Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
151,00 141,00 146,00
GO MT RJ
139,00 136,00 146,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1380,00
Garrote 18m 1650,00
Boi Magro 30m 2000,00
Bezerra 12m 1020,00
Novilha 18m 1250,00
Vaca Boiadeira 1420,00

Atualizado em: 17/12/2018 10:49

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

EUA: guerra comercial atinge agronegócio

 
 
 
Publicado em 05/04/2018

Grupos que representam agricultores nos Estados Unidos disseram que tarifas chinesas podem reduzir em bilhões de dólares o valor da produção norte-americana de grãos, e alguns produtores já estudam mudanças em seus planos para o plantio, que deve começar em algumas semanas no Meio-Oeste. Nesta quarta-feira, 4, a China ameaçou sobretaxar uma série de produtos norte-americanos, incluindo soja e milho.

"Vínhamos alertando o governo e membros do Congresso que isso aconteceria desde que começaram as especulações sobre as tarifas", disse John Heisdorffer, produtor de soja de Iowa e presidente da Associação Americana de Soja. "Infelizmente, isso não traz nenhum alento aos milhares de produtores de soja que serão afetados por essas tarifas." O grupo estima que a queda do preço da oleaginosa nesta quarta-feira diminuiu em mais de US$ 1 bilhão o valor da safra norte-americana.

O país asiático é o maior comprador mundial do grão e no ano passado absorveu mais da metade das exportações dos EUA. Segundo o Departamento de Agricultura do país (USDA), as compras chinesas de soja norte-americana totalizaram 32 milhões de toneladas em 2017, ou aproximadamente 58% das exportações totais dos EUA.

Autoridades chinesas não disseram quando as tarifas serão implementadas, mas a ameaça aumentou temores de que agricultores e pecuaristas dos EUA sofram perdas com uma eventual escalada da disputa. Na segunda-feira, já tinham entrado em vigor tarifas chinesas contra carne suína, frutas e etanol dos EUA, em resposta à decisão do governo Trump de sobretaxar a importação de aço e alumínio.

O secretário de Agricultura dos EUA, Sonny Perdue, tentou tranquilizar os produtores do país. "Conversei com o presidente ontem à noite", disse Perdue. "E ele me disse, 'Sonny, você pode assegurar aos agricultores que não vamos permitir que eles sejam vítimas se essa disputa comercial se acirrar. Vamos cuidar de nossos produtores. Pode dizer isso diretamente a eles.'"

Zippy Duvall, presidente da Federação Agrícola Americana, um dos principais grupos de lobby do setor, disse que essa disputa tem de acabar. "Sabemos que os mercados sobem e descem", disse Duvall. Mas a ameaça de retaliação chinesa "está testando a paciência e o otimismo de famílias que estão enfrentando a pior situação econômica na agricultura em 16 anos".

A empresa de alimentos Cargill também disse estar "bastante preocupada" com a escalada das tensões comerciais entre os dois países. A disputa "pode levar a uma guerra comercial destrutiva com sérias consequências para o crescimento econômico e a criação de empregos", disse a companhia. "Não há vencedores em uma guerra comercial."

Alguns produtores estão repensando suas estratégias para o plantio em resposta à ameaça chinesa. A menos de duas semanas do início do plantio em sua fazenda de 809 hectares no Estado de Illinois, o agricultor Aaron Wernz disse que uma queda acentuada dos preços da soja e preocupações de que as tarifas reduzirão as exportações podem levá-lo a plantar mais milho - e menos soja - do que ele pretendia originalmente. Ele também vai examinar com mais atenção as futuras compras de sementes e fertilizantes se os preços de grãos continuarem deprimidos, disse. "Eu provavelmente acabei de perder US$ 50 mil." Com informações do portal Estadão.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/12/2018] - BOLETIM NOTÍCIAS DA PECUÁRIA EM RECESSO
[14/12/2018] - Arroba: frigoríficos continuam procurando boi
[14/12/2018] - Arroba sobe forte no RJ
[14/12/2018] - Agência otimista com a situação do Minerva
[14/12/2018] - Leite: importações podem ser suspensas
[14/12/2018] - CNA pede ao STF decisão urgente sobre frete
[14/12/2018] - Incerteza sobre frete trava negócios

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[13/12/2018] - Fux volta atrás e tabela de fretes volta a valer
[13/12/2018] - CNA recorrerá contra tabela do frete
[13/12/2018] - Líder dos caminhoneiros agradece Fux
[13/12/2018] - Exportações de gado em pé cresceram 80%
[13/12/2018] - Arroba chega ao maior valor do ano
[13/12/2018] - Abates de novilhas batem recorde
[13/12/2018] - Abates bovinos cresceram 7% em um ano
[13/12/2018] - Exportações poderiam ter crescido mais
[13/12/2018] - Leite: longa vida tem preços estáveis
[13/12/2018] - Mercado do leite está estagnado
[13/12/2018] - Onde criar gado é correr risco de vida
[12/12/2018] - Exportações devem bater recorde em 2019
[12/12/2018] - Arroba: frigoríficos precisam de boi para o Natal
[12/12/2018] - Para onde vai o preço da reposição?
[12/12/2018] - Fracassa leilão de frigorífico em SP
[12/12/2018] - Venda da parte do BNDES na JBS ficou para 2019
[12/12/2018] - Ruralistas nunca foram contra ambiente e índios
[12/12/2018] - Deputados querem prorrogar o Refis do Funrural
[11/12/2018] - PF investiga propina da JBS a Aécio Neves
[11/12/2018] - Árabes aumentam pressão sobre Bolsonaro
[11/12/2018] - Caminhoneiros temem falta de apoio para greve
[11/12/2018] - Arroba: festas de final de ano puxam o boi
[11/12/2018] - Oferta curta valoriza preço da reposição
[11/12/2018] - Alta no atacado puxa preço da carne no varejo
[11/12/2018] - Exportações de carne: dezembro começa forte
[10/12/2018] - Caminhoneiros protestam contra decisão do STF
[10/12/2018] - Arroba do boi segue subindo
[10/12/2018] - Atacado da carne tem recorde de preço
[10/12/2018] - Marfrig será líder global em hambúrguer
[10/12/2018] - Leite: oferta aumentou e derrubou preço
[10/12/2018] - MG terá nova referência para o preço do leite
[10/12/2018] - Milho: preços seguem firmes
[10/12/2018] - Agro dá apoio ao novo ministro do Meio Ambiente
[07/12/2018] - STF impede multa por desrespeito à tabela do frete
[07/12/2018] - Mais uma greve dos caminhoneiros?
[07/12/2018] - Arroba do boi ganha força na alta
[07/12/2018] - Mercado do boi está devagar em SC
[07/12/2018] - Marfrig fecha compra de unidades da BRF
[07/12/2018] - Tereza: produtor deve ser pago para preservar
[07/12/2018] - Milho deve ficar mais caro em 2019
[07/12/2018] - Funai irá para o Ministério dos Direitos Humanos
[06/12/2018] - Arroba do boi voltou a subir em São Paulo
[06/12/2018] - Exportação de boi em alta em novembro
[06/12/2018] - Boi deve subir no Mato Grosso
[06/12/2018] - Há frigoríficos pagando mais pelo boi
[06/12/2018] - CNA pede suspensão de multas por tabela
[06/12/2018] - Custos devem derrubar PIB do Agro em 2018
[06/12/2018] - Dívida do Funrural será extinta?
[06/12/2018] - Minerva nega oferta para comprar ativos da BRF
[06/12/2018] - Prazo para o CAR termina em 31 de dezembro

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br