Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
142,00 130,00 136,00
GO MT RJ
131,00 128,00 130,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1520,00
Boi Magro 30m 1820,00
Bezerra 12m 960,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1330,00

Atualizado em: 18/7/2018 09:19

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Pecuarista de MG poderá escolher fundo privado

 
 
 
Publicado em 06/04/2018

Foi lançado oficialmente ontem, durante a celebração, o Fundo de Defesa Sanitária (Fundesa) privado de Minas Gerais. Considerada uma importante ferramenta para garantir a sanidade dos rebanhos e a capacidade de controlar possíveis epidemias, o fundo indenizatório será formado com a cobrança de taxas dos produtores e das indústrias. A arrecadação teve início no dia 1º de abril, e os produtores agora podem optar entre pagar o fundo estadual, que já é cobrado, ou o privado.

As expectativas em relação ao Fundesa são positivas. Além da oferta de recursos em tempo hábil em casos de epidemias, a criação do fundo privado assegura a sanidade estadual, o que também é reconhecido no mercado internacional.

De acordo com o superintendente técnico da Faemg, Altino Rodrigues, o desenvolvimento do fundo é uma demanda antiga do setor e foi trabalhado ao longo de 20 anos, envolvendo produtores e indústria. “O Fundesa vai permitir agir na área de suínos, bovinos e aves.

Também será usado na capacitação de pessoal e funcionará como garantia para colocar em prática a retirada da vacina contra a febre aftosa, prevista para 2021”, afirmou.

Mais controle

Ainda conforme o superintendente, produtores e indústria têm 30 dias para recolher o dinheiro, por isso, ainda não é possível quantificar quantos têm optado pelo pagamento do fundo ou pela manutenção da taxa estadual. “Naturalmente, eles preferirão ficar com o fundo privado, pois passarão a ter mais controle sobre o dinheiro”, adiantou.

A reserva financeira será gerenciada pela Faemg, e os recursos poderão ser aplicados conforme demanda e parecer do Instituto Mineiro de Agropecuária (IMA). Toda situação que exigir a aplicação de recursos será avaliada e votada por um conselho, formado por representantes dos setores envolvidos. A previsão é que 70% dos recursos arrecadados sejam reservados para emergências e os outros 30% utilizados para desenvolver programas de saúde pública e animal. Com informações do Diário do Comércio.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/07/2018] - Lucro dos frigoríficos melhorou com greve e dólar
[18/07/2018] - Frigoríficos seguem pagando acima da referência
[18/07/2018] - Reposição se movimenta no MS
[18/07/2018] - Frigorífico fechado pela JBS será reaberto
[18/07/2018] - Leite longa vida parou de subir

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[17/07/2018] - Exportações batem recorde de outubro de 2014
[17/07/2018] - Arroba: boi deveria subir mais
[17/07/2018] - Carne não sobe e reduz margem do frigorífico
[17/07/2018] - MT: 300 mil animais tiveram que ser revacinados
[17/07/2018] - Preços do milho sem direção definida
[16/07/2018] - Lula teria pedido para agilizar verba para a JBS
[16/07/2018] - Arroba: frigoríficos oferecem acima da referência
[16/07/2018] - Reposição ganhou força
[16/07/2018] - Exportações de boi em pé cresceram 84%
[16/07/2018] - Exportações do Agro seguem firmes, apesar da greve
[13/07/2018] - Arroba: frigoríficos cm dificuldade para comprar
[13/07/2018] - Preço da carne continua caindo no varejo
[13/07/2018] - STF nega liminar que suspenderia tabela de frete
[13/07/2018] - Frete: aprovação não derruba ações judiciais
[13/07/2018] - O Brasil ganha ou perde com a guerra comercial?
[13/07/2018] - Preço do milho recua e pode cair mais
[13/07/2018] - CNA: campo precisa entrar na política de segurança
[12/07/2018] - Arroba subiu, frigoríficos já pagam mais
[12/07/2018] - CEPEA: arroba em alta, carne em baixa
[12/07/2018] - Frigoríficos apostam em retomada das exportações
[12/07/2018] - Abates batem recorde positivo no MT após a greve
[12/07/2018] - PIB da Pecuária recua no MT mas deve se recuperar
[12/07/2018] - Câmara aprova tabela de frete
[12/07/2018] - Senado aprova tabela de frete em tempo recorde
[12/07/2018] - Lactalis vai produzir marca francesa no Brasil
[11/07/2018] - Arroba: frigoríficos não acham boi para comprar
[11/07/2018] - Carne bovina deve subir mais
[11/07/2018] - Leite pára de subir
[11/07/2018] - Custo deve subir até 50% com tabela de frete
[11/07/2018] - Frete alto dificulta entrega de fertilizantes
[11/07/2018] - JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção
[11/07/2018] - Polpa cítrica: oferta está menor
[10/07/2018] - Quem quer vender boi a R$ 150 a arroba?
[10/07/2018] - Consumo de carne bovina segue devagar
[10/07/2018] - Proibição da exportação pode ser votada hoje
[10/07/2018] - Inspeção privada tem data para começar no RS
[10/07/2018] - Crise e inflação podem piorar com tabela
[10/07/2018] - Tabelamento do frete pode ser aprovado hoje
[10/07/2018] - Doença que atinge o milho chegou ao Paraná
[10/07/2018] - Prefeitura fecha acordo para reabrir frigorífico
[09/07/2018] - Arroba: feriado em SP pode puxar cotação do boi
[09/07/2018] - Proibição das exportações pode parar na Justiça
[09/07/2018] - Milho: compradores esperam que preços caiam
[09/07/2018] - Brasil precisa vender melhor lá fora
[06/07/2018] - Consultoria prevê aumento das exportações
[06/07/2018] - MAPA tenta ampliar vendas aos árabes
[06/07/2018] - Arroba: consumo ainda segura a alta do boi
[06/07/2018] - Reposição começa a se movimentar
[06/07/2018] - Pecuaristas do MS pedem redução do ICMS
[06/07/2018] - Proibição de exportação é adiada novamente

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br