Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
142,00 130,00 136,00
GO MT RJ
131,00 128,00 130,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1520,00
Boi Magro 30m 1820,00
Bezerra 12m 960,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1330,00

Atualizado em: 17/7/2018 10:52

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Governo deve ir à Justiça contra fim do Funrural

 
 
 
Publicado em 06/09/2017

A Advocacia-Geral da União (AGU) já prepara um mandado de segurança no Supremo Tribunal Federal contra o Projeto de Resolução 13/2017, da senadora Kátia Abreu (PMDB-TO), que pode ser promulgado hoje e acaba com as cobranças antigas do Fundo de Assistência ao Trabalhador Rural (Funrural).

Na prática, avaliam tributaristas, com a estratégia adotada pelo governo, instaura-se uma nova batalha jurídica em torno do tema, e a decisão final caberá novamente ao STF, que já julgou constitucional o Funrural no fim de março deste ano.

Com o mandado de segurança, a AGU quer impedir que o governo perca uma receita para os cofres públicos estimada em R$ 17 bilhões, que é a dívida total contraída por produtores rurais nos últimos anos, segundo a Receita Federal. Num cenário em que o Ministério da Fazenda tem dificuldades para fechar a meta de déficit fiscal tanto para 2017 quanto para os próximos três anos, mais uma renúncia de receitas não seria bem- vinda, na avaliação da equipe econômica.

O projeto da senadora suspende a execução da Lei 8.540/1992, que definia uma alíquota de 2% sobre a receita da comercialização da produção. Portanto, uma vez promulgado, tem força de lei para anular a decisão do Supremo Tribunal Federal (STF), proferida no fim de março pela constitucionalidade dessa contribuição previdenciária.

Há duas semanas, o projeto foi aprovado pela Comissão de Constituição e Justiça (CCJ) do Senado e, em tese, só restaria ao presidente do Senado, Eunício Oliveira (PMDB-CE) promulgá-lo, mas a base do governo chegou a se movimentar em busca de assinaturas para arrastar a discussão para o plenário da Casa, adiando esse processo.

Por outro lado, o prazo para essa ofensiva acabou ontem, sem que nenhum senador governista tenha recorrido, abrindo espaço para que Eunício promulgue a lei.

Mas a promulgação da lei, apesar de atrapalhar o plano do governo com a recuperação desses débitos, não significa que produtores e empresas deixarão de pagar a contribuição para sempre. A nova lei, oriunda do PRS da ex-ministra Kátia Abreu, não elimina a obrigação de pagamentos futuros com a contribuição, já que em 1o de agosto o governo editou a Medida Provisória 793.

Além de propor um parcelamento dessas dívidas previdenciárias do agronegócio em até 176 parcelas (quase 15 anos) com perdão integral dos juros e desconto de 25% de multas e encargos, a MP também fixa uma alíquota de 1,2% sobre a venda da produção agropecuária para os pagamentos futuros que valerá a partir de 2018. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/07/2018] - Exportações batem recorde de outubro de 2014
[17/07/2018] - Arroba: boi deveria subir mais
[17/07/2018] - Carne não sobe e reduz margem do frigorífico
[17/07/2018] - MT: 300 mil animais tiveram que ser revacinados
[17/07/2018] - Preços do milho sem direção definida
[16/07/2018] - Lula teria pedido para agilizar verba para a JBS
[16/07/2018] - Arroba: frigoríficos oferecem acima da referência

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[16/07/2018] - Reposição ganhou força
[16/07/2018] - Exportações de boi em pé cresceram 84%
[16/07/2018] - Exportações do Agro seguem firmes, apesar da greve
[13/07/2018] - Arroba: frigoríficos cm dificuldade para comprar
[13/07/2018] - Preço da carne continua caindo no varejo
[13/07/2018] - STF nega liminar que suspenderia tabela de frete
[13/07/2018] - Frete: aprovação não derruba ações judiciais
[13/07/2018] - O Brasil ganha ou perde com a guerra comercial?
[13/07/2018] - Preço do milho recua e pode cair mais
[13/07/2018] - CNA: campo precisa entrar na política de segurança
[12/07/2018] - Arroba subiu, frigoríficos já pagam mais
[12/07/2018] - CEPEA: arroba em alta, carne em baixa
[12/07/2018] - Frigoríficos apostam em retomada das exportações
[12/07/2018] - Abates batem recorde positivo no MT após a greve
[12/07/2018] - PIB da Pecuária recua no MT mas deve se recuperar
[12/07/2018] - Câmara aprova tabela de frete
[12/07/2018] - Senado aprova tabela de frete em tempo recorde
[12/07/2018] - Lactalis vai produzir marca francesa no Brasil
[11/07/2018] - Arroba: frigoríficos não acham boi para comprar
[11/07/2018] - Carne bovina deve subir mais
[11/07/2018] - Leite pára de subir
[11/07/2018] - Custo deve subir até 50% com tabela de frete
[11/07/2018] - Frete alto dificulta entrega de fertilizantes
[11/07/2018] - JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção
[11/07/2018] - Polpa cítrica: oferta está menor
[10/07/2018] - Quem quer vender boi a R$ 150 a arroba?
[10/07/2018] - Consumo de carne bovina segue devagar
[10/07/2018] - Proibição da exportação pode ser votada hoje
[10/07/2018] - Inspeção privada tem data para começar no RS
[10/07/2018] - Crise e inflação podem piorar com tabela
[10/07/2018] - Tabelamento do frete pode ser aprovado hoje
[10/07/2018] - Doença que atinge o milho chegou ao Paraná
[10/07/2018] - Prefeitura fecha acordo para reabrir frigorífico
[09/07/2018] - Arroba: feriado em SP pode puxar cotação do boi
[09/07/2018] - Proibição das exportações pode parar na Justiça
[09/07/2018] - Milho: compradores esperam que preços caiam
[09/07/2018] - Brasil precisa vender melhor lá fora
[06/07/2018] - Consultoria prevê aumento das exportações
[06/07/2018] - MAPA tenta ampliar vendas aos árabes
[06/07/2018] - Arroba: consumo ainda segura a alta do boi
[06/07/2018] - Reposição começa a se movimentar
[06/07/2018] - Pecuaristas do MS pedem redução do ICMS
[06/07/2018] - Proibição de exportação é adiada novamente
[06/07/2018] - Contra tabela, produtores compram caminhões
[06/07/2018] - Milho disparou. Para onde vão os preços?
[06/07/2018] - Crime: união com pecuaristas reduz furtos e roubos
[05/07/2018] - Arroba: frigoríficos já pagam acima da referência
[05/07/2018] - Preço da carne exportada bate recorde
[05/07/2018] - Carne bovina recupera espaço em relação ao frango
[05/07/2018] - Relator da tabela de fretes ignora produtores

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br