Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
139,00 131,00 134,00
GO MT RJ
131,00 129,00 134,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1190,00
Garrote 18m 1420,00
Boi Magro 30m 1700,00
Bezerra 12m 890,00
Novilha 18m 1120,00
Vaca Boiadeira 1340,00

Atualizado em: 23/10/2017 10:25

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Produtores se queixam da importação de leite

 
 
 
Publicado em 13/04/2017

As importações de produtos lácteos cresceram 76% no Brasil no primeiro trimestre de 2017. Para os produtores, a entrada de grandes volumes de leite no país gera concorrência desleal e prejudica o setor. Já para outros analistas, o problema está na baixa produtividade do rebanho brasileiro.

José Ferreira produz leite há mais de 40 anos e admite que só continua por teimosia. O produtor afirma que, no momento, os preços são bons e o custo de produção cedeu. Mas, na maior parte do tempo, o cenário é bem diferente.

“O custo de produção corresponde entre 85% e 90% do valor do preço que recebemos pelo produto. Agora, quando o preço do leite diminui, trabalhamos no vermelho, que foi o que aconteceu no ano passado”, aponta.

O assessor técnico da Comissão Nacional da Pecuária de Leite da CNA, Thiago Rodrigues, acredita que o custo de produção da atividade é elevado no Brasil. As margens, porém, são parecidas com as de outros países concorrentes, como o Uruguai. A diferença, segundo ele, está no volume de leite produzido por animal.

“A nossa margem é apertada, Se a analisarmos os primeiros meses deste ano, o produtor gastou entre R$ 1 a R$ 1,10 para produzir, mas entre R$ 1,15 a R$ 1,30. Agora, quando a analisamos a produtividade média da vaca brasileira, começamos a sentir a distorção. Temos uma produtividade média de 1,500 mil litros por vaca no ano, muito baixo comparado a média de países desenvolvidos, aponta.

No primeiro trimestre de 2017, o Brasil importou 35 mil toneladas de leite em pó, volume 76% superior em relação ao mesmo período em 2016. O presidente da Associação Brasileira dos Criadores de Girolando, Luiz Carlos Rodrigues, acredita que a importação é necessária para abastecer o mercado interno, mas deve ser coordenada e fiscalizadas para não gerar concorrência desleal.

“É preciso ver realmente se todo esse leite que entra no Brasil, vindo de Uruguai e Paraguai, é realmente desses países. Se isso for verdade, paro de dizer que é desleal a concorrência, mas ainda continuo dizendo que desse jeito não dá para competir. Com a importação do jeito que está, nós vamos matar o pequeno produtor no Brasil”, critica.

Apesar do aumento nas importações, o presidente admite que o momento é favorável para a atividade. Desde o começo de 2017, o preço do leite subiu quase 3%. Já o custo de produção reduziu 2,6% durante o mesmo período.

“Nós temos condições de fazer um bom trabalho dentro da porteira. É um momento de ganharmos dinheiro com leite, se não conseguir ganhar dinheiro com o leite neste momento, em outro momento vai ser muito difícil”, comenta Rodrigues.

A expectativa é que as importações de lácteos fiquem em patamares elevados. Assim, para não reduzir a margem, é preciso investir na eficiência do rebanho.

“Para ganhar efetividade é preciso ter um rebanho produtivo, e isso se consegue com alimentação e melhoramento genético. O produtor tem que contar com assistência técnica que condicione ele a produzir de forma sustentável economicamente, mas com o técnico presente”, completa Rodrigues. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/10/2017] - JBS fecha acordo e vai reabrir unidades no MS
[23/10/2017] - Marfrig avança sobre mercado da JBS
[23/10/2017] - Marfrig arrenda unidade que estava com a JBS
[23/10/2017] - Arroba: para onde vamos?
[23/10/2017] - Reposição cai com expectativa sobre a arroba
[23/10/2017] - Confinadores prevêem um 2018 positivo para o boi
[23/10/2017] - CCPR tenta ganhar tempo para comprar a Itambé
[23/10/2017] - Farelo de soja está mais caro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/10/2017] - Pecuarista do MS fica sem ter para quem vender
[20/10/2017] - JBS já vinha reduzindo abates no MS
[20/10/2017] - Disputa pode ter consequências graves para a JBS
[20/10/2017] - Agência reduz nota de crédito da JBS
[20/10/2017] - Arroba: frigoríficos aproveitam ação da JBS
[20/10/2017] - Missão do MAPA ao Uruguai já tem data fechada
[20/10/2017] - Agro demitiu mais que contratou em setembro
[20/10/2017] - MAPA está menos pessimista com a pecuária
[19/10/2017] - Saída da JBS trava mercado do boi no MS
[19/10/2017] - Pecuaristas não aceitam tombo da arroba no MS
[19/10/2017] - CPI: ação da JBS é estratégia do medo
[19/10/2017] - Protesto de funcionários da JBS reúne 4 mil no MS
[19/10/2017] - Com parada da JBS, pecuaristas pedem ICMS menor
[19/10/2017] - Justiça suspende bloqueio de bens dos Batista
[19/10/2017] - Arroba: parada da JBS afeta mercado do boi em SP
[19/10/2017] - Incerteza trava o mercado do boi
[19/10/2017] - Cade: venda do Mataboi deve ser anulada em 1 mês
[19/10/2017] - Marfrig reinicia abates em mais uma unidade
[19/10/2017] - Exportação de boi tem queda de quase 70%
[19/10/2017] - Leite cada vez mais caro para produzir
[19/10/2017] - Queda do leite deixa produtores com dívidas
[19/10/2017] - Produtores e índios querem trabalhar. E a Funai?
[19/10/2017] - Juízes e fiscais se recusam a aplicar nova lei
[18/10/2017] - JBS suspende abates em todas as unidades do MS
[18/10/2017] - Cade rejeita compra do Mataboi por Júnior Friboi
[18/10/2017] - BNDES pagou caro por ações da JBS, diz TCU
[18/10/2017] - Arroba: mercado do boi está devagar
[18/10/2017] - Polpa cítrica está mais cara
[18/10/2017] - Cade em alerta por concentração em insumos
[17/10/2017] - A verdade sobre a portaria do trabalho escravo
[17/10/2017] - Funcionários da JBS temem demissões em massa
[17/10/2017] - JBS disse que quer vender ações nos EUA em 2018
[17/10/2017] - CVM abre processo contra diretor da JBS
[17/10/2017] - Exportações de carne bovina sinalizam recorde
[17/10/2017] - UE: França vai usar Carne Fraca para barrar acordo
[17/10/2017] - Arroba: mercado trava com ofertas baixas
[17/10/2017] - Reposição sofre com a seca e indefinição da arroba
[17/10/2017] - Maggi: bloqueio ao leite uruguaio é temporário
[17/10/2017] - Produtores pedem maior atenção à pecuária de leite
[16/10/2017] - JBS desiste de oferta de ações nos EUA
[16/10/2017] - Cade deve rejeitar nesta semana compra do Mataboi
[16/10/2017] - Arroba: mercado vive impasse
[16/10/2017] - Atacado da carne caiu mas margem de frigo subiu
[16/10/2017] - ICMS cai, mas preço da carne não cairá
[16/10/2017] - Leite: produtor pede socorro
[16/10/2017] - Governo envia missão para discutir leite uruguaio
[16/10/2017] - Reposição lenta não derruba preços em MG
[16/10/2017] - Uréia agrícola está mais cara
[16/10/2017] - Argentina quer 5% do mercado da UE para o Mercosul
[11/10/2017] - MPF concorda com a PF e denuncia irmãos Batista

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br