Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
162,00 151,00 158,00
GO MT RJ
148,00 147,00 156,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1520,00
Garrote 18m 1840,00
Boi Magro 30m 2150,00
Bezerra 12m 1190,00
Novilha 18m 1400,00
Vaca Boiadeira 1530,00

Atualizado em: 17/10/2019 09:45

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Frigoríficos têm dificuldade para vender ao Irã

 
 
 
Publicado em 25/06/2019

O recrudescimento da crise entre Estados Unidos e Irã já atrapalha os frigoríficos brasileiros que vendem carne bovina ao país persa, segundo fontes do setor privado. No acumulado deste ano, o Irã é o terceiro maior importador da carne nacional, só atrás de China e Hong Kong. Entre janeiro e maio, os exportadores receberam mais de US$ 200 milhões para enviar carne ao mercado iraniano, o que representou quase 8% do total exportado pelos brasileiros.

Ontem, o presidente americano, Donald Trump, anunciou uma nova rodada de sanções ao Irã. Na última semana, a tensão entre os dois países se intensificou após a derrubada, pelos iranianos, de um drone dos EUA. Washington chegou a preparar um ataque militar ao território iraniano, mas Trump abortou a ofensiva na última hora.

Para os frigoríficos brasileiros, a escalada no conflito diplomático reforçou a decisão dos exportadores de colocar o pé no freio. Ao Valor, o dono de um frigorífico de médio porte afirmou que há quase dois meses não fecha novos contratos de exportações para o Irã.

"Faz tempo que eles não fazem novos negócios", ressaltou um executivo de um grande exportador, acrescentando que a redução das vendas reflete a ausência de leilões de importação do órgão estatal iraniano. O país não vem conseguindo ter acesso a divisas.

Além dos reflexos negativos da pressão de Trump, os exportadores de carne bovina enfrentam dificuldades adicionais para conseguir bancos no Brasil que aceitem receber os recursos oriundos do Irã.

No início de maio, funcionários do Banco Paulista foram presos em um desdobramento da Operação Lava-Jato. A instituição financeira era uma das poucas que firmava contratos com os frigoríficos para viabilizar o recebimento dos recursos das vendas ao Irã. "Até por compliance, temos que buscar outros bancos", afirmou outro executivo.

Procurado pelo Valor, o embaixador do Brasil no Irã, Rodrigo de Azeredo Santos, ponderou que ainda é preciso avaliar os impactos das novas sanções americanas. "Vamos aguardar um pouco mais para entender o alcance", afirmou, ressaltando que os produtos agrícolas não estão na lista.

De qualquer forma, a dificuldade em fechar novos contratos tende a aparecer nas estatísticas nos próximos meses, reduzindo o ritmo de crescimento das vendas. Entre janeiro e abril, os embarques diretos de carne bovina para o Irã renderam US$ 114 milhões, somando 32 mil toneladas, segundos dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. Trata-se de uma alta de 12% ante as 28 mil toneladas de igual período do ano passado.

Ao volume de exportações diretas, deve ser somada às vendas indiretas, por via terrestre, a partir de Turquia, Emirados Árabes Unidos e Omã. Os embarques indiretos ao Irã visavam a driblar as restrições dos armadores após as sanções dos Estados Unidos. Segundo dados obtidos pelo Valor, os embarques indiretos de carne bovina ao Irã totalizaram outras 44 mil toneladas nos primeiros cinco meses do ano. Agora, no entanto, até as vendas indiretas começam a ser afetadas, conforme fontes do setor privado.

Se considerada as vendas diretas e indiretas - o Ministério da Agricultura ainda não compilou os números de maio -, os embarques chegam a 85 mil toneladas, segundo uma fonte da indústria.

Além das carnes, o Irã também é um grande comprador de grãos do Brasil. De acordo com os últimos dados compilados pelo Ministério da Agricultura, os iranianos gastaram US$ 829 milhões para comprar produtos agrícolas brasileiros entre janeiro e abril. Desse total, US$ 303 milhões foram gastos para importar soja em grão e US$ 279 milhões para comprar milho.

Assim como os frigoríficos, as tradings que comercializam grãos podem ter as vendas afetadas pelas sanções. Nesse caso, porém, a existência de companhias chinesas, como a Cofco, pode atenuar o problema de fornecimento. A China mantém boas relações com o Irã, fornecendo divisas ao país persa a partir da importação de petróleo. Com informações do Valor.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[17/10/2019] - Arroba: boi sobe e frigoríficos oferecem ainda mai
[17/10/2019] - CEPEA: boi e carne batem recordes de preço
[17/10/2019] - Preço do boi dispara também nos Estados Unidos
[17/10/2019] - Relator tira Lula e Dilma da CPI do BNDES
[17/10/2019] - Justiça absolve Temer em conversa com Joesley
[17/10/2019] - JBS prepara reestruturação
[17/10/2019] - Novo presidente do INCRA é pecuarista

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[16/10/2019] - Mercado futuro já sinaliza arroba a R$ 170
[16/10/2019] - Estiagem prolongada preocupa pecuaristas no MS
[16/10/2019] - Qual a tendência para a arroba do boi?
[16/10/2019] - Reposição: oferta está curta em Goiás
[16/10/2019] - Varejo tenta puxar para cima o preço da carne
[16/10/2019] - BNDES: funcionários estariam travando venda da JBS
[16/10/2019] - Presidente da CPI do BNDES acusa Batistas e PT
[16/10/2019] - Bolsonaro tentará negociar acordo com o Japão
[16/10/2019] - O que muda com o fim da vacinação no Paraná?
[16/10/2019] - Milho está mais caro que em 2018
[16/10/2019] - Sérgio Moro atuará contra venda casada no crédito
[15/10/2019] - Exportações de carne bovina devem bater recorde
[15/10/2019] - China aumenta importação de carne bovina
[15/10/2019] - Arroba do boi volta a subir
[15/10/2019] - Arroba: diminui a diferença entre o MS e SP
[15/10/2019] - Preço da carne reage e sobe
[15/10/2019] - Alta forte da pecuária evita queda no PIB do Agro
[15/10/2019] - BNDES deve vender logo participação na JBS
[15/10/2019] - CPI do BNDES deve aprovar indiciamentos hoje
[15/10/2019] - Batista consegue liminar para não depor em CPI
[15/10/2019] - Danone muda para tentar reação nas vendas
[15/10/2019] - Captação de leite cresceu 1% no MS
[15/10/2019] - Crédito rural: contratações em alta
[15/10/2019] - RS quer parar de vacinar em 2020
[14/10/2019] - Mercado para o boi segue firme
[14/10/2019] - Atividade econômica teve pequena alta em agosto
[14/10/2019] - Minerva paralisa abates em unidades do Uruguai
[14/10/2019] - Filho de Wesley Batista depõe hoje em CPI
[14/10/2019] - Governo vai proibir vacinação no Paraná
[14/10/2019] - Foco de peste suína preocupa?
[14/10/2019] - Brasil deve ter confronto com a UE sobre carne
[14/10/2019] - Qual a previsão para o preço do milho?
[14/10/2019] - Milho: preço segue em alta
[11/10/2019] - Foco de peste suína é registrado em Alagoas
[11/10/2019] - Novos mercados se abrem para a carne do Brasil
[11/10/2019] - Carne bate recorde de preço e puxa a arroba
[11/10/2019] - Reposição ganha força e preços sobem
[11/10/2019] - Investigação derruba ações da JBS nos EUA
[11/10/2019] - Rússia habilita cooperativa frigorífica do TO
[11/10/2019] - TO: governo e frigoríficos tentam sair de impasse
[11/10/2019] - Exportações de milho subiram 130%
[10/10/2019] - Exportações podem bater recorde em outubro
[10/10/2019] - Arroba do boi sobe em todo o Brasil
[10/10/2019] - Exportações puxam pra cima o preço do milho
[10/10/2019] - Congresso aprova fim do prazo para o CAR
[10/10/2019] - Suspeita de mormo é confirmada no MS
[09/10/2019] - Senadores dos EUA pedem que JBS seja investigada
[09/10/2019] - CPI do BNDES pede indiciamento de Lula e Dilma
[09/10/2019] - Frigoríficos já falam em superdemanda por carne
[09/10/2019] - Arroba segue subindo com procura maior que oferta

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br