Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
142,00 130,00 136,00
GO MT RJ
131,00 128,00 130,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1520,00
Boi Magro 30m 1820,00
Bezerra 12m 960,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1330,00

Atualizado em: 18/7/2018 09:19

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Pecuarista do MT terá 3 balanças em cada frigo

 
 
 
Publicado em 06/04/2018

Depois de um período inativo, sem presidente e com falta de recursos, o Instituto Mato-Grossense da Carne (Imac) está retomando suas atividades. O foco principal do novo mandatário, Guilherme Nolasco, será “colocar a carne na caixa”. “Com ela pronta para vender, podemos buscar novos mercados que paguem por essa qualidade”, afirma.

Nolasco assumiu a presidência do Imac nesta segunda-feira, 2, após deixar o Instituto de Defesa Agropecuária do Estado de Mato Grosso (Indea). O primeiro passo será elaborar um novo orçamento para execução das atividades previstas. Entre elas está a implantação do sistema eletrônico de balanças de pesagem nos frigoríficos, que deve ajudar na criação de um padrão de qualidade de carcaça e do selo de garantia de origem, sustentabilidade e qualidade para a carne de Mato Grosso que seguir essa padronização.

A princípio, o sistema, inspirado em modelo desenvolvido no Uruguai, terá três balanças extras: uma antes do tronco de sensibilização, outra no meio da linha e a terceira antes da toalete final. “Isso vai dar transparência para o processo e pode desencadear uma nova forma de comercialização, com o produtor podendo escolher negociar com o frigorífico pelos resultados da primeira, segunda ou terceira pesagens e não apenas pela balança final do frigorífico”. Segundo ele, a ideia é que esses resultados também fiquem disponíveis online - respeitando o sigilo do produtor, ou seja, sem a divulgação de nomes - para que o pecuarista possa comparar o que cada indústria está tirando da carcaça.

Atualmente, a planta de Tangará da Serra da Marfrig é a que está com a estrutura mais adiantada. Mas ainda não há uma estimativa sobre quando o sistema começará a funcionar de fato no Estado. “Estou sentando na cadeira agora, então não quero dar previsões sem antes saber de tudo, mas sei que já existem outras indústrias interessadas no sistema”.

Para financiar esse e outros projetos, como a criação de um marketing de promoção da carne do Estado e pesquisas, o Imac receberá recursos vindos da contribuição ao Fundo Emergencial de Saúde Animal do Estado do Mato Grosso (Fesa-MT). A partir de decreto do governador Pedro Taques, R$ 2 por cabeça abatida no Estado serão repassados para o Imac. Considerando que em 2017 o abate de bovinos foi de 4,96 milhões de animais, segundo o Instituto Mato-grossense de Economia Agropecuária (Imea), a expectativa é que o Imac receba cerca de R$ 10 milhões ao ano para suas ações.

Nolasco garante, porém, que isso não terá impacto adicional no bolso do produtor rural. “Não vai onerar a mais, é uma taxa já existente”. O primeiro repasse será realizado no meio de abril, após reunião do fundo na semana que vem. Além disso, Nolasco afirma que existem instituições do terceiro setor que já manifestaram interesse em aplicar recursos no Imac para desenvolvimento de projetos com foco na sustentabilidade.  Com informações do portal DBO.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/07/2018] - Lucro dos frigoríficos melhorou com greve e dólar
[18/07/2018] - Frigoríficos seguem pagando acima da referência
[18/07/2018] - Reposição se movimenta no MS
[18/07/2018] - Frigorífico fechado pela JBS será reaberto
[18/07/2018] - Leite longa vida parou de subir

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[17/07/2018] - Exportações batem recorde de outubro de 2014
[17/07/2018] - Arroba: boi deveria subir mais
[17/07/2018] - Carne não sobe e reduz margem do frigorífico
[17/07/2018] - MT: 300 mil animais tiveram que ser revacinados
[17/07/2018] - Preços do milho sem direção definida
[16/07/2018] - Lula teria pedido para agilizar verba para a JBS
[16/07/2018] - Arroba: frigoríficos oferecem acima da referência
[16/07/2018] - Reposição ganhou força
[16/07/2018] - Exportações de boi em pé cresceram 84%
[16/07/2018] - Exportações do Agro seguem firmes, apesar da greve
[13/07/2018] - Arroba: frigoríficos cm dificuldade para comprar
[13/07/2018] - Preço da carne continua caindo no varejo
[13/07/2018] - STF nega liminar que suspenderia tabela de frete
[13/07/2018] - Frete: aprovação não derruba ações judiciais
[13/07/2018] - O Brasil ganha ou perde com a guerra comercial?
[13/07/2018] - Preço do milho recua e pode cair mais
[13/07/2018] - CNA: campo precisa entrar na política de segurança
[12/07/2018] - Arroba subiu, frigoríficos já pagam mais
[12/07/2018] - CEPEA: arroba em alta, carne em baixa
[12/07/2018] - Frigoríficos apostam em retomada das exportações
[12/07/2018] - Abates batem recorde positivo no MT após a greve
[12/07/2018] - PIB da Pecuária recua no MT mas deve se recuperar
[12/07/2018] - Câmara aprova tabela de frete
[12/07/2018] - Senado aprova tabela de frete em tempo recorde
[12/07/2018] - Lactalis vai produzir marca francesa no Brasil
[11/07/2018] - Arroba: frigoríficos não acham boi para comprar
[11/07/2018] - Carne bovina deve subir mais
[11/07/2018] - Leite pára de subir
[11/07/2018] - Custo deve subir até 50% com tabela de frete
[11/07/2018] - Frete alto dificulta entrega de fertilizantes
[11/07/2018] - JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção
[11/07/2018] - Polpa cítrica: oferta está menor
[10/07/2018] - Quem quer vender boi a R$ 150 a arroba?
[10/07/2018] - Consumo de carne bovina segue devagar
[10/07/2018] - Proibição da exportação pode ser votada hoje
[10/07/2018] - Inspeção privada tem data para começar no RS
[10/07/2018] - Crise e inflação podem piorar com tabela
[10/07/2018] - Tabelamento do frete pode ser aprovado hoje
[10/07/2018] - Doença que atinge o milho chegou ao Paraná
[10/07/2018] - Prefeitura fecha acordo para reabrir frigorífico
[09/07/2018] - Arroba: feriado em SP pode puxar cotação do boi
[09/07/2018] - Proibição das exportações pode parar na Justiça
[09/07/2018] - Milho: compradores esperam que preços caiam
[09/07/2018] - Brasil precisa vender melhor lá fora
[06/07/2018] - Consultoria prevê aumento das exportações
[06/07/2018] - MAPA tenta ampliar vendas aos árabes
[06/07/2018] - Arroba: consumo ainda segura a alta do boi
[06/07/2018] - Reposição começa a se movimentar
[06/07/2018] - Pecuaristas do MS pedem redução do ICMS
[06/07/2018] - Proibição de exportação é adiada novamente

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br