Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
247,00 242,00 247,00
GO MT RJ
236,00 238,00 240,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2180,00
Garrote 18m 2430,00
Boi Magro 30m 3010,00
Bezerra 12m 1860,00
Novilha 18m 2330,00
Vaca Boiadeira 2440,00

Atualizado em: 28/9/2020 09:32

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Custo deve subir até 50% com tabela de frete

 
 
 
Publicado em 11/07/2018

O setor produtivo divulgou nesta terça-feira, dia 10, que o custo médio da produção agrícola deve aumentar até 50% com o tabelamento do frete. O dado faz parte de um balanço utilizado pela bancada do agronegócio no Congresso para impedir a criação de um preço mínimo no transporte de cargas.

Para convencer a opinião pública e deputados favoráveis ao tabelamento, a Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA) divulgou um balanço dos prejuízos ao setor, caso o preço mínimo dos fretes seja aprovado. O estudo foi feito pelo Instituto Pensar Agro (IPA), reunindo informações de associações de produtores. A estimativa é de aumento do valor dos fretes em até 130% e alta de 12% no valor da cesta básica.

O estudo aponta aumento de 6% no custo total da cadeia de leite e derivados, e aumento de custos de 30% a 35% no setor de base florestal. Na média, o aumento do custo de produção agrícola pode chegar a 50%. O valor é influenciado também pela possível inviabilidade de venda de produtos de baixo valor agregado, como calcário, por conta do custo de transporte.

As estimativas são baseadas em impactos já sofridos pela economia brasileira, desde que o tabelamento foi instituído pela ANTT, no dia 30 de maio. Segundo o IBGE, o índice de preços ao consumidor amplo subiu 2% em junho, uma das maiores altas dos últimos 20 anos, e que deve se acumular com o passar do tempo.

Para o diretor geral do Conselho dos Exportadores de Café do Brasil (Cecafé), Marcos Matos, isso compromete o desempenho inflacionário brasileiro. “Nós, que tínhamos previsto atingir a meta inflacionária, começamos a ter pressões inflacionárias. Além disso, se analisarmos o texto da MP 832, a tabela é corrigida semestralmente pelo IPCA, então além do impacto inflacionário que já tivemos, esse impacto é permanente”, diz.

Para evitar maiores prejuízos à economia brasileira, deputados da FPA foram orientados a votar contra a medida provisória que institui o preço mínimo dos fretes. O setor produtivo defende um tabelamento que sirva apenas como referência dos preços praticados no transporte de cargas. Para o deputado federal Valdir Colatto (MDB-SC) , se for criado esse fórum de negociação, vai prevalecer o acordo entre as partes.

O IPA, que representa 40 entidades ligadas à produção agropecuária, diz que o tabelamento fere o princípio econômico da livre concorrência e que o preço mínimo pode trazer prejuízos inclusive aos próprios caminhoneiros, como a criação de transportadoras pelos próprios contratantes.

“Se um dos custos sobe e você não tem segurança jurídica sobre ele, você toma algumas estratégias. Uma delas é a verticalização, ou seja, uma ação que seria ruim pros próprios caminhoneiros autônomos”, afirma Matos, do Cecafé. Com informações do Canal Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[28/09/2020] - Reposição já subiu mais de 50% em 2020
[28/09/2020] - Arroba: fim do auxílio emergencial vai bater no bo
[28/09/2020] - China quer parar de importar carne suína
[28/09/2020] - Milho volta a bater recorde do CEPEA
[28/09/2020] - Milho pode chegar a R$ 70 a saca ainda em 2020
[28/09/2020] - Sementes misteriosas chegaram ao Paraná
[25/09/2020] - Arroba: boi China já se aproxima de R$ 260

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[25/09/2020] - Alta do boi está perdendo força?
[25/09/2020] - Tesouro dos EUA monitorava atividades da JBS
[25/09/2020] - Empresa suspeita tem relação com a JBS
[25/09/2020] - Alemanha cerca fronteira contra peste suína
[25/09/2020] - Prazo para entrega do ITR termina no dia 30
[24/09/2020] - JBS: BNDES aumenta pressão contra os Batista
[24/09/2020] - Arroba: frigoríficos sobem a oferta pelo boi
[24/09/2020] - Arroba: vai sobrar boi no final do ano?
[24/09/2020] - Reposição já subiu mais de 80% na Bahia
[24/09/2020] - Leite: alta generalizada nos preços
[24/09/2020] - Milho: alta continua em algumas praças
[24/09/2020] - Filipinas detecta novos focos de peste suína
[24/09/2020] - Polícia apreende gado contrabandeado do Paraguai
[23/09/2020] - Reservas de carne da China estão acabando
[23/09/2020] - Arroba: escalas de abate diminuíram. E agora?
[23/09/2020] - Exportações de carne seguem em bom ritmo
[23/09/2020] - JBS vai aumentar monitoramento de pecuaristas
[23/09/2020] - CEO de empresa da JBS é acusado de fraude
[23/09/2020] - JBS faz nova antecipação no banco do grupo
[23/09/2020] - Minerva usará software de ONG em monitoramento
[23/09/2020] - Agência eleva nota de crédito da Marfrig
[22/09/2020] - Está chegando a hora da queda do boi?
[22/09/2020] - Arroba: alta deu uma trégua
[22/09/2020] - Exportações de carnes seguem em crescimento
[22/09/2020] - Falta de boi deixa frigoríficos ociosos em MT
[22/09/2020] - Milho bate recorde de preço em Mato Grosso
[22/09/2020] - Caroço de algodão subiu mais de 35%
[22/09/2020] - Pecuaristas somam prejuízos com fogo no Pantanal
[22/09/2020] - Bolsonaro: Brasil é vítima de campanha difamatória
[22/09/2020] - Governo anuncia pavimentação da BR-319
[21/09/2020] - Agro registra superávit comercial recorde em 2020
[21/09/2020] - Bolsonaro: Agro evitou colapso do Brasil
[21/09/2020] - Arroba do boi chega a R$ 250 no Pará
[21/09/2020] - Arroba do boi sobe no Norte e no Centro-Oeste
[21/09/2020] - Milho: compradores saem do mercado
[21/09/2020] - Governo crê em lobby contra acordo UE-Mercosul
[21/09/2020] - Peste suína: mais seis casos na Alemanha
[21/09/2020] - Sementes não-solicitadas são entregues no RS
[21/09/2020] - OPINIÃO: Desmatamento é conto do vigário
[18/09/2020] - Produção da Pecuária poderá bater os R$ 200 bi
[18/09/2020] - DISPARADA: bezerro já subiu quase 70%
[18/09/2020] - Arroba: mercado firme por falta de boi
[18/09/2020] - Comissão Europeia tenta aprovar acordo UE-Mercosul
[18/09/2020] - Bolsonaro: Brasil preserva e sofre ataques
[18/09/2020] - IGP-M dispara 4,5% na segunda prévia de setembro
[18/09/2020] - Produtor recebe sementes não-solicitadas
[17/09/2020] - Preço do boi tem espaço para subir ainda mais?
[17/09/2020] - Arroba: ágio do boi China está cada vez menor
[17/09/2020] - Cepea: boi segue nas máximas históricas
[17/09/2020] - Minerva pode distribuir dividendo milionário

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br