Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
153,00 139,00 149,00
GO MT RJ
139,00 140,00 143,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1500,00
Garrote 18m 1820,00
Boi Magro 30m 2080,00
Bezerra 12m 1150,00
Novilha 18m 1370,00
Vaca Boiadeira 1530,00

Atualizado em: 18/7/2019 11:23

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Tereza Cristina será a nova titular do MAPA

 
 
 
Publicado em 08/11/2018

A deputada Tereza Cristina (DEM-MS) será a ministra da Agricultura do governo de Jair Bolsonaro. A informação foi divulgada pela Frente Prlamentar Agropecuária (FPA), da qual a deputada é líder, e depois oficializada pelo presidente eleito em sua conta no Twitter. A bancada ruralista se reuniu nesta quarta-feira (7/11) com Bolsonaro. O nome da parlamentar foi indicado durante o encontro dos congressistas ligados ao agronegócio em Brasília (DF).

Presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), Tereza Cristina foi reeleita deputada federal nas eleições deste ano, na qual o colegiado apoiou oficialmente a candidatura de Jair Bolsonaro. Ela é a primeira mulher confirmada como ministra do novo governo e a segunda mulhes a chefiar a pasta da Agricultura. 

Engenheira agrônoma por formação, Tereza Cristina foi diretora de entidades representativas do agronegócio sul-matogrossense, como a Federação de Agricultura e Pecuária do Estado (Famasul), a Associação dos Produtores de Sementes do Estado (Aprossul) e a Associação dos Criadores do Estado (Acrissul). No serviço público, foi secretária de Desenvovimento Agrário e da Agência de Defesa Sanitária.

Por articular a aproximação da bancada ruralista com o presidente eleito, o nome de Tereza Cristina chegou a fazer parte das especulações sobre quem chefiaria a pasta. No entanto, ela negou a existência de convites e afirmou, repetidas vezes, que a indicação do nome era menos importante do que a agenda do agronegócio dentro do novo governo. Nas últimas semanas, vinham ganhando força nomes como o dos deputados Luiz Carlos Heinze, eleito senador pelo PP do Rio Grande do Sul, e Jerônimo Goergen, reeleito pelo mesmo partido e Estado.

Em declarações recentes, a nova ministra da Agricultura vinha dizendo esperar facilidade de diálogo de Jair Bolsonaro com o setor. Segundo Tereza Cristina, o presidente eleito se mostrou sensível às demandas da agropecuária. Seu discurso converge com o dos parlamentares ligados ao setor rural em temas como demarcação de terras indígenas, licenciamento ambiental e regulamentação de defensivos. 

No entanto, a própria deputada e grande parte da bancada ruralista viam com ressalvas a ideia de fundir os Minisérios da Agricultura e do Meio Ambiente, que chegou a ser anunciada pela equipe do presidente eleito. Como membro da transição de governo, Tereza Cristina participará de um grupo temático em que os dois assuntos aparecem unidos.

A indicação da deputada Tereza Cristina para o Ministério da Agricultura foi elogiada por entidades representativas do setor. Para o presidente da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), que representa os pecuaristas, o agronegócio está bem representado no primeiro escalão do novo governo.

"A deputada é sensível às pautas do setor agropecuário e tem semostrado uma grande parceora do setor produtivo. Desejamos sucesso", disse em nota o presidente da entidade, Marco Túlio Duarte Soares.

Também em nota, o presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), Francisco Turra, afirmou que a presidente da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA) tem conhecimento técnico e respaldo político.

"Ela conhece o setor de proteína animal como poucos e sabe claramente das dificuldades e oportunidades que temos pela frente", afirmou Turra. Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[18/07/2019] - China deve habilitar mais 25 frigoríficos
[18/07/2019] - China inspeciona frigoríficos até por aplicativo
[18/07/2019] - Preço da carne continua a subir na China
[18/07/2019] - China aumenta importações de carne da Europa
[18/07/2019] - Arroba: pecuarista segura o boi esperando alta
[18/07/2019] - Como ficará o confinamento em 2019?
[18/07/2019] - Marfrig emitirá R$ 300 milhões em dívida

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[18/07/2019] - Reposição firme em Rondônia
[18/07/2019] - Liberdade para os produtores de queijo artesanal
[18/07/2019] - Paraguai exige divisão da cota de carne à Europa
[18/07/2019] - Aftosa: Paraná pode não vacinar já em novembro
[18/07/2019] - Reforma da previdência passa de R$ 900 bi
[18/07/2019] - Imposto maior sobre o milho revolta produtores
[17/07/2019] - Exportações devem crescer com doença na China
[17/07/2019] - Arroba: como ficará o preço do boi em agosto?
[17/07/2019] - Preço da carne subiu no atacado
[17/07/2019] - Arroba: frigoríficos pressionam a arroba do boi
[17/07/2019] - Rebanho bovino cresceu no Mato Grosso
[17/07/2019] - Crise eleva abates de vacas na Argentina
[17/07/2019] - Deputado quer proibir cães na caça ao javali
[17/07/2019] - ANTT aprova mudanças na tabela de frete
[16/07/2019] - Como estão as exportações de carne em julho?
[16/07/2019] - Arroba: mercado devagar e indefinido
[16/07/2019] - Exportações de carne do MS cresceram 60%
[16/07/2019] - Turquia está importando menos bois do Brasil
[16/07/2019] - PIB da Pecuária sobe e evita queda maior do Agro
[16/07/2019] - Mercosul avança em novos acordos comerciais
[16/07/2019] - Impostos travam investimento na pecuária do MT
[16/07/2019] - Agro: 97% das exportações do Mato Grosso
[16/07/2019] - Indenizações sanitárias em alta no RS
[15/07/2019] - Há espaço para uma alta da arroba do boi?
[15/07/2019] - Arroba: o que está segurando uma alta do boi?
[15/07/2019] - Pecuária mostra força e puxa vendas do Agro
[15/07/2019] - Milho: exportações seguem fortes
[15/07/2019] - Milho: recordes travam negócios
[15/07/2019] - Acordo UE-Mercosul: agora, italianos protestam
[12/07/2019] - Fusão BRF-Marfrig não vai acontecer
[12/07/2019] - Por que a fusão BRF-Marfrig fracassou?
[12/07/2019] - PIB da Pecuária deve crescer mais de 7%
[12/07/2019] - Arroba: consumo interno está segurando o boi
[12/07/2019] - Reposição: mercado congela com tempo frio
[12/07/2019] - MAPA marca auditoria para retirar vacina no RS
[12/07/2019] - Acordo com a UE pode começar a valer em 2 anos
[12/07/2019] - Produtores não aceitam imposto maior no MT
[12/07/2019] - Polícia prende cobradores de dívidas rurais
[11/07/2019] - Arroba: frio pressiona o preço do boi
[11/07/2019] - Mercado paga mais por bezerro precoce
[11/07/2019] - Acordo define o futuro da Itambé
[11/07/2019] - Reforma da Previdência é aprovada na Câmara
[11/07/2019] - Justiça manda expulsar milhares de produtores
[11/07/2019] - Europeus protestam contra acordo UE-Mercosul
[11/07/2019] - Portugueses: acordo com Mercosul é desleal
[11/07/2019] - Vaca louca pode estar presente em humanos
[10/07/2019] - Arroba: frigoríficos entram com força na compra
[10/07/2019] - Reposição: arroba indefinida travou o mercado
[10/07/2019] - Exportações de carne bovina podem surpreender
[10/07/2019] - Brasil e Paraguai reforçarão vigilância sanitária

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br