Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
146,00 131,00 141,00
GO MT RJ
138,00 134,00 140,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1310,00
Garrote 18m 1580,00
Boi Magro 30m 1990,00
Bezerra 12m 980,00
Novilha 18m 1180,00
Vaca Boiadeira 1350,00

Atualizado em: 22/1/2018 09:11

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

CNA: manutenção de vacina complica vendas aos EUA

 
 
 
Publicado em 15/12/2017

A Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil (CNA) contestou a decisão do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) de disponibilizar ao produtor rural só em 2019 as mudanças da vacina contra a febre aftosa aplicada em todo rebanho bovino do país. A CNA pede que o governo priorize essa questão e coloque a vacina no mercado já em 2018.

Durante a reunião da Câmara Setorial da Carne Bovina, na quarta-feira (13), em Brasília, o Ministério da Agricultura informou aos participantes que a nova fórmula da vacina não estaria pronta no ano que vem.

A decisão desagradou a CNA já que, em julho deste ano, a entidade assinou uma Nota Técnica pedindo a mudança na composição da vacina com a redução do volume da dose, de 5 ml para 2 ml, e a retirada da substância saponina. De acordo com a entidade, a demora do posicionamento do Ministério demonstra uma falta de priorização da cadeia, que tem sofrido com o embargo da carne brasileira pelos Estados Unidos.

Para o presidente da Comissão Nacional de Bovinocultura de Corte da CNA, Antônio Pitangui de Salvo, foi uma “surpresa negativa” saber que o produtor só terá a vacina com a nova fórmula à disposição em 2018. “Era uma exigência e uma necessidade do produtor ter o mais rápido possível essas vacinas com menor dosagem e sem a saponina, que é um coadjuvante que causa também esses abscessos”, disse.

Pitangui explicou ainda que a vacina trouxe muitos benefícios, já que o Brasil exporta praticamente para o mundo inteiro e está livre há mais de 20 anos da doença. “Mas também sabemos do que ocorreu no começo deste ano com o embargo dos EUA, que ainda não voltou a comprar a carne brasileira porque não sente segurança de que esses abscessos terminaram por completo”, destacou.

Prejuízos – Estimativas indicam que o produtor perde, em média, 2 quilos de carne por animal abatido, quando as lesões provocadas pela vacinação são encontradas. As entidades lembram que o pecuarista já possui gasto com a compra da vacina, além de não ser ressarcido pela carne descartada. Aproximadamente, são R$ 600 milhões despendidos por ano na aquisição do produto levando em consideração um rebanho de 215 milhões de cabeças vacinadas no país.Com informações do Valor.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/01/2018] - Arroba: frigoríficos pressionam o pecuarista
[22/01/2018] - Carne: mercado ainda não está bom
[22/01/2018] - Exportações de carne batem recorde no Mato Grosso
[22/01/2018] - Alckmin veta a absurda Segunda sem Carne
[22/01/2018] - Abates subiram no MT em 2017
[22/01/2018] - Quadrilha usa violência para roubar gado
[22/01/2018] - O Funrural vai mudar a arroba do boi?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/01/2018] - Sem terra invadem fazendas em protesto por Lula
[22/01/2018] - Embrapa vive crise com folha de pagamento inchada
[22/01/2018] - Sem crédito, produtor recorre ao consórcio
[15/12/2017] - Arroba: frigoríficos correm atrás de boi
[15/12/2017] - Carne sobe e está no maior preço do ano
[15/12/2017] - Exportações de carne podem bater novo recorde
[15/12/2017] - CNA: manutenção de vacina complica vendas aos EUA
[15/12/2017] - Senado aprova Lei do Funrural mas Temer deve vetar
[15/12/2017] - Produtor foi expulso de terras por indígenas
[15/12/2017] - Índios são usados para obter verbas públicas
[15/12/2017] - ARTIGO: Governo é dono de 47% das terras do País
[15/12/2017] - Esvaziada, CPMI da JBS acaba
[14/12/2017] - Arroba: altas são generalizadas
[14/12/2017] - Arroba: frigoríficos têm dificuldade para comprar
[14/12/2017] - Exportações de carne seguem fortes em dezembro
[14/12/2017] - Exportações de carne do MT batem recorde
[14/12/2017] - Abates cresceram 9% no terceiro trimestre
[14/12/2017] - MAPA cede e facilita importação de trigo russo
[13/12/2017] - Arroba: frigoríficos estão precisando comprar boi
[13/12/2017] - Reposição ganha força com a chegada das chuvas
[13/12/2017] - Exportação de gado subiu quase 32% em 2017
[13/12/2017] - Agência prevê 2018 melhor para os frigoríficos
[13/12/2017] - Mercosul cede, mas UE adia acordo para 2018
[13/12/2017] - Brasil trabalha forte para abrir mercado britânico
[13/12/2017] - Maggi crê que mercado dos EUA será reaberto logo
[13/12/2017] - Argentina ganha espaço entre os exportadores
[13/12/2017] - JBS deverá devolver terreno de frigorífico no MT
[13/12/2017] - Câmara conclui aprovação da Lei do Funrural
[13/12/2017] - Famato pede prorrogação para inscrição no CAR
[13/12/2017] - MST invade fazenda recém-desocupada no Paraná
[12/12/2017] - Exportações de carne bovina: recorde histórico
[12/12/2017] - MAPA vai atender exigências dos russos
[12/12/2017] - Arroba: frigoríficos tentam segurar alta do boi
[12/12/2017] - Produção de carne fica estável no MS
[12/12/2017] - Frigoríficos criticam imposto menor para o boi
[12/12/2017] - Mais um processo contra a JBS e Wesley Batista
[12/12/2017] - UE quer abertura, mas carne bovina ainda é entrave
[11/12/2017] - Operação da PF investiga propina da JBS a fiscal
[11/12/2017] - Arroba continua a subir com firmeza
[11/12/2017] - Carne sobe e melhora perspectiva para o boi
[11/12/2017] - Reposição começa a se agitar no Tocantins
[11/12/2017] - Acordo com a UE pode ser anunciado até o dia 21
[11/12/2017] - Missão oficial de Hong Kong inspeciona frigorífico
[11/12/2017] - Funrural: votação deve acabar amanhã na Câmara
[11/12/2017] - Venda de milho está parada
[08/12/2017] - Arroba: frigoríficos pagam cada vez mais pelo boi
[08/12/2017] - Frigoríficos: vendas para o Natal surpreendem
[08/12/2017] - Reação do mercado agora depende do consumidor
[08/12/2017] - JBS diz que vai recuperar o mercado perdido
[08/12/2017] - BNDES deve vender ações da JBS

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br