10/2017] - Agência reduz nota de crédito da JBS
[20/10/2017] - Arroba: frigoríficos aproveitam ação da JBS
[20/10/2017] - Missão do MAPA ao Uruguai já tem data fechada
[20/10/2017] - Agro demitiu mais que contratou em setembro
[20/10/2017] - MAPA está menos pessimista com a pecuária
[19/10/2017] - Saída da JBS trava mercado do boi no MS
[19/10/2017] - Pecuaristas não aceitam tombo da arroba no MS
[19/10/2017] - CPI: ação da JBS é estratégia do medo
[19/10/2017] - Protesto de funcionários da JBS reúne 4 mil no MS
[19/10/2017] - Com parada da JBS, pecuaristas pedem ICMS menor
[19/10/2017] - Justiça suspende bloqueio de bens dos Batista
[19/10/2017] - Arroba: parada da JBS afeta mercado do boi em SP
[19/10/2017] - Incerteza trava o mercado do boi
[19/10/2017] - Cade: venda do Mataboi deve ser anulada em 1 mês
[19/10/2017] - Marfrig reinicia abates em mais uma unidade
[19/10/2017] - Exportação de boi tem queda de quase 70%
[19/10/2017] - Leite cada vez mais caro para produzir
[19/10/2017] - Queda do leite deixa produtores com dívidas
[19/10/2017] - Produtores e índios querem trabalhar. E a Funai?
[19/10/2017] - Juízes e fiscais se recusam a aplicar nova lei
[18/10/2017] - JBS suspende abates em todas as unidades do MS
[18/10/2017] - Cade rejeita compra do Mataboi por Júnior Friboi
[18/10/2017] - BNDES pagou caro por ações da JBS, diz TCU
[18/10/2017] - Arroba: mercado do boi está devagar
[18/10/2017] - Polpa cítrica está mais cara
[18/10/2017] - Cade em alerta por concentração em insumos
[17/10/2017] - A verdade sobre a portaria do trabalho escravo
[17/10/2017] - Funcionários da JBS temem demissões em massa
[17/10/2017] - JBS disse que quer vender ações nos EUA em 2018
[17/10/2017] - CVM abre processo contra diretor da JBS
[17/10/2017] - Exportações de carne bovina sinalizam recorde
[17/10/2017] - UE: França vai usar Carne Fraca para barrar acordo
[17/10/2017] - Arroba: mercado trava com ofertas baixas
[17/10/2017] - Reposição sofre com a seca e indefinição da arroba
[17/10/2017] - Maggi: bloqueio ao leite uruguaio é temporário
[17/10/2017] - Produtores pedem maior atenção à pecuária de leite
[16/10/2017] - JBS desiste de oferta de ações nos EUA
[16/10/2017] - Cade deve rejeitar nesta semana compra do Mataboi
[16/10/2017] - Arroba: mercado vive impasse
[16/10/2017] - Atacado da carne caiu mas margem de frigo subiu
[16/10/2017] - ICMS cai, mas preço da carne não cairá
[16/10/2017] - Leite: produtor pede socorro
[16/10/2017] - Governo envia missão para discutir leite uruguaio
[16/10/2017] - Reposição lenta não derruba preços em MG
[16/10/2017] - Uréia agrícola está mais cara
[16/10/2017] - Argentina quer 5% do mercado da UE para o Mercosul
[11/10/2017] - MPF concorda com a PF e denuncia irmãos Batista

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br