Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
197,00 175,00 184,00
GO MT RJ
178,00 175,00 179,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 1850,00
Garrote 18m 2050,00
Boi Magro 30m 2700,00
Bezerra 12m 1270,00
Novilha 18m 1580,00
Vaca Boiadeira 1860,00

Atualizado em: 27/3/2020 10:44

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Lucro da JBS bate recorde com vendas à China

 
 
 
Publicado em 26/03/2020

A JBS, maior processadora de carne do mundo, publicou nesta quarta-feira (25) lucro líquido de R$ 2,43 bilhões para o quarto trimestre do ano passado, um salto sobre os cerca de R$ 560 milhões obtidos um ano antes e acima do esperado por analistas.

No ano de 2019, o lucro líquido foi de R$ 6,1 bilhões, ante ganhos de apenas R$ 25 milhões em 2018.

O desempenho foi apoiado por forte demanda da China, que ampliou importações de alimentos após a epidemia de peste suína africana que atingiu seu rebanho.

A expectativa média de analistas para o lucro da JBS, dona de marcas como Seara e Swift, era de R$ 2,19 bilhões, segundo dados da Refinitiv.

Executivos da companhia afirmaram que a JBS tem a estrutura adequada para superar as incertezas geradas pela pandemia de coronavírus.

A JBS conseguiu reduzir dívida ao longo do ano passado e não tem necessidade de levantar capital adicional, afirmou o vice-presidente financeiro, Guilherme Cavalcanti, à Reuters. A companhia espera economizar em 2020 cerca de 100 milhões de reais em pagamento de juros, disse o executivo.

"Foi muito feliz de ter alongado a dívida no momento certo", disse Cavalcanti.

A JBS encerrou 2019 com queda na alavancagem. A relação dívida líquida sobre Ebitda fechou o ano em 2,16 vezes em reais ante 3,18 vezes em 2018. Em dólares, a alavancagem caiu de 3,01 vezes para 2,13 vezes.

O presidente-executivo, Gilberto Tomazoni, afirmou que a demanda chinesa vai continuar elevada uma vez que os impactos gerados pela peste suína persistem na cadeia de alimentos do país.

Além disso, o executivo citou que as cidades chinesas estão reduzindo restrições à circulação relacionadas ao coronavírus, o que deve ser positivo para a demanda.

Tomazoni afirmou que a JBS está pronta para enfrentar os impactos da pandemia por causa de sua base de produção diversificada. "Dependendo do tamanho do navio, as ondas vão balançar mais ou menos", disse o executivo.

Os planos para a listagem das ações dos negócios internacionais do grupo nos Estados Unidos continuam uma prioridade para a JBS, mas o momento para isso é incerto dadas as turbulências geradas pelo Covid-19 no mercado financeiro, disse Tomazoni.

A JBS teve lucro antes de juros, impostos, depreciação e amortização de R$ 5,67 bilhões nos três últimos meses do ano passado.

Alta de quase 21% na receita

A companhia teve alta de quase 21% na receita líquida do período, para R$ 57 bilhões. Em 2019, a receita líquida foi de R$ 204,5 bilhões, a maior já registrada na história da companhia.

Na divisão de bovinos no Brasil, a JBS registrou crescimento de quase 100% nas vendas à China, com os volumes avançando 61% e os preços médios crescendo 23%, com reflexo da forte demanda do país asiático.

A divisão Seara, de alimentos processados, teve receita líquida de R$ 5,7 bilhões, alta de quase 24% sobre o quarto trimestre de 2018, graças a uma demanda ainda aquecida no Brasil e em mercados no exterior.

Em 2019, os volumes de embarques de suínos da JBS para a China a partir dos Estados Unidos subiram 10%. Já a Pilgrim´s Pride, companhia norte-americana controlada pelo grupo brasileiro e que vende produtos de carne de frango, teve alta de cerca de 25% na receita líquida do quarto trimestre, totalizando R$ 12,6 bilhões. Com informações do G1.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[27/03/2020] - China voltou a comprar e frigoríficos sobem oferta
[27/03/2020] - Arroba volta ao patamar de R$ 200
[27/03/2020] - Mercado de reposição segue travado
[27/03/2020] - Polpa cítrica subiu com força no último ano
[27/03/2020] - MAPA define serviços essenciais para o setor
[27/03/2020] - MAPA pede apoio para garantir abastecimento
[27/03/2020] - Abrafrigo: mercado não aguenta mais 10 dias

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[27/03/2020] - Cidade fecha comércio mesmo sem casos do vírus
[27/03/2020] - Funai anula demarcação de terras no Paraná
[27/03/2020] - MAPA adia prazo para comprovar vacinação
[26/03/2020] - Arroba: frigoríficos já pagam até R$ 6 a mais
[26/03/2020] - Preço da carne não cedeu no atacado
[26/03/2020] - JBS: compras da China voltaram com força
[26/03/2020] - Lucro da JBS bate recorde com vendas à China
[26/03/2020] - Movimento em supermercados volta ao normal
[26/03/2020] - Milho continua batendo recordes de preço
[26/03/2020] - Governo pode tornar veterinárias serviço essencial
[25/03/2020] - Arroba: pecuaristas pedem mais pelo boi
[25/03/2020] - Reposição está devagar em Rondônia
[25/03/2020] - China libera mais carne das reservas estratégicas
[25/03/2020] - Milho: preços seguem em alta
[25/03/2020] - Prévia da inflação tem forte queda
[25/03/2020] - Bolsonaro: comércio deve reabrir
[25/03/2020] - Agro pede apoio contra travas ao transporte
[25/03/2020] - Caminhoneiros reclamam da falta de alimentos
[25/03/2020] - Normas são alteradas para preservar transporte
[25/03/2020] - Dona da JBS recusa antecipar dinheiro para o MPF
[24/03/2020] - Exportações de carne têm resultado surpreendente
[24/03/2020] - China importou mais carne no primeiro bimestre
[24/03/2020] - Bolsonaro fala com presidente da China
[24/03/2020] - Arroba: pecuarista não aceita os preços atuais
[24/03/2020] - Para onde vai a arroba do boi no curto prazo?
[24/03/2020] - Arroba do boi caiu forte também no MT
[24/03/2020] - Frigoríficos garantem abastecimento de carne
[24/03/2020] - Leite longa vida dispara por causa do coronavírus
[24/03/2020] - Governo pagará parte do salário de trabalhadores
[24/03/2020] - Farelo de soja está 11,4% mais caro
[24/03/2020] - Importação de milho disparou no Brasil
[24/03/2020] - Cidade de Mato Grosso proíbe transporte de grãos
[24/03/2020] - Governo trabalha para manter estradas liberadas
[24/03/2020] - RS permite comprovação de vacina por e-mail
[23/03/2020] - Qual será o efeito do coronavírus sobre o Agro?
[23/03/2020] - Médicos são contra fechamento total do comércio
[23/03/2020] - Arroba: frigoríficos tentam derrubar o boi
[23/03/2020] - Pecuaristas mostram preocupação com o mercado
[23/03/2020] - Coronavírus afeta o atacado da carne
[23/03/2020] - Justiça impede fechamento de frigoríficos
[23/03/2020] - Marfrig não reduzirá capacidade de abate
[23/03/2020] - MAPA garante o abastecimento
[23/03/2020] - Carne: vendas em Campo Grande dispararam
[23/03/2020] - Produtores de leite pedem garantia de produção
[23/03/2020] - Na China, o coronavírus começa a ficar para trás
[23/03/2020] - Milho segue em alta
[23/03/2020] - MP permite suspensão de contrato de trabalho
[23/03/2020] - Decreto: vigilância agropecuária é essencial
[23/03/2020] - BC anuncia a liberação de R$ 68 bilhões
[23/03/2020] - BNDES anuncia pacote de R$ 55 bi

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br