Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
214,00 202,00 215,00
GO MT RJ
202,00 193,00 202,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1445,00
Novilha 18m 1690,00
Vaca Boiadeira 2110,00

Atualizado em: 16/7/2020 10:53

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Frigoríficos: consumidor pagará pela alta do boi

 
 
 
Publicado em 19/11/2019

Com tanta carne sendo enviada para o mercado externo nos últimos meses, vai ter produto para o consumidor interno neste fim de ano? Produtores dizem que sim, mas os acertos não virão a curto prazo.

“É um momento de entusiasmo, mas o mercado manterá, pelo menos neste ano, a paridade de 80% do produto para o mercado interno e 20% para o externo”, diz Antonio Camardelli, da Abiec (Associação Brasileira das Indústrias Exportadoras de Carne).

Para José Carlos Zanchetta, diretor-presidente do Grupo Zanchetta, “o mercado sempre se ajusta, mas com dor”.

Tradicional fornecedor de carnes para o mercado interno e externo, Zanchetta afirma que mudanças rápidas, como as que estão ocorrendo, forçam ajustes no mercado.

Para avaliar o momento, é preciso uma volta há dois anos, quando o país foi sacudido por operações da Polícia Federal. Na época, diz ele, o preço da carne caiu, houve redução de produção e o setor ainda não se ajustou totalmente. Produtores e frigoríficos foram afetados financeiramente.

Agora, a aceleração da exportação ocorre num momento em que o setor ainda não se recompôs. Com isso, a “dor” do ajuste será do consumidor.

Os setores mais afetados são os de carnes bovina e suína. A produção de frango se ajusta rapidamente e, além disso, as exportações crescem 1%, e a produção, 5% neste ano.

A situação da carne bovina é mais complicada, segundo Zancheta. A demanda externa ocorre em um período de entressafra —baixa oferta— e de maior consumo no país.

Ele acredita que o setor demore três anos para se ajustar. Quando ocorrer, virá uma pecuária com melhor genética, maior produtividade e antecipação na idade dos abates.

No caso da carne suína, a demanda é crescente e os preços vão depender do comportamento da carne bovina, afirma Valdomiro Ferreira, da APCS (Associação Paulista dos Criadores de Suínos).

O valor da carne suína acompanha o da bovina, representando, em média, 55% da cotação do boi. Uma arroba do boi a R$ 200 —nesta segunda (18), fechou a R$ 202,20— empurra a carne suína para R$ 110, afirma ele.

Ferreira acredita em oferta suficiente de carne suína para o mercado interno. O abastecimento ficará mais crítico se a carne de boi subir muito e o consumidor elevar o de suína.

O presidente da APCS diz, porém, que não tem como a oferta de carne suína crescer nos próximos nove meses.

O único ajuste que poderá ser feito é a retenção dos suínos por mais 20 dias nas granjas, o que poderá garantir 15% mais no peso do animal.

Thiago Bernardino de Carvalho, pesquisador do Cepea, diz que esse vai ser um período de substituição. A coincidência do aumento das exportações com um período de formação de estoques pelo atacado gera alta nos preços.

O mercado dependerá de quanto o consumidor estará disposto a pagar. A alta na carne bovina leva o consumidor para a suína. Um aumento desta transfere-o para o frango.

Carvalho não vê falta de produto no mercado neste final de ano. “Se estivéssemos no período pré-crise, poderia haver, mas a renda atual da população ainda não é boa”, diz.

Para o pesquisador, a resposta do setor virá do comportamento da carne bovina. Se ela subir muito, vai puxar até a de frango. Com informações da Folha.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[16/07/2020] - China pede suspensão de mais dois frigoríficos
[16/07/2020] - Frigoríficos argentinos suspende vendas à China
[16/07/2020] - O que está por trás dos embargos chineses?
[16/07/2020] - Alta do PIB chinês deve puxar carne brasileira
[16/07/2020] - Arroba: frigoríficos pressionam, mas boi não cai
[16/07/2020] - Boi é negociado acima do valor da carne
[16/07/2020] - Reposição em alta em Minas
[16/07/2020] - Frigoríficos defendem regra nacional contra o Covi
[16/07/2020] - Milho: preços firmes com a alta do dólar
[16/07/2020] - PIB da Pecuária de MG deve crescer 13% em 2020

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[15/07/2020] - Preço do boi pode bater novos recordes
[15/07/2020] - MAPA abre canal online com a China
[15/07/2020] - Frigoríficos anunciam ajuda às pequenas empresas
[15/07/2020] - Quem tem boi pronto pra vender?
[15/07/2020] - Arroba: qual a previsão para setembro e outubro?
[15/07/2020] - A reposição está cada vez mais cara
[15/07/2020] - Marfrig emite R$ 250 milhões em dívida
[15/07/2020] - Minerva exporta carne paraguaia à Arábia Saudita
[15/07/2020] - Tereza quer regularização fundiária na Amazônia
[14/07/2020] - Exportações ganham força em julho
[14/07/2020] - Importações de carne chinesas dispararam 73%
[14/07/2020] - Carne bovina sobe no varejo
[14/07/2020] - Quem tem boi China está rindo à toa
[14/07/2020] - Como está o preço do boi pelo Brasil?
[14/07/2020] - Lava Jato: operação por caixa 2 envolve a JBS
[14/07/2020] - Frigoríficos fecham em MS por Covid-19
[14/07/2020] - PIB brasileiro ensaia recuperação em maio
[14/07/2020] - Medicamentos veterinários podem ficar mais caros
[14/07/2020] - Aftosa: vacinação supera meta em Minas Gerais
[14/07/2020] - RS prorroga prazo para declaração de rebanho
[14/07/2020] - Argentina ensaia recuo em estatização no Agro
[13/07/2020] - Agro brasileiro ocupa espaço no mercado mundial
[13/07/2020] - EUA: Covid não é transmitido pelos alimentos
[13/07/2020] - MP já pediu o fechamento de 11 frigoríficos
[13/07/2020] - Impasse no mercado do boi
[13/07/2020] - Arroba: pressão de baixa não funcionou
[13/07/2020] - JBS aproveita caixa alto para antecipar dívidas
[13/07/2020] - Molina compra mais ações da Marfrig
[13/07/2020] - Qual a tendência para o preço do milho?
[10/07/2020] - PIB do Agro deve crescer quase 9% em 2020
[10/07/2020] - Exportações do Agro são as maiores da história
[10/07/2020] - FIESP prevê disparada no preço da carne bovina
[10/07/2020] - Arroba: frigoríficos continuam precisando de boi
[10/07/2020] - Mercado faz sua aposta para o futuro da arroba
[10/07/2020] - Carne bovina volta a subir no atacado
[10/07/2020] - Justiça manda JBS seguir normas estaduais
[10/07/2020] - Normas podem reduzir produção de frigos em 50%
[09/07/2020] - Começa a faltar carne na China
[09/07/2020] - Exportações: governo manda carta aos chineses
[09/07/2020] - Arroba: frigoríficos pressionam o pecuarista
[09/07/2020] - Arroba do boi volta ao recorde de dezembro
[09/07/2020] - Frigoríficos: excesso de normas gera confusão
[09/07/2020] - Preço do milho em alta
[09/07/2020] - Pedidos de seguro-desemprego recuam em junho
[09/07/2020] - Governo permite inspeção privada em frigoríficos
[09/07/2020] - Crédito rural cresceu 11% em 2020
[09/07/2020] - Agro responde por 72% das exportações de SC
[08/07/2020] - Tendência para o boi é de alta
[08/07/2020] - Como estão as exportações de carne em julho?
[08/07/2020] - Arroba: pressão dos frigoríficos fracassou

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br