Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
189,00 173,00 187,00
GO MT RJ
178,00 175,00 173,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1750,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2550,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1600,00
Vaca Boiadeira 1840,00

Atualizado em: 24/1/2020 10:20

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Abiec diz que acordo facilita novas negociações

 
 
 
Publicado em 08/07/2019

O acordo comercial entre a União Europeia e o Mercosul pode facilitar outros tratados e abrir novos mercados para os produtores de carne bovina do Brasil, disse a Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carnes (Abiec).

Falando uma semana depois de Bruxelas e Brasília anunciarem um acordo para reduzir as barreiras sobre produtos industriais e agrícolas nos dois blocos, Antônio Camardelli, presidente da Abiec, afirmou que o mesmo pode pavimentar o caminho para negociações de acesso a novos mercados ou expandir o comércio com parceiros já existentes.

"Um acordo dessa magnitude é como um cartão de visita para falar com outros países e blocos comerciais", disse Camardelli à Reuters, em uma entrevista no final da quinta-feira.

Ele mencionou Indonésia e Tailândia como possíveis novos mercados para o Brasil, maior exportador mundial de carne bovina, com vendas de cerca de 7 bilhões de dólares no ano passado.

Ainda que a Europa não seja a principal compradora do produto brasileiro, trata-se do cliente que melhor remunera o Brasil por cortes bovinos nobres, segundo Camardelli.

Camardelli afirmou que o acordo impulsiona as perspectivas de vendas da carne brasileira para a UE, já que o país detém 42,5% da nova cota anual de 99 mil toneladas que será destinada ao Mercosul. A tarifa sobre a nova cota será de 7,5%.

Além do Brasil, a cota anual também é válida para Argentina, Uruguai e Paraguai.

Os novos termos comerciais, uma vez implementados, também reduzirão de 20% para zero o imposto sobre as vendas de carne bovina à UE sob a chamada cota Hilton, que permite que o Brasil exporte até 10 mil toneladas de carne bovina à UE por ano. O volume destinado à Argentina é de até 29.500 toneladas de cortes nobres de bovinos por ano sob a cota Hilton.

Com exceção dos termos da Hilton, o acordo entre Mercosul e UE não altera nenhuma outra tarifa europeia, disse Camardelli, se referindo às taxas de 12,8% a 20% que o Brasil paga para vender carne bovina à UE sob outras cotas já existentes, que seguem em vigor.

Camardelli, porém, espera que o acordo também permita vendas brasileiras de cortes de menor valor para a UE, anteriomente desencorajadas pelas altas tarifas. Tais cortes podem ser comprados especialmente por processadores de alimentos da UE, disse ele.

As exportações médias de carne bovina do Brasil para UE nos últimos 10 anos totalizaram 120 mil toneladas por ano, segundo dados governamentais compilados pela Abiec.

Nesta sexta-feira, a Abiec reiterou que as exportações de carne bovina devem avançar 10% em 2019, tanto em volume quanto em termos financeiros. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[24/01/2020] - Arroba: frigoríficos seguraram as compras
[24/01/2020] - Atacado da carne segue corrigindo preços
[24/01/2020] - Brasil tem a maior criação de empregos desde 2013
[24/01/2020] - Minerva levanta mais de R$ 1 bilhão na Bolsa
[24/01/2020] - Milho: alta de 28,3%
[24/01/2020] - Agro responde por 77% das exportações do PR

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/01/2020] - Queda do boi não tem relação com a China
[23/01/2020] - BRF nega renegociação com a China
[23/01/2020] - Vender à China é coisa pra frigorífico grande?
[23/01/2020] - A China pode levar para onde o valor do boi?
[23/01/2020] - Arroba: mercado parado em São Paulo
[23/01/2020] - Pecuaristas protestam contra preço do boi em RO
[23/01/2020] - Frigoríficos do PR querem travar venda de bois
[23/01/2020] - Inflação desacelera com queda no preço da carne
[23/01/2020] - Milho: exportações perderam ritmo
[22/01/2020] - Frigoríficos estão mesmo tendo prejuízo na China?
[22/01/2020] - Frigoríficos perdem valor com impasse chinês
[22/01/2020] - Carne bovina cai também no Brasil
[22/01/2020] - Arroba: impasse no mercado do boi gordo
[22/01/2020] - Pecuaristas estão cautelosos na reposição
[22/01/2020] - Milho segue com preço firme
[22/01/2020] - CNI protesta contra reajuste da Tabela de Frete
[22/01/2020] - Justiça condena dez da Operação Carne Fraca
[21/01/2020] - China quer renegociar até carne já embarcada
[21/01/2020] - Exportações perderam ritmo mas seguem fortes
[21/01/2020] - Frigoríficos querem forçar baixa do boi
[21/01/2020] - Pecuaristas travam vendas com arroba menor
[21/01/2020] - Queda da carne não é generalizada
[21/01/2020] - PIB do Agro cresceu 1,15% até outubro
[20/01/2020] - Arroba: preços continuarão caindo?
[20/01/2020] - SC bate recorde na exportação de carne
[20/01/2020] - Vai faltar leite em 2020?
[20/01/2020] - Farelo de soja está mais caro
[20/01/2020] - Novos adidos agrícolas tomam posse
[20/01/2020] - Anvisa decide que abamectina continuará à venda
[20/01/2020] - MS deve criar fundo privado para sanidade
[20/01/2020] - Tabela de frete será julgada em fevereiro?
[17/01/2020] - O acordo EUA-China prejudica a carne brasileira?
[17/01/2020] - China: produção de carne suína tem queda histórica
[17/01/2020] - Bois e carne viram foco de bandidos
[17/01/2020] - Carne volta a cair com força no atacado
[17/01/2020] - Arroba volta a cair: pressão de baixa continua
[17/01/2020] - Controladores do Minerva venderão ações
[17/01/2020] - Minerva quer voltar a distribuir lucro
[17/01/2020] - Saída do BNDES da JBS vai atrasar novamente
[17/01/2020] - Nova tabela de frete: alta de 11 a 15%
[16/01/2020] - Arroba: frigoríficos estão pagando preços iguais?
[16/01/2020] - A alta do boi em 2019 foi realmente forte?
[16/01/2020] - Agro respondeu por 43% das exportações do Brasil
[16/01/2020] - Pecuarista investiu apesar da crise
[16/01/2020] - Inflação medida pelo IGP mostra desaceleração
[16/01/2020] - Leite: preço deve subir no curto prazo
[16/01/2020] - Minerva fará oferta de ações
[15/01/2020] - Arroba volta a cair com pressão dos frigoríficos
[15/01/2020] - Preço da carne bovina tem queda forte em MT
[15/01/2020] - China pressiona frigoríficos por preços menores

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br