Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
139,00 127,00 128,00
GO MT RJ
124,00 129,00 128,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1290,00
Garrote 18m 1540,00
Boi Magro 30m 1880,00
Bezerra 12m 980,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 18/5/2018 10:55

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Associação volta a falar em manipulação da arroba

 
 
 
Publicado em 18/04/2017

Um mês após a deflagração da Operação Carne Fraca, da Polícia Federal, o mercado da carne em Mato Grosso não apresentou os resultados negativos esperados. Ao contrário, as exportações aumentaram e os preços no varejo se mantiveram. Já os pecuaristas amargam queda de 4,6% no preço da arroba do boi nos últimos 30 dias, percentual que sobe para 10,6% na variação anual. O valor a arroba baixou de R$ 136,8 em abril de 2016 para R$ 122,27 este mês, de acordo com índice do Centro de Estudos Avançados de Economia Aplicada (Cepea) para Cuiabá.

Para o consumidor final o preço da carne ficou estável, em R$ 21,10 o quilo, leve variação de 0,4% entre março e abril. Segundo avaliação da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), a diferença no comportamento de preços ao consumidor e ao pecuarista é consequência da paralisação de 7 plantas frigoríficas no Estado. Estão suspensos os abates nas unidades do JBS em Juína, Alta Floresta, Pedra Preta e Diamantino, do Marfrig em Tangará da Serra, do Minerva em Várzea Grande e do Frialto em Matupá.

Estas empresas alegaram que a Operação, deflagrada dia 17 de março, e o fechamento temporário de alguns mercados externos, levaram a indústria a readequar os estoques e conceder férias coletivas. A decisão dos frigoríficos é vista pelo setor produtivo como uma estratégia de mercado para manipulação de preços. O diretor-executivo da Acrimat, Luciano Vacari, explica que esta manobra fica mais evidente ao comparar o movimento dos preços no campo com o varejo. “Mais uma vez, o pecuarista paga sozinho a conta e o consumidor final não sente os reflexos efetivos da queda no preço da arroba. A demanda interna se manteve e as exportações em março não foram prejudicadas com as oscilações de mercado. Mesmo assim, a arroba caiu mais de 10%”.

O presidente do Sindicato das Indústrias Frigoríficas de Mato Grosso (Sindifrigo/MT), Luiz Antônio Freitas, discorda da afirmação da Acrimat de manipulação de preços e afirma que a queda na cotação da arroba do boi é decorrente do comportamento do mercado. “O mercado é soberano, sempre prevalece a lei da oferta e da procura. Com a paralisação de alguns frigoríficos houve mais boi no mercado e os pecuaristas também passaram a reter os animais, o que reflete diretamente nos preços, para baixo”. Freitas acrescenta ainda que o consumo interno está retraído, consequência da crise econômica e também da operação da PF. “Mas acreditamos que aos poucos o mercado vai se recuperar, o consumidor retomará a confiança, os frigoríficos voltarão a abater e os preços vão se comportar como antes”.

Para o pecuarista, os números do mercado não batem com o valor oferecido por seu produto. Raphael Nogueira, de Castanheira, diz que na região os criadores têm poucas opções para vender e com a paralisação dos abates em Juína a situação se agravou. “Hoje a melhor opção é Tangará da Serra e com isso o preço caiu bastante. A arroba do boi aqui já está R$ 121, R$ 4 a menos do que estavam pagando no começo da crise”.  Com informações da Acrimat.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/05/2018] - Uma notícia que pode mexer com a arroba do boi
[18/05/2018] - Exportações de carne à China podem ter forte alta
[18/05/2018] - Embargo de Trump pode complicar vendas ao Irã
[18/05/2018] - Arroba: hora da virada chegou?
[18/05/2018] - Farelo de soja pesa no bolso do pecuarista
[18/05/2018] - Projeto prevê carro mais barato a produtor rural
[18/05/2018] - Polícia investiga venda de gado furtado a frigoríf

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[18/05/2018] - Produtores do Nordeste poderão renegociar dívidas
[17/05/2018] - Bolsonaro: produtor não pode ficar à mercê do MST
[17/05/2018] - Arroba: mercado já não está tão ruim
[17/05/2018] - Arroba: estiagem favorece frigoríficos
[17/05/2018] - Longa vida cai novamente no atacado
[17/05/2018] - Governo dos EUA aprova aquisição da Marfrig
[17/05/2018] - Mais um processo contra a JBS
[17/05/2018] - Funrural: deputados pedem segurança jurídica
[16/05/2018] - Carne sobe no varejo
[16/05/2018] - Frigoríficos ampliam abates e reclamam do consumo
[16/05/2018] - Arroba: luz no fim do túnel para o boi?
[16/05/2018] - Reposição empaca no preço do boi
[16/05/2018] - Justiça desapropria unidade da JBS
[16/05/2018] - BNDES amplia investigações sobre a JBS
[16/05/2018] - Marfrig se endivida para pagar compra
[16/05/2018] - China pode liberar mais 84 frigoríficos
[16/05/2018] - Sem o Agro, Brasil teria deficit comercial
[16/05/2018] - Produtores vão cobrar renegociação que está na lei
[16/05/2018] - Índios ameaçam defensoras do direito à propriedade
[15/05/2018] - Governo proíbe renegociação de dívidas rurais
[15/05/2018] - JBS lucra 43,5% mais no trimestre
[15/05/2018] - JBS fecha acordo bilionário com bancos
[15/05/2018] - Marfrig culpa frango por queda da carne bovina
[15/05/2018] - Arroba: boi em queda em São Paulo
[15/05/2018] - Carne sobe no atacado
[15/05/2018] - Irã suspende compra de carne bovina do Minerva
[15/05/2018] - Momento ruim para exportações de carne
[15/05/2018] - PIB do agro deverá ser menor em 2018
[15/05/2018] - UE publica embargo ao frango
[14/05/2018] - Arroba: sinais de baixa
[14/05/2018] - Dá para investir no confinamento este ano?
[14/05/2018] - Fim do embargo europeu pode ficar para 2019
[14/05/2018] - Turquia promete aumentar compras do Brasil
[14/05/2018] - Frigorífico com 6 unidades está à venda
[14/05/2018] - Milho segue em alta
[14/05/2018] - Produtores rurais querem segurança
[14/05/2018] - Concentração e impostos pesam sobre o pecuarista
[14/05/2018] - Rússia pode embargar Paraguai por carne do Brasil
[14/05/2018] - Câmara pode mudar Reserva Legal
[11/05/2018] - Arroba: dois mercados diferentes para o boi
[11/05/2018] - Problemas sanitários travam exportações de carne
[11/05/2018] - Os desafios do mercado do boi
[11/05/2018] - JBS se recuperou mais cedo que o esperado
[11/05/2018] - Decisão judicial favorece irmãos Batista
[11/05/2018] - Mais uma burocracia para o produtor rural
[11/05/2018] - UE resolve conversar sobre embargo ao frango
[10/05/2018] - Arroba: boi cai com força no Triângulo Mineiro
[10/05/2018] - Turbulência no mercado do boi
[10/05/2018] - Minerva tem prejuízo de R$ 114 mi no trimestre
[10/05/2018] - Cartel de frigoríficos: processo já dura 11 anos

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br