Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
151,00 138,00 146,00
GO MT RJ
136,00 136,00 144,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1380,00
Garrote 18m 1650,00
Boi Magro 30m 2000,00
Bezerra 12m 1020,00
Novilha 18m 1250,00
Vaca Boiadeira 1420,00

Atualizado em: 14/1/2019 12:58

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Exportações devem bater recorde em 2019

 
 
 
Publicado em 12/12/2018

Impulsionadas pela abertura de novos mercados e, principalmente, pela autorização da China para que mais frigoríficos brasileiros exportem a seu mercado, as exportações de carne bovina do Brasil deverão bater um novo recorde em 2019. Segundo projetou ontem a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec), o volume dos embarques tende a crescer 10,8% na comparação com o recorde de 1,6 milhão de toneladas de 2018, para 1,8 milhão, e o valor das vendas aumentará 11%, para US$ 7,2 bilhões - neste ano serão US$ 6,5 bilhões.

A jornalistas, o presidente da Abiec, Antonio Camardelli, confirmou que os exportadores brasileiros estão otimistas com a possibilidade de a China habilitar mais frigoríficos no primeiro bimestre de 2019. Atualmente, 15 unidades do país estão autorizadas a exportar aos chineses. Recentemente, técnicos do serviço sanitário da China visitaram seis plantas de carne bovina do Brasil e a expectativa é que, com a boa avaliação dos chineses sobre a visita, até dez novos frigoríficos recebam sua habilitação.

"Se com 16 unidades exportamos US$ 1,6 bilhão, imagine com mais dez", disse Camardelli. Para 2019, a expectativa da Abiec é que as exportações brasileiras à China rendam US$ 1,8 bilhão, ante US$ 1,5 bilhão neste ano. Em volume, os embarques devem totalizar 431 mil toneladas, alta de 31,4% ante as 328 mil estimadas para este ano.

Hoje, a China é oficialmente o segundo principal destino das exportações de carne de bovina do Brasil em volume, pouco atrás de Hong Kong - boa parte da carne exportada à região administrativa, no entanto, é consumida na China continental. Juntos, China e Hong Kong responderam por cerca de 45% das exportações brasileiras de carne bovina em 2018.

Além do crescimento nas vendas à China, os exportadores de carne bovina do Brasil também trabalham com a expectativa da abertura do mercado da Indonésia. As autoridades do país asiático já visitaram frigoríficos brasileiros, não restando pendências técnicas. Resta uma decisão política dos indonésios. Embora otimista, Camardelli admite que o lobby da Austrália, que exporta boi vivo à Indonésia, é um entrave.

Outro mercado que deverá ajudar no crescimento das exportações de carne bovina do Brasil é o dos Estados Unidos, afirmou Camardelli. Segundo ele, o Ministério da Agricultura do Brasil já ofereceu as garantias pedidas pelos EUA para que o país reabra seu mercado à carne bovina in natura. Esse mercado foi fechado no ano passado em razão da detecção de absessos (acúmulo de pus) em carne bovina importada do Brasil.

Também há otimismo em relação à Rússia. Depois de ficar todo o ano de 2018 sem poder acessar o mercado russo - Moscou embargou a carne brasileira no fim de 2017 -, o serviço sanitário da Rússia autorizou, no mês passado, que cinco frigoríficos brasileiros voltem a exportar. É um número bastante inferior aos 30 abatedouros que estavam autorizados a vender para os russos antes do embargo, mas já deve significar um volume mensal de 6 mil toneladas de exportação em 2019, disse Camardelli. Além disso, o expectativa da entidade é que mais frigoríficos brasileiros sejam autorizados por Moscou ao longo do próximo ano. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/12/2018] - BOLETIM NOTÍCIAS DA PECUÁRIA EM RECESSO
[14/12/2018] - Arroba: frigoríficos continuam procurando boi
[14/12/2018] - Arroba sobe forte no RJ
[14/12/2018] - Agência otimista com a situação do Minerva
[14/12/2018] - Leite: importações podem ser suspensas
[14/12/2018] - CNA pede ao STF decisão urgente sobre frete
[14/12/2018] - Incerteza sobre frete trava negócios

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[13/12/2018] - Fux volta atrás e tabela de fretes volta a valer
[13/12/2018] - CNA recorrerá contra tabela do frete
[13/12/2018] - Líder dos caminhoneiros agradece Fux
[13/12/2018] - Exportações de gado em pé cresceram 80%
[13/12/2018] - Arroba chega ao maior valor do ano
[13/12/2018] - Abates de novilhas batem recorde
[13/12/2018] - Abates bovinos cresceram 7% em um ano
[13/12/2018] - Exportações poderiam ter crescido mais
[13/12/2018] - Leite: longa vida tem preços estáveis
[13/12/2018] - Mercado do leite está estagnado
[13/12/2018] - Onde criar gado é correr risco de vida
[12/12/2018] - Exportações devem bater recorde em 2019
[12/12/2018] - Arroba: frigoríficos precisam de boi para o Natal
[12/12/2018] - Para onde vai o preço da reposição?
[12/12/2018] - Fracassa leilão de frigorífico em SP
[12/12/2018] - Venda da parte do BNDES na JBS ficou para 2019
[12/12/2018] - Ruralistas nunca foram contra ambiente e índios
[12/12/2018] - Deputados querem prorrogar o Refis do Funrural
[11/12/2018] - PF investiga propina da JBS a Aécio Neves
[11/12/2018] - Árabes aumentam pressão sobre Bolsonaro
[11/12/2018] - Caminhoneiros temem falta de apoio para greve
[11/12/2018] - Arroba: festas de final de ano puxam o boi
[11/12/2018] - Oferta curta valoriza preço da reposição
[11/12/2018] - Alta no atacado puxa preço da carne no varejo
[11/12/2018] - Exportações de carne: dezembro começa forte
[10/12/2018] - Caminhoneiros protestam contra decisão do STF
[10/12/2018] - Arroba do boi segue subindo
[10/12/2018] - Atacado da carne tem recorde de preço
[10/12/2018] - Marfrig será líder global em hambúrguer
[10/12/2018] - Leite: oferta aumentou e derrubou preço
[10/12/2018] - MG terá nova referência para o preço do leite
[10/12/2018] - Milho: preços seguem firmes
[10/12/2018] - Agro dá apoio ao novo ministro do Meio Ambiente
[07/12/2018] - STF impede multa por desrespeito à tabela do frete
[07/12/2018] - Mais uma greve dos caminhoneiros?
[07/12/2018] - Arroba do boi ganha força na alta
[07/12/2018] - Mercado do boi está devagar em SC
[07/12/2018] - Marfrig fecha compra de unidades da BRF
[07/12/2018] - Tereza: produtor deve ser pago para preservar
[07/12/2018] - Milho deve ficar mais caro em 2019
[07/12/2018] - Funai irá para o Ministério dos Direitos Humanos
[06/12/2018] - Arroba do boi voltou a subir em São Paulo
[06/12/2018] - Exportação de boi em alta em novembro
[06/12/2018] - Boi deve subir no Mato Grosso
[06/12/2018] - Há frigoríficos pagando mais pelo boi
[06/12/2018] - CNA pede suspensão de multas por tabela
[06/12/2018] - Custos devem derrubar PIB do Agro em 2018
[06/12/2018] - Dívida do Funrural será extinta?
[06/12/2018] - Minerva nega oferta para comprar ativos da BRF
[06/12/2018] - Prazo para o CAR termina em 31 de dezembro

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br