Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
146,00 131,00 142,00
GO MT RJ
142,00 131,00 141,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1280,00
Garrote 18m 1550,00
Boi Magro 30m 1910,00
Bezerra 12m 950,00
Novilha 18m 1170,00
Vaca Boiadeira 1320,00

Atualizado em: 13/12/2017 12:20

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

ARTIGO - De São Paulo para Goiás e Pará

 
 
 
Publicado em 30/10/2009

Fabiano Tito Rosa
Zootecnista - Scot Consultoria

Nos últimos 30 dias estive reunido com pecuaristas em Goiás (Goiânia), São Paulo (Presidente Prudente e Bauru) e Pará (Tucumã e Paragominas). Vi, ouvi e aprendi muita coisa, e a idéia aqui é passar um pouco dessas informações.

Em Goiás ficou evidente a queda do volume de animais confinados. Muitos produtores deixaram de realizar o segundo ciclo/rodada. Acontece que, mesmo em queda, o confinamento em Goiás ainda é bastante representativo (no ano passado alcançou o equivalente a 28% dos abates totais do estado) e os pecuaristas locais estão cientes de que Goiás praticamente já não tem mais entressafra.

Em São Paulo, região de Presidente Prudente, havia muita “revolta” em função dos calotes praticados por algumas indústrias frigoríficas que entraram, recentemente, com pedidos de recuperação judicial. Especialmente por parte da maior delas, pois muitos pecuaristas locais possuem fazendas no Mato Grosso do Sul.

Outra preocupação latente era o preço dos bezerros, ainda considerados altos (as relações de troca continuam bem abaixo das médias históricas). E senti também bastante pessimismo com relação aos preços do boi gordo para este final de ano.

Ainda em São Paulo, dessa vez em Bauru, conversei com alguns pecuaristas que têm sido bastante tentados pelo eucalipto. Estão lhes oferecendo, em arrendamento, algo próximo de R$800,00/alqueire (e aí fica realmente difícil de resistir).

No Pará, percebi que no Sul do estado (Redenção-Tucumã) praticamente choveu o ano inteiro. Pecuaristas locais, que usam sal proteinado, conseguiram ganhos médios de 0,8 a 1 kg/cabeça/dia na “seca”, quatro vezes mais do que se consegue no Brasil Central.

Já na região de Paragominas, os pastos não estavam tão verdes. O destaque é o avanço da agricultura, que dá suporte, inclusive, a alguns projetos de integração agricultura-pecuária e à chegada dos primeiros confinamentos.

Dois problemas que têm incomodado demais os pecuaristas paraenses. O acirramento das pressões ambientais (que já estão ultrapassando o limite do suportável) e as invasões de terra. Aliás, passei por pelo menos quatro fazendas invadidas e por vários acampamentos do MST e de grupos similares. Por conta disso, a instalação da CPI do MST foi bastante comemorada.

Uma notícia boa é que lideranças do Pará acreditam que em no máximo mais dois anos todo o estado já será considerado área livre de febre aftosa com vacinação. Assim, esperam aumentar as vendas de externas de carne e, principalmente, de gado em pé.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[13/12/2017] - Arroba: frigoríficos estão precisando comprar boi
[13/12/2017] - Reposição ganha força com a chegada das chuvas
[13/12/2017] - Exportação de gado subiu quase 32% em 2017
[13/12/2017] - Agência prevê 2018 melhor para os frigoríficos
[13/12/2017] - Mercosul cede, mas UE adia acordo para 2018
[13/12/2017] - Brasil trabalha forte para abrir mercado britânico
[13/12/2017] - Maggi crê que mercado dos EUA será reaberto logo

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[13/12/2017] - Argentina ganha espaço entre os exportadores
[13/12/2017] - JBS deverá devolver terreno de frigorífico no MT
[13/12/2017] - Câmara conclui aprovação da Lei do Funrural
[13/12/2017] - Famato pede prorrogação para inscrição no CAR
[13/12/2017] - MST invade fazenda recém-desocupada no Paraná
[12/12/2017] - Exportações de carne bovina: recorde histórico
[12/12/2017] - MAPA vai atender exigências dos russos
[12/12/2017] - Arroba: frigoríficos tentam segurar alta do boi
[12/12/2017] - Produção de carne fica estável no MS
[12/12/2017] - Frigoríficos criticam imposto menor para o boi
[12/12/2017] - Mais um processo contra a JBS e Wesley Batista
[12/12/2017] - UE quer abertura, mas carne bovina ainda é entrave
[11/12/2017] - Operação da PF investiga propina da JBS a fiscal
[11/12/2017] - Arroba continua a subir com firmeza
[11/12/2017] - Carne sobe e melhora perspectiva para o boi
[11/12/2017] - Reposição começa a se agitar no Tocantins
[11/12/2017] - Acordo com a UE pode ser anunciado até o dia 21
[11/12/2017] - Missão oficial de Hong Kong inspeciona frigorífico
[11/12/2017] - Funrural: votação deve acabar amanhã na Câmara
[11/12/2017] - Venda de milho está parada
[08/12/2017] - Arroba: frigoríficos pagam cada vez mais pelo boi
[08/12/2017] - Frigoríficos: vendas para o Natal surpreendem
[08/12/2017] - Reação do mercado agora depende do consumidor
[08/12/2017] - JBS diz que vai recuperar o mercado perdido
[08/12/2017] - BNDES deve vender ações da JBS
[08/12/2017] - JBS mantém planos de vender ações em NY
[08/12/2017] - Venda da Itambé pode parar na Justiça
[08/12/2017] - Governo do MS reduz impostos para laticínios
[08/12/2017] - Preço do farelo de algodão cai com força
[07/12/2017] - Arroba: boi sobe e tem mais espaço para alta
[07/12/2017] - Preço do bezerro sobe com volta das chuvas
[07/12/2017] - Exportações podem fechar ano com forte alta
[07/12/2017] - Ameaça de Trump faz México buscar carne do Brasil
[07/12/2017] - Negociações para reabertura da Rússia vão bem
[07/12/2017] - Compra da Itambé cria nova líder no leite
[07/12/2017] - Índios pedem ajuda para poder produzir
[06/12/2017] - Arroba: cotações firmes e subindo
[06/12/2017] - Confinamento deve fechar o ano com alta de 5,5%
[06/12/2017] - CCPR surpreende e vende Itambé imediatamente
[06/12/2017] - Leite: qual a perspectiva para os próximos meses?
[06/12/2017] - Leite caiu, mas custo de produção segue subindo
[06/12/2017] - Lácteos: Brasil importa menos, mas deficit segue
[06/12/2017] - Gilmar Mendes pede vista e Wesley continuará preso
[06/12/2017] - CPI da JBS pode convocar Lula e Dilma para depor
[06/12/2017] - Bancada corre contra o tempo por Funrural
[06/12/2017] - CNA pede aprovação da Reforma da Previdência
[06/12/2017] - Fazenda de frigorífico falido é invadida em SP
[05/12/2017] - Arroba sobe com demanda firme
[05/12/2017] - Carnes sobem e devem puxar a arroba do boi
[05/12/2017] - Recuperação no consumo puxa ações de frigoríficos

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br