Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
197,00 174,00 188,00
GO MT RJ
187,00 172,00 182,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1600,00
Garrote 18m 1850,00
Boi Magro 30m 2220,00
Bezerra 12m 1260,00
Novilha 18m 1470,00
Vaca Boiadeira 1610,00

Atualizado em: 19/11/2019 09:57

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

FPA: Bolsonaro prorrogará adesão ao CAR

 
 
 
Publicado em 07/06/2019

O governo editará uma nova medida provisória com mudanças relacionadas à adequação dos produtores ao Cadastro Ambiental Rural, estabelecendo que não haverá mais prazo para agricultores regularizarem o chamado CAR, disse à Reuters nesta quinta-feira o presidente da Frente Parlamentar Agropecuária, deputado Alceu Moreira (MDB-RS).

O texto que vai focar apenas no CAR, pré-condição para a tomada de crédito rural, deve ser assinado pelo presidente Jair Bolsonaro. 

A MP 867, que trazia essas e outras flexibilizações ao Código Florestal, caducou na última segunda-feira, e por isso o movimento da FPA, acompanhado atentamente por ambientalistas preocupados com a regularização de áreas desmatadas.

Mesmo depois de a MP 867 ter sido aprovada pela Câmara, não houve tempo para o Senado analisá-la. O presidente da Casa, Davi Alcolumbre, recusou-se a pôr o texto em votação, já que não havia acordo entre os senadores.

O governo cogitou então em reeditar a MP, considerando que o primeiro texto havia sido editado pelo governo de Michel Temer, mas concluiu-se que iria abrir espaço para uma briga judicial.

"Tem uma decisão do Supremo Tribunal Federal entendendo que a reedição é vedada mesmo em governos diferentes", explicou Alceu Moreira. "Então, para evitar a judicialização, optou-se por editar um texto apenas com a parte relativa ao CAR, que é o mais urgente."

O restante das mudanças introduzidas na MP pela Câmara seria feito por projeto de lei.

O texto restrito dribla a proibição da reedição de MPs e, segundo o deputado, resolve o problema da regularização dos produtores rurais para poderem ter acesso ao crédito rural.

A inscrição dos produtores no CAR é obrigatória para acesso ao crédito. No entanto, o Código Florestal previa que a inscrição no CAR terminaria em 31 de dezembro de 2018.

A MP inicial estendia o prazo de regularização até 2020 sem que o produtor perdesse o acesso ao crédito, mas entre as mudanças feitas na Câmara o limite foi retirado, não havendo prazo final. O texto da MP manterá o que foi aprovado na Câmara.

Mais de 90% dos produtores do Brasil já realizaram o CAR, mas há algumas áreas na Bahia com baixo índice de adesão. No Estado nordestino está uma das novas fronteira agrícolas do Brasil, conhecida como Matopiba (Maranhão, Tocantins, Piauí e Bahia).

"Não tem anistia. O que se quer é consolidar as normas e permitir que os produtores tenham tempo para se regularizar. Hoje, se eu dividir minha terra, não vou poder regularizar a divisão", alega o deputado.

A MP 867 trazia ainda outras mudanças, como a alteração do marco temporal para a existência de reservas legais dentro das áreas, o que reduziria a exigências de reservas, e exige que os Estados façam uma apuração do passivo ambiental das propriedades para que os programas de regularização ambiental sejam aplicados.

Essas alterações, conta Moreira, serão feitas através de um projeto de lei a ser apresentado pelo senador Luiz Carlos Heinze (PP-RS), com texto igual ao da MP aprovada pela Câmara.

"A idéia é começar pelo Senado, em que há mais resistência, para termos mais tempo de negociação e convencimento. Tenho certeza de quando os senadores conhecerem o texto vão ver que não há problema algum", defendeu. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[19/11/2019] - Pecuarista não quer mais vender o boi
[19/11/2019] - Referência da arroba já chegou a R$ 200 em SP
[19/11/2019] - Arroba subu 12% em uma semana no MS
[19/11/2019] - Frigoríficos podem fechar plantas por falta de boi
[19/11/2019] - Carne sobe devagar para o consumidor
[19/11/2019] - Frigoríficos: consumidor pagará pela alta do boi
[19/11/2019] - Confinamento cresceu 33% em Mato Grosso
[19/11/2019] - BNDES vai vender ações da JBS até o fim do ano
[19/11/2019] - PIB da Pecuária cresceu 10% e puxa PIB do Agro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[18/11/2019] - DISPARADA: Arroba do boi subiu R$ 10 em um dia
[18/11/2019] - Bezerro em alta no Paraná
[18/11/2019] - Tereza embarca aos EUA para tentar reabrir mercado
[18/11/2019] - Marfrig anuncia investimento de R$ 3,6 bi nos EUA
[18/11/2019] - Dívida do Marfrig aumenta com aquisição
[18/11/2019] - Ladrões roubam R$ 226 mil em fazenda
[18/11/2019] - Brasil estocará menos milho
[18/11/2019] - Banco do Brasil perde espaço no crédito rural
[14/11/2019] - Arroba do boi já é negociada a R$ 200 à vista
[14/11/2019] - Arroba bate recorde histórico real
[14/11/2019] - Arroba: preços seguem em disparada
[14/11/2019] - Carne sobe com força no atacado
[14/11/2019] - Prévia do PIB tem a maior alta em um ano
[14/11/2019] - JBS lucrou R$ 356 milhões no trimestre
[14/11/2019] - JBS: exportações renderam US$ 3,6 bi no trimestre
[14/11/2019] - Milho brasileiro ganha espaço dos EUA
[14/11/2019] - China fará investimento recorde em porto no Brasil
[14/11/2019] - Mato Grosso do Sul aumenta imposto sobre o boi
[13/11/2019] - Arroba do boi gordo dispara novamente
[13/11/2019] - Arroba já bate R$ 206 no mercado futuro
[13/11/2019] - Exportações de Mato Grosso batem recordes
[13/11/2019] - BNDES dá início ao processo de venda da JBS
[13/11/2019] - Marfrig: Argentina deverá taxar exportações
[13/11/2019] - Minerva gera mais caixa, mas dívida ainda preocupa
[13/11/2019] - Brasil está exportando mais milho
[13/11/2019] - Alta do milho vai continuar?
[12/11/2019] - China oficializa liberação de mais 13 frigoríficos
[12/11/2019] - Veja a lista dos frigoríficos liberados pela China
[12/11/2019] - Arroba do boi passa de R$ 180. Até onde chega?
[12/11/2019] - Abates bovinos cresceram 4% no trimestre passado
[12/11/2019] - Marfrig bate recorde de faturamento
[12/11/2019] - Leite: derivados em alta em São Paulo
[12/11/2019] - Leite: produção do MS caiu quase pela metade
[12/11/2019] - Preço da vacina contra aftosa continua alto
[12/11/2019] - Governo também acaba com a multa sobre o FGTS
[12/11/2019] - Bolsonaro extingue o seguro obrigatório DPVAT
[12/11/2019] - DPVAT não funcionava e era foco de corrupção
[11/11/2019] - Arroba do boi: semana do feriado será de alta?
[11/11/2019] - Arábia Saudita libera 8 novos frigoríficos
[11/11/2019] - Bezerro subiu 25% em Mato Grosso do Sul
[11/11/2019] - Preço do garrote tem forte alta no Tocantins
[11/11/2019] - Exportações do Agro batem recorde de volume
[11/11/2019] - Milho: preços sobem no mercado interno
[11/11/2019] - Milho: preços ainda podem subir?
[11/11/2019] - Novas regras do leite podem ser suspensas
[11/11/2019] - Leite: produtor pode ter leite descartado
[08/11/2019] - Exportações: alta é puxada por vários países
[08/11/2019] - Alta da arroba do boi não dá sinal de trégua
[08/11/2019] - Qual será o preço do boi em janeiro?
[08/11/2019] - O preço do boi vai subir ainda mais?

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br