Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
191,00 176,00 190,00
GO MT RJ
179,00 176,00 175,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1750,00
Garrote 18m 2100,00
Boi Magro 30m 2550,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1600,00
Vaca Boiadeira 1890,00

Atualizado em: 21/1/2020 09:45

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Três empresas brigam pela liderança em laticínios

 
 
 
Publicado em 12/08/2019

Apesar do cenário adverso vivido pelas indústrias de lácteos no ano passado, com cotações mais baixas das commodities e clima desfavorável em importantes regiões produtoras de leite, o faturamento das principais empresas do setor cresceu em 2018, aponta um levantamento anual divulgado na sexta-feira pelo Rabobank.

No relatório intitulado "Global Dairy Top 20", a instituição holandesa informou que o faturamento em dólar das 20 maiores companhias de lácteos cresceu 2,5%. As dez principais faturaram em torno de US$ 150 bilhões em 2018, alta de 3,3%, conforme o banco holandês.

Em euros, porém, o faturamento das 20 maiores caiu 2%, em parte devido aos impactos das oscilações cambiais. O ano passado foi marcado por um dólar mais forte ante as outras divisas, destacaram as analistas Saskia Van Battum e Mary Ledman, que assinam o relatório.

No ranking elaborado pelo Rabobank, a multinacional suíça Nestlé e os grupos franceses Lactalis e Danone se mantiveram nas três primeiras posições. Líder, a Nestlé faturou US$ 24,3 bilhões na área de lácteos no ano passado. De acordo com as analistas do banco, a receita da suíça foi amparada pela relativa estabilidade do franco suíço ante a moeda americana e pelo crescimento orgânico de seus negócios de nutrição infantil.

Segunda da lista, a francesa Lactalis se aproximou da companhia suíça ao faturar US$ 20,8 bilhões. Ao longo do último ano, o grupo realizou 15 aquisições, ampliando sua atuação para Oriente Médio, África, América do Sul e Ásia.

Em 2019, a Lactalis voltou à carga, concluindo a compra do laticínio mineiro Itambé e do negócio de queijos da Kraft Heinz na Canadá. Segundo as analistas do Rabobank, a Lactalis tem uma lista considerável de negócios em vista, o que pode fazer com que melhore sua posição no próximo ranking.

No levantamento, as analistas chamaram a atenção para a estabilidade dos grupos que compõem o ranking. Pelo terceiro ano seguido, o grupo das 20 maiores não tem um novo integrante. "A estratégia de fusões e aquisições permaneceu ativa em 2018, o que deixou as três primeiras posições do ranking inalteradas, ainda que a diferença entre os líderes tenha se estreitado", disseram.

Em 2018, 111 acordos de fusão e aquisição foram firmados no setor lácteo, ante 127 transações no ano anterior. Neste ano, 85 acordos já foram feitos no primeiro semestre, dos quais 32 intercontinentais. Para 2019, a expectativa das analistas é que o crescimento das aquisições se intensifique. Uma mudança de ordem entre os três primeiros pode acontecer, ressaltaram elas.

"Entretanto, o menor crescimento econômico na China e a recessão iminente nos EUA devem dificultar o crescimento orgânico das companhias", ponderaram as analistas. Com informações do Valor.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[21/01/2020] - China quer renegociar até carne já embarcada
[21/01/2020] - Exportações perderam ritmo mas seguem fortes
[21/01/2020] - Frigoríficos querem forçar baixa do boi
[21/01/2020] - Pecuaristas travam vendas com arroba menor
[21/01/2020] - Queda da carne não é generalizada
[21/01/2020] - PIB do Agro cresceu 1,15% até outubro

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[20/01/2020] - Arroba: preços continuarão caindo?
[20/01/2020] - SC bate recorde na exportação de carne
[20/01/2020] - Vai faltar leite em 2020?
[20/01/2020] - Farelo de soja está mais caro
[20/01/2020] - Novos adidos agrícolas tomam posse
[20/01/2020] - Anvisa decide que abamectina continuará à venda
[20/01/2020] - MS deve criar fundo privado para sanidade
[20/01/2020] - Tabela de frete será julgada em fevereiro?
[17/01/2020] - O acordo EUA-China prejudica a carne brasileira?
[17/01/2020] - China: produção de carne suína tem queda histórica
[17/01/2020] - Bois e carne viram foco de bandidos
[17/01/2020] - Carne volta a cair com força no atacado
[17/01/2020] - Arroba volta a cair: pressão de baixa continua
[17/01/2020] - Controladores do Minerva venderão ações
[17/01/2020] - Minerva quer voltar a distribuir lucro
[17/01/2020] - Saída do BNDES da JBS vai atrasar novamente
[17/01/2020] - Nova tabela de frete: alta de 11 a 15%
[16/01/2020] - Arroba: frigoríficos estão pagando preços iguais?
[16/01/2020] - A alta do boi em 2019 foi realmente forte?
[16/01/2020] - Agro respondeu por 43% das exportações do Brasil
[16/01/2020] - Pecuarista investiu apesar da crise
[16/01/2020] - Inflação medida pelo IGP mostra desaceleração
[16/01/2020] - Leite: preço deve subir no curto prazo
[16/01/2020] - Minerva fará oferta de ações
[15/01/2020] - Arroba volta a cair com pressão dos frigoríficos
[15/01/2020] - Preço da carne bovina tem queda forte em MT
[15/01/2020] - China pressiona frigoríficos por preços menores
[15/01/2020] - China vende mais carne das reservas estatais
[15/01/2020] - Arábia Saudita abre mercado ao Uruguai
[15/01/2020] - Vendas do varejo tiveram alta em novembro
[15/01/2020] - MAPA prevê crescimento de 17% no PIB da Pecuária
[15/01/2020] - Reposição: muita especulação em Mato Grosso
[15/01/2020] - Leite: captação caiu com força no RS
[15/01/2020] - Milho: exportações reduzem ritmo em janeiro
[14/01/2020] - Exportações de carne começaram o ano em alta
[14/01/2020] - JBS aumentará abates em SP
[14/01/2020] - Arroba: frigoríficos aumentam a pressão de baixa
[14/01/2020] - CEPEA prevê ano bom para a pecuária brasileira
[14/01/2020] - Impasse trava mercado de reposição
[14/01/2020] - Acordo tenta formalizar pecuaristas em MT
[13/01/2020] - Frigoríficos: exportações continuarão com força
[13/01/2020] - Arroba: frigoríficos pressionam por arroba menor
[13/01/2020] - Chuvas ajudam pecuarista a segurar o boi
[13/01/2020] - Carne caiu no atacado
[13/01/2020] - Preço da carne caiu no pasto, mas não no prato
[13/01/2020] - Donos da JBS venderam ações em dezembro
[13/01/2020] - JBS anuncia aumento de produção em outra unidade
[13/01/2020] - Agro protesta contra aumento de impostos
[13/01/2020] - Acordo com China vai puxar vendas do agro dos EUA
[10/01/2020] - JBS abre unidade prevendo demanda forte da Ásia

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br