Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
147,00 131,00 142,00
GO MT RJ
143,00 132,00 141,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1300,00
Garrote 18m 1570,00
Boi Magro 30m 1930,00
Bezerra 12m 950,00
Novilha 18m 1170,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 15/12/2017 11:42

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Governo fala em tributar a LCA

 
 
 
Publicado em 10/08/2017

Uma proposta ainda em estudo pelo Ministério da Fazenda para tributar as Letras de Crédito do Agronegócio (LCA) - título financeiro criado há 13 anos para complementar o aporte de recursos na agricultura brasileira e que é isento de Imposto de Renda - está gerando preocupação no setor do agronegócio e no Ministério da Agricultura. Para cumprir a meta fiscal de 2017, a pasta estuda retirar a isenção de IR sobre as LCAs e também sobre as Letras de Crédito Imobiliário (LCI). A avaliação é que a tributação seria um "tiro no pé" por parte do governo.

O setor argumenta que a medida vai na contramão de uma política de Estado que foi intensificada pela própria equipe econômica na duas últimas safras, com o intuito de estimular o uso desses títulos como uma fonte alternativa de recursos ao crédito rural.

Ontem, deputados da bancada ruralista questionaram o presidente do Banco Central, Ilan Goldfajn, sobre a possível medida e defenderam que não seja criada nenhuma tributação sobre as LCA. Segundo uma fonte que participou da reunião, Goldfajn concordou com o pleito dos parlamentares, mas demonstrou cautela e afirmou que o tema vem sendo conduzido pelo Ministério da Fazenda.

Apesar de a questão ser tributária e envolver mais a Receita Federal, o Banco Central tem assento no Conselho Monetário Nacional (CMN) e sempre foi um dos principais defensores do uso de LCA para financiar a agricultura.

O receio do agronegócio com o eventual imposto sobre as LCAs surgiu nos últimos dias em decorrência de uma série de medidas avaliadas pelo Ministério da Fazenda para elevar impostos em busca de fontes de receitas para cumprir a meta fiscal de 2017.

O Valor apurou que, na terça-feira, em uma reunião na sede da Federação Brasileira de Bancos (Febraban), em São Paulo, executivos de alguns dos principais bancos que operam com crédito rural comentaram que já foram informados pelo governo que uma possível Medida Provisória poderá trazer a cobrança de IR sobre a LCA ainda em agosto.

Desde a safra 2015/16, a equipe econômica do governo passou a obrigar os bancos que operam no segmento rural a direcionar parte de suas emissões de LCA para contratos de crédito rural. A regra (exigibilidade) começou com o patamar de 50% nesse ciclo, mas foi reduzida para 35% - percentual que passou a valer a partir de 2016/17 e está mantido até hoje. Como parte do novo Plano Safra, lançado em junho, o governo estima que esses títulos vão ofertar R$ 13,6 bilhões em crédito rural em 2017/18.

O consultor Ademiro Vian lembra que a tentativa do governo de taxar as LCAs não é de hoje e que a ameaça sempre volta em tempos de Selic em queda. "Se o governo taxar a LCA, ele mata o título e a agricultura perde mais um funding de recursos", afirma. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[15/12/2017] - Arroba: frigoríficos correm atrás de boi
[15/12/2017] - Carne sobe e está no maior preço do ano
[15/12/2017] - Exportações de carne podem bater novo recorde
[15/12/2017] - CNA: manutenção de vacina complica vendas aos EUA
[15/12/2017] - Senado aprova Lei do Funrural mas Temer deve vetar
[15/12/2017] - Produtor foi expulso de terras por indígenas
[15/12/2017] - Índios são usados para obter verbas públicas

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[15/12/2017] - ARTIGO: Governo é dono de 47% das terras do País
[15/12/2017] - Esvaziada, CPMI da JBS acaba
[14/12/2017] - Arroba: altas são generalizadas
[14/12/2017] - Arroba: frigoríficos têm dificuldade para comprar
[14/12/2017] - Exportações de carne seguem fortes em dezembro
[14/12/2017] - Exportações de carne do MT batem recorde
[14/12/2017] - Abates cresceram 9% no terceiro trimestre
[14/12/2017] - MAPA cede e facilita importação de trigo russo
[13/12/2017] - Arroba: frigoríficos estão precisando comprar boi
[13/12/2017] - Reposição ganha força com a chegada das chuvas
[13/12/2017] - Exportação de gado subiu quase 32% em 2017
[13/12/2017] - Agência prevê 2018 melhor para os frigoríficos
[13/12/2017] - Mercosul cede, mas UE adia acordo para 2018
[13/12/2017] - Brasil trabalha forte para abrir mercado britânico
[13/12/2017] - Maggi crê que mercado dos EUA será reaberto logo
[13/12/2017] - Argentina ganha espaço entre os exportadores
[13/12/2017] - JBS deverá devolver terreno de frigorífico no MT
[13/12/2017] - Câmara conclui aprovação da Lei do Funrural
[13/12/2017] - Famato pede prorrogação para inscrição no CAR
[13/12/2017] - MST invade fazenda recém-desocupada no Paraná
[12/12/2017] - Exportações de carne bovina: recorde histórico
[12/12/2017] - MAPA vai atender exigências dos russos
[12/12/2017] - Arroba: frigoríficos tentam segurar alta do boi
[12/12/2017] - Produção de carne fica estável no MS
[12/12/2017] - Frigoríficos criticam imposto menor para o boi
[12/12/2017] - Mais um processo contra a JBS e Wesley Batista
[12/12/2017] - UE quer abertura, mas carne bovina ainda é entrave
[11/12/2017] - Operação da PF investiga propina da JBS a fiscal
[11/12/2017] - Arroba continua a subir com firmeza
[11/12/2017] - Carne sobe e melhora perspectiva para o boi
[11/12/2017] - Reposição começa a se agitar no Tocantins
[11/12/2017] - Acordo com a UE pode ser anunciado até o dia 21
[11/12/2017] - Missão oficial de Hong Kong inspeciona frigorífico
[11/12/2017] - Funrural: votação deve acabar amanhã na Câmara
[11/12/2017] - Venda de milho está parada
[08/12/2017] - Arroba: frigoríficos pagam cada vez mais pelo boi
[08/12/2017] - Frigoríficos: vendas para o Natal surpreendem
[08/12/2017] - Reação do mercado agora depende do consumidor
[08/12/2017] - JBS diz que vai recuperar o mercado perdido
[08/12/2017] - BNDES deve vender ações da JBS
[08/12/2017] - JBS mantém planos de vender ações em NY
[08/12/2017] - Venda da Itambé pode parar na Justiça
[08/12/2017] - Governo do MS reduz impostos para laticínios
[08/12/2017] - Preço do farelo de algodão cai com força
[07/12/2017] - Arroba: boi sobe e tem mais espaço para alta
[07/12/2017] - Preço do bezerro sobe com volta das chuvas
[07/12/2017] - Exportações podem fechar ano com forte alta
[07/12/2017] - Ameaça de Trump faz México buscar carne do Brasil
[07/12/2017] - Negociações para reabertura da Rússia vão bem
[07/12/2017] - Compra da Itambé cria nova líder no leite

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br