Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
200,00 175,00 185,00
GO MT RJ
187,00 182,00 190,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1800,00
Garrote 18m 2200,00
Boi Magro 30m 2500,00
Bezerra 12m 1350,00
Novilha 18m 1620,00
Vaca Boiadeira 1900,00

Atualizado em: 13/12/2019 11:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Preço da vacina contra aftosa continua alto

 
 
 
Publicado em 12/11/2019

Em novembro o Mato Grosso do Sul e outros estados estão novamente mobilizados para vacinação de bovinos e bubalinos contra a febre aftosa. "É preciso ficar de olho no preço do produto no mercado", alerta Jonatan Pereira Barbosa, presidente da Acrissul. Antes de tudo é importante pesquisar, por que sondagens mostram grandes variações de preço do produto no varejo. Apesar da redução da dose – de 5 ml para 2 ml, a indústria veterinária tem na vacina seu segundo maior faturamento. Então, a época da vacinação é um dos períodos mais aguardados pelas revendedoras. Um filão que vai acabar já que a vacinação será suspensa em todo o País, gradativamente, seguindo o Plano Estratégico de Erradicação e Prevenção da Febre Aftosa.

O presidente da Acrissul lembra que no ano passado a vacina (ainda de 5 ml a dose), em Mato Grosso do Sul e Mato Grosso ficou em média entre R$ 1,15 e R$ 1,35 a dose. "Este ano a média de preços está girando em torno de R$ 1,15, já que a própria indústria, que fabrica em quantidade absurdamente maior que a demanda, irá enfrentar uma queda na mesma medida em que os estados vão sendo liberados de vacinar", analisa o ruralista.

Mato Grosso do Sul tem sido vigilante na erradicação desta doença, que no passado já causou grandes prejuízos para a economia regional. Entretanto, o produtor sempre foi o grande patrocinador dessas campanhas, já que é ele quem desembolsa grandes quantias para adquirir a vacina no mercado, sem quaisquer subsídios públicos, embora a sociedade como um todo receba os créditos pelo bom desempenho dos pecuaristas.

"No ano passado tinha a desculpa da cotação do dólar para o alto preço da vacina. Este ano, pelas previsões do próprio setor, vai sobrar muita vacina – já que segundo o Sindan (Sindicato Nacional da Indústria de Produtos para a Saúde Animal), serão produzidas 1 bilhão de doses, para uma demanda anual prevista de 330 milhões de doses, e em ritmo de queda até a extinção da obrigatoriedade geral da vacina, para 2023."

"A Acrissul vai manter-se vigilante, cobrando dos Poderes Públicos uma fiscalização rigorosa sobre os preços praticados pelo mercado. Já que o setor continuará arcando com o ônus, pelo menos que seja por um preço justo", finaliza Jonatan. Com informações do Notícias Agrícolas.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[13/12/2019] - Arroba: espaço para queda é pequeno, diz Marfrig
[13/12/2019] - Arroba: pressão dos frigoríficos aumenta
[13/12/2019] - Reposição perde força com dúvidas sobre o boi
[13/12/2019] - China e EUA anunciam acordo que impacta Agro
[13/12/2019] - Dados do BC confirmam recuperação da economia
[12/12/2019] - JBS paralisa abates para pressionar a arroba
[12/12/2019] - MP pede bloqueio de quase R$ 1 bilhão da JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[12/12/2019] - Arroba: frigoríficos seguem pressionando
[12/12/2019] - Pecuaristas: atenção à reposição
[12/12/2019] - Varejo fraco pressiona preço do boi casado
[12/12/2019] - Abates continuam em alta, segundo o IBGE
[12/12/2019] - Exportações de carne batem recorde em MG
[12/12/2019] - Pecuarista será indenizada por morte de bois
[12/12/2019] - Qual a perspectiva para o preço do milho?
[12/12/2019] - Caminhonete pode ficar isenta de IPI
[12/12/2019] - Pesquisador do CEPEA vai para a equipe do MAPA
[11/12/2019] - Arroba caiu: qual o ponto de equilíbrio?
[11/12/2019] - Como está a previsão do mercado futuro do boi?
[11/12/2019] - Arroba cai a R$ 192 em Mato Grosso
[11/12/2019] - Quanto está a arroba do boi em Rondônia?
[11/12/2019] - Carne: vendas melhoram e preço sobe no varejo
[11/12/2019] - IGP-M acelera alta puxada pelo boi
[11/12/2019] - Onde a reposição ainda está subindo?
[11/12/2019] - MPF pede sequestro de R$ 5 milhões de fiscais
[11/12/2019] - JBS: MAPA acompanha as investigações
[11/12/2019] - O que muda com a MP da regularização fundiária?
[10/12/2019] - Exportações de carne seguem fortes em dezembro
[10/12/2019] - ABIEC acredita em reabertura dos EUA até março
[10/12/2019] - Frigoríficos prevêem recordes para exportação
[10/12/2019] - Exportações do Agro sobem puxadas pela carne
[10/12/2019] - Pecuarista segura o boi e frigoríficos pressionam
[10/12/2019] - Arroba: frigoríficos seguram compras
[10/12/2019] - MT: arroba perdeu força
[10/12/2019] - Pecuarista está cauteloso na reposição
[10/12/2019] - FGV: alta das carnes não chegará à inflação
[10/12/2019] - MP cobra na Justiça R$ 21 bilhões da JBS
[10/12/2019] - PF acusa a JBS de pagar suborno a fiscais
[10/12/2019] - Bolsonaro assina MP da Regularização Fundiária
[10/12/2019] - Crédito rural cresceu 6% em 2019
[09/12/2019] - Arroba: as quedas também não são para sempre
[09/12/2019] - Tereza Cristina falou sobre o futuro da arroba
[09/12/2019] - Arroba: preço do boi tenta estabilidade
[09/12/2019] - Carne parou de subir no atacado
[09/12/2019] - JBS tirará maior parte dos negócios do Brasil
[09/12/2019] - Marfrig anuncia investimento e retomada de unidade
[09/12/2019] - Marfrig oficializa oferta para saída do BNDES
[09/12/2019] - Frigoríficos querem liberação de crédito em SP
[09/12/2019] - Raiva: Tocantins tira obrigação de vacinar
[09/12/2019] - Milho subiu 28% em um ano
[06/12/2019] - Arroba: mercado busca nova referência
[06/12/2019] - China: quase metade das exportações brasileiras
[06/12/2019] - Alta das carnes puxou a alta da inflação no Brasil
[06/12/2019] - Preço da carne bovina subiu no mundo todo
[06/12/2019] - China tenta reativar mercado de suínos do país
[06/12/2019] - Marfrig: Molina não vai comprar parte do BNDES
[06/12/2019] - Banco prevê recuperação para o mercado do leite
[06/12/2019] - Leite: concorrência limita queda maior no preço

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br