Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
150,00 144,00 144,00
GO MT RJ
142,00 134,00 144,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1350,00
Garrote 18m 1570,00
Boi Magro 30m 1940,00
Bezerra 12m 980,00
Novilha 18m 1150,00
Vaca Boiadeira 1380,00

Atualizado em: 11/10/2018 13:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Paraná deve antecipar retirada da vacina

 
 
 
Publicado em 08/10/2018

O Paraná deve antecipar de 2021 para maio do ano que vem a retirada da vacinação contra a febre aftosa, se resolver pequenas inconformidades verificadas, como a necessidade de melhorias em postos fiscais. O diretor do Departamento de Saúde Animal (DSA)do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), Guilherme Marques disse o ministério enviará ainda neste mês o relatório das inconformidades encontradas em duas auditorias realizadas ao longo deste ano a autoridades sanitárias do estado, que deverão quando resolverão pendências.

Caso, o ministério aceite as correções providenciadas, o estado será autorizado a começar a retirada da vacinação, em sete meses, juntamente com o Acre, Rondônia, parte do Amazonas e de Mato Grosso, estados que fazem parte do chamado bloco 1 do Programa Nacional de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa (PNEFA). Atualmente o PR, que tem rebanho de 9,5 milhões de bovinos, faz parte do bloco 5 do PNEFA, cuja retirada da vacina está prevista para 2021.

Nesta semana, integrantes do DSA e representantes das 27 unidades federativas, estiveram reunidos na Escola Nacional de Gestão Agropecuária (Enagro), em Brasília, para avaliar o primeiro ano de execução do PNEFA (2017/2026). Conforme Marques, para dar suporte ao programa, a Secretaria de Defesa Agropecuária (SDA) está buscando no Congresso Nacional emendas parlamentares que garantam R$ 150 milhões para a defesa, dos quais R$ 100 milhões serão direcionados à saúde animal nos estados.

O chefe da Divisão de Febre Aftosa do ministério, Diego Viali, informou que o cronograma do PNEFA está ocorrendo dentro do previsto, com os estados do bloco 1 realizando as ações esperadas. Também estão sendo tomadas as medidas para organizar os blocos 2 e 3. Do 2, fazem parte Amazonas, Amapá, Pará e Roraima. O 3 é integrado por Alagoas, Ceará, Maranhão, Paraíba, Pernambuco, Piauí e Rio Grande do Norte.

Em relação ao Paraná o ministério considera possível a antecipação, cabendo ao governo local, no final, decidir pela aceleração. Os pontos que o Mapa está focando no Paraná são a estruturação dos postos fixos de entrada e saída de animais nas divisas do estado, bem como o controle de trânsito, pois o PR terá que garantir que os animais e seus produtos e subprodutos estão sendo fiscalizados. Precisará ter maior controle e vigilância quando não houver mais a proteção da vacinação.

A chefe da Seção de Saúde Animal da Superintendência Federal da Agricultura do PR, Juliana Azevedo Castro, lembrou que “o estado foi submetido em janeiro a auditoria do Programa Quali SV - Qualidade e Serviço Veterinário”, sendo bem avaliado. Durante o ano, o serviço veterinário estadual pediu ao DSA uma auditoria nos postos de divisa com São Paulo e Mato Grosso do Sul, para saber a condição desses locais. A auditoria foi feita no começo de setembro, quando foram visitados todos os postos das divisas entre os dois estados. O Paraná tem 33 postos nas fronteiras com SP, MS e Santa Catarina. Com informações do MAPA.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[11/10/2018] - Exportações do Agro devem chegar a R$ 100 bi
[11/10/2018] - Exportações de carne bovina devem bater R$ 7 bi
[11/10/2018] - Arroba: frigoríficos pressionam e mercado trava
[11/10/2018] - CEPEA: preço do boi oscila com força
[11/10/2018] - EUA batem recorde na exportação de carne
[10/10/2018] - Aliado detalha propostas de Bolsonaro para o Agro
[10/10/2018] - Bancada vai ao RJ para dar apoio a Bolsonaro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[10/10/2018] - Arroba: confinamento pressiona cotação do boi
[10/10/2018] - Preço da carne não caiu
[10/10/2018] - Leite: primeira queda em sete meses
[10/10/2018] - Custo para produzir leite continua subindo
[10/10/2018] - Novas regras devem facilitar o SISBOV
[10/10/2018] - Mato Grosso bate recorde de exportação de carne
[10/10/2018] - Senado deixa Funrural para o último dia
[09/10/2018] - Arroba: frigoríficos testam o mercado
[09/10/2018] - Carne tem preço firme no varejo
[09/10/2018] - Abrafrigo: exportações bateram recorde histórico
[09/10/2018] - Exportação começa outubro mantendo ritmo
[09/10/2018] - UE comprará mais carne bovina dos EUA
[09/10/2018] - Exportação de couro cresceu quase 20%
[09/10/2018] - Leite: preço do longa vida continua recuando
[09/10/2018] - JBS dobra capacidade em duas unidades
[09/10/2018] - CNA tenta cancelar audiência sobre frete
[08/10/2018] - Bolsonaro e Haddad farão segundo turno
[08/10/2018] - Como fica a Bancada do Agro após as eleições?
[08/10/2018] - JBS sofre processo por carne contaminada
[08/10/2018] - Arroba: frigoríficos pisam no freio
[08/10/2018] - Queda do dólar chega ao farelo de soja
[08/10/2018] - Milho: preço cai com retração compradora e dólar
[08/10/2018] - MAPA investiga multas canceladas
[08/10/2018] - Paraná deve antecipar retirada da vacina
[05/10/2018] - BB vê ótimas perspectivas para carne bovina
[05/10/2018] - Arroba: mercado sem força para cair
[05/10/2018] - Qual a perspectiva para os preços de reposição?
[05/10/2018] - Preço da carne pára de subir
[05/10/2018] - Para onde vão os preços do leite?
[05/10/2018] - Italac negocia fusão e acirra guerra pelo leite
[05/10/2018] - Deputado diz que prazo do Refis será prorrogado
[05/10/2018] - Foco de aftosa tira certificado da Colômbia
[04/10/2018] - Arroba: exportações firmes sustentam o boi
[04/10/2018] - Arroba: oferta curta segue puxando o boi
[04/10/2018] - JBS faz recall de carne por suspeita de salmonela
[04/10/2018] - Leite: pressão de baixa sobre o longa vida
[04/10/2018] - Milho: preços recuam
[04/10/2018] - A confusão sobre o fim do Refis do Funrural
[03/10/2018] - Sauditas vão importar boi e carne do Brasil
[03/10/2018] - Arroba continua em alta, sem sinal de virada
[03/10/2018] - Leite: depois de 7 meses, preço caiu
[03/10/2018] - Queda de postes mata 18 vacas no RS
[02/10/2018] - Exportações de carne bovina batem novo recorde
[02/10/2018] - Frente do Agro oficializa apoio a Jair Bolsonaro
[02/10/2018] - Frigorífico tenta justificar dívida milionária
[02/10/2018] - JBS faz refinanciamento bilionário do Funrural
[02/10/2018] - Arroba: poucos ajustes, mas para cima
[02/10/2018] - Carne subiu no atacado
[02/10/2018] - Reposição: poder de compra do pecuarista melhorou
[02/10/2018] - Milho: safra é 25% menor no MS

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br