Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
141,00 129,00 136,00
GO MT RJ
130,00 128,00 130,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1270,00
Garrote 18m 1520,00
Boi Magro 30m 1820,00
Bezerra 12m 960,00
Novilha 18m 1160,00
Vaca Boiadeira 1330,00

Atualizado em: 13/7/2018 10:27

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção

 
 
 
Publicado em 11/07/2018

O Banco Central da Noruega decidiu excluir a JBS dos investimentos do fundo de pensão do governo do país devido aos riscos relacionados à corrupção. O banco entende que a atual composição do conselho de administração da JBS é inadequada, apesar dos esforços da companhia para a criação de um programa de compliance. De acordo com os últimos dados disponíveis, o fundo de pensão do governo da Noruega tinha US$ 143,4 milhões em ações da JBS, o equivalente a 1,78% do capital da empresa.

Outras três empresas (as americanas PacifiCorp e Tri-State Generation, de energia, e a chinesa Luthai Textile, do segmento têxtil) também foram excluídas da lista de investimentos do banco. As americanas foram excluídas devido ao uso de carvão. No caso da chinesa, a exclusão reflete as sistemáticas violações aos direitos humanos.

O Banco Central da Noruega administra o fundo de pensão do governo da Noruega, que tem cerca de US$ 1 trilhão em recursos oriundos do petróleo sob gestão.

 

No relatório no qual justifica a exclusão da JBS da lista de investimentos, o Banco Central do país nórdico cita a delação premiada dos controladores da JBS, Joesley e Wesley Batista. "Ex-membros da diretoria-executiva e do conselho de administração da JBS admitiram ter pago propina a mais de 1,8 mil políticos de 28 diferentes partidos políticos do Brasil", destaca.

A instituição afirma que seu Conselho de Ética fez vários contatos com a JBS, recebendo informações sobre o programa de compliance da empresa. Mas apenas a elaboração de um amplo programa de compliance não basta, segundo o banco, que critica a atual composição do conselho da JBS.

"Em uma situação na qual ex-membros do conselho de administração e da direção foram diretamente envolvidos em corrupção flagrante, o Conselho de Ética considera que a atual composição do conselho de administração não cria a distância suficiente da atos de corrupção e das pessoas responsáveis por ela", aponta o relatório.

O banco menciona a presença de familiares dos irmãos Batista no conselho. Wesley Batista Filho comanda as operações da JBS na América do Sul e faz parte do conselho, assim como o primo Aguinaldo Ramos Filho. O BC norueguês observa que o fundador da JBS, José Batista Sobrinho, é ao mesmo tempo CEO e vice-presidente do conselho de administração da empresa.

A instituição também destaca que a BNDESPar, segundo maior acionista da JBS, fez críticas à governança corporativa da empresa. Diante disso, o Conselho de Ética do BC da Noruega conclui que o risco associado à corrupção de manter o investimento na empresa brasileira é "inaceitável".

Em resposta à decisão norueguesa, a JBS afirmou, em nota, que "vem avançando em seu programa de compliance e na adoção de ações de governança. A companhia ressalta que tem evoluído consistentemente e aprimorado o seu programa "Faça Sempre o Certo" para fazer com que este seja uma referência global para o mercado. Tais ações estão sendo reconhecidas pelo mercado com a melhoria do rating pelas principais agências de classificação de risco." Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[13/07/2018] - Arroba: frigoríficos cm dificuldade para comprar
[13/07/2018] - Preço da carne continua caindo no varejo
[13/07/2018] - STF nega liminar que suspenderia tabela de frete
[13/07/2018] - Frete: aprovação não derruba ações judiciais
[13/07/2018] - O Brasil ganha ou perde com a guerra comercial?
[13/07/2018] - Preço do milho recua e pode cair mais
[13/07/2018] - CNA: campo precisa entrar na política de segurança

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[12/07/2018] - Arroba subiu, frigoríficos já pagam mais
[12/07/2018] - CEPEA: arroba em alta, carne em baixa
[12/07/2018] - Frigoríficos apostam em retomada das exportações
[12/07/2018] - Abates batem recorde positivo no MT após a greve
[12/07/2018] - PIB da Pecuária recua no MT mas deve se recuperar
[12/07/2018] - Câmara aprova tabela de frete
[12/07/2018] - Senado aprova tabela de frete em tempo recorde
[12/07/2018] - Lactalis vai produzir marca francesa no Brasil
[11/07/2018] - Arroba: frigoríficos não acham boi para comprar
[11/07/2018] - Carne bovina deve subir mais
[11/07/2018] - Leite pára de subir
[11/07/2018] - Custo deve subir até 50% com tabela de frete
[11/07/2018] - Frete alto dificulta entrega de fertilizantes
[11/07/2018] - JBS: Noruega decide não investir e cita corrupção
[11/07/2018] - Polpa cítrica: oferta está menor
[10/07/2018] - Quem quer vender boi a R$ 150 a arroba?
[10/07/2018] - Consumo de carne bovina segue devagar
[10/07/2018] - Proibição da exportação pode ser votada hoje
[10/07/2018] - Inspeção privada tem data para começar no RS
[10/07/2018] - Crise e inflação podem piorar com tabela
[10/07/2018] - Tabelamento do frete pode ser aprovado hoje
[10/07/2018] - Doença que atinge o milho chegou ao Paraná
[10/07/2018] - Prefeitura fecha acordo para reabrir frigorífico
[09/07/2018] - Arroba: feriado em SP pode puxar cotação do boi
[09/07/2018] - Proibição das exportações pode parar na Justiça
[09/07/2018] - Milho: compradores esperam que preços caiam
[09/07/2018] - Brasil precisa vender melhor lá fora
[06/07/2018] - Consultoria prevê aumento das exportações
[06/07/2018] - MAPA tenta ampliar vendas aos árabes
[06/07/2018] - Arroba: consumo ainda segura a alta do boi
[06/07/2018] - Reposição começa a se movimentar
[06/07/2018] - Pecuaristas do MS pedem redução do ICMS
[06/07/2018] - Proibição de exportação é adiada novamente
[06/07/2018] - Contra tabela, produtores compram caminhões
[06/07/2018] - Milho disparou. Para onde vão os preços?
[06/07/2018] - Crime: união com pecuaristas reduz furtos e roubos
[05/07/2018] - Arroba: frigoríficos já pagam acima da referência
[05/07/2018] - Preço da carne exportada bate recorde
[05/07/2018] - Carne bovina recupera espaço em relação ao frango
[05/07/2018] - Relator da tabela de fretes ignora produtores
[05/07/2018] - JBS: CVM não vê falha em divulgação da delação
[05/07/2018] - Deputado quer restringir importação de lácteos
[04/07/2018] - Arroba: escalas estão curtas
[04/07/2018] - Carne bovina pára de subir
[04/07/2018] - Exportações: números do governo não são confiáveis
[04/07/2018] - Milho: mercado está lento
[04/07/2018] - Votação da tabela do frete está prevista para hoje
[04/07/2018] - Deputados do Agro são contra tabelamento de frete
[04/07/2018] - Projeto que proíbe exportação de gado é adiado
[03/07/2018] - Toffoli liberta investigado na Carne Fraca

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br