Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
147,00 142,00 140,00
GO MT RJ
137,00 133,00 143,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1370,00
Garrote 18m 1600,00
Boi Magro 30m 1970,00
Bezerra 12m 1000,00
Novilha 18m 1190,00
Vaca Boiadeira 1390,00

Atualizado em: 14/11/2018 10:38

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Votação da tabela do frete está prevista para hoje

 
 
 
Publicado em 04/07/2018

Uma audiência pública sobre o tabelamento dos fretes reuniu representantes do agronegócio, sindicatos dos caminhoneiros e do governo nesta terça, dia 3, em Brasília. O clima não era dos mais amistosos entre as entidades, já que a proposta para o custo mínimo no frete apresentado na medida provisória 832 está longe de ser consenso. A medida provisória tem sofrido resistência até mesmo dentro do governo. O representante da ANTT (Agência de Transportes Terrestres) demonstrou pessimismo em relação à proposta.

“Não é suficiente em longo prazo. Se tiver ter um aumento da oferta de veículos, naturalmente quem consegue fazer três, quatro viagens por mês, por exemplo, não vai conseguir fazer uma. Isso porque vão ter vários transportadores querendo embarcar. Isso também vai dificultar a fiscalização. Mas isso é uma discussão. É preciso pensar numa solução conjunta”, diz Marcelo Vinaud Prado, diretor da ANTT.

Desde o início, vários setores do agronegócio se posicionaram contra o tabelamento do frete, mas já admitem que a medida deve passar pela Câmara. “Nós somos contra. Porém já admitimos que, caso seja aprovada e tenha força de lei e o Supremo não se manifeste, nós temos que cumpri-la. Nós gostaríamos de cumpri-la, sem carregar um passivo. Todos admitem que essa tabela não é exequível. Então nós precisamos de um tempo a partir da promulgação da lei, da divulgação da tabela”, afirma Arney Antônio Frasson, presidente da Acebra (Associação das Empresas Cerealistas do Brasil).

O relator da proposta disse que levou em consideração as condições de trabalho dos caminhoneiros e a importância deles para a economia: “Tem de equilibrar. O caminheiro deve ter direito a um custo mínimo. Isso tem que ter discutido e acertado pela ANTT. A partir daí, cumprir a regra. Quem não cumprir deve ser multado”, diz o deputado Osmar Terra, que espera que a medida seja votada nesta quarta-feira, dia 4.

“Então é uma negociação que a gente vai fazer. A gente quer votar na Câmara amanhã (quarta) e no Senado na semana que vem. E ter isso tudo aprovado e sancionado pelo presidente da República antes do recesso parlamentar”, diz o relator Terra.

Para um dos representantes dos caminhoneiros autônomos, o tema já se esgotou e, caso a medida provisória não seja votada, a categoria já tem definido os próximos passos. “A categoria decidiu o seguinte: ou aprova a MP 832 na quarta-feira ou a gente vai passar para categoria e a categoria vai deliberar. Nós não aguentamos mais esperar. O pessoal das transportadoras, os grandes empresários, estão ganhando tempo para chegar o recesso e a gente não ganhar nada. Já paramos, já conversamos com todos os estados, já tá todo muito ciente. Se não votar agora o piso mínimo, corre o risco de novas paralisações”, diz Wallace Landim, o Chorão, líder da categoria. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[14/11/2018] - Exportações têm o terceiro maior valor da história
[14/11/2018] - Exportações puxam abates no terceiro trimestre
[14/11/2018] - Funrural leva JBS a prejuízo
[14/11/2018] - Arroba: feriado não puxou preço do boi
[14/11/2018] - Exportação de boi cai com crise na Turquia
[14/11/2018] - Paraná: está mais caro repor o gado
[14/11/2018] - CNA pede que multas por frete sejam suspensas

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[14/11/2018] - Carne Fraca ainda preocupa o MAPA
[13/11/2018] - Qual a previsão para a pecuária em 2019?
[13/11/2018] - Frigoríficos crêem em ano bom para eles
[13/11/2018] - STJ manda soltar Joesley Batista
[13/11/2018] - Arroba: prisão de Batista não afetou cotações
[13/11/2018] - Reposição: preços firmes para quem vende
[13/11/2018] - Atacado da carne segue sem definição
[13/11/2018] - Como estão as exportações em novembro?
[13/11/2018] - MAPA começa a fazer a transição
[13/11/2018] - Brasileiros vão à Venezuela combater a aftosa
[12/11/2018] - Justiça solta dois presos da Operação Capitu
[12/11/2018] - Operação começou por gravação com Geller
[12/11/2018] - Arroba: pressão de baixa diminuiu
[12/11/2018] - Carne: varejo segue devagar
[12/11/2018] - Milho sobe, depois de três meses de queda
[12/11/2018] - Tereza Cristina fala sobre o futuro do MAPA
[12/11/2018] - Minerva negocia investimento com árabes
[12/11/2018] - Crise não reduz consumo de carne na Argentina
[12/11/2018] - Mosca-dos-estábulos: como controlar?
[09/11/2018] - PF: Batista pagava para garantir monopólio à JBS
[09/11/2018] - Com Joesley preso, desconfiança volta à JBS
[09/11/2018] - Arroba: confinamento pressiona e o boi cai
[09/11/2018] - Preço do boi firme no RS
[09/11/2018] - Leite: segundo mês de queda para o produtor
[09/11/2018] - Leite: custo de produção tem leve queda
[09/11/2018] - Milho: pressão de baixa pode acabar
[09/11/2018] - Funrural: governo oficializa prazo até 31/12
[09/11/2018] - Tereza: frete não pode esperar até janeiro
[09/11/2018] - Descumprir tabela do frete: multa de R$ 10,5 mil
[08/11/2018] - Arroba: mercado está devagar
[08/11/2018] - CEPEA: alguns frigoríficos pagam mais pelo boi
[08/11/2018] - Consumo de leite segue fraco
[08/11/2018] - Tereza Cristina será a nova titular do MAPA
[08/11/2018] - Nova ministra quer defender a propriedade
[07/11/2018] - Arroba: alta da carne pode puxar o preço do boi
[07/11/2018] - Reposição em alta em Rondônia
[07/11/2018] - Irã e Egito querem importar gado do RS
[07/11/2018] - Bolsonaro: decisão sobre Israel não está tomada
[07/11/2018] - Sergio Moro defende punição contra invasões
[07/11/2018] - Bancada participa da transição de governo
[07/11/2018] - Bancada ruralista sai fortalecida das eleições
[07/11/2018] - Minerva anuncia prejuízo e culpa alta do dólar
[07/11/2018] - Marfrig: margem com carne em alta nos EUA
[06/11/2018] - Arroba: frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[06/11/2018] - Reposição sobe há 18 semanas
[06/11/2018] - CEPEA: lácteos seguem em queda
[06/11/2018] - JBS fecha acordo bilionário para vender carne
[06/11/2018] - Exportações do agro faturaram 10% mais
[06/11/2018] - Retaliação árabe traz apreensão ao mercado
[06/11/2018] - Marfrig reduz prejuízo

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br