Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
214,00 202,00 213,00
GO MT RJ
202,00 190,00 200,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2780,00
Bezerra 12m 1445,00
Novilha 18m 1690,00
Vaca Boiadeira 2110,00

Atualizado em: 13/7/2020 10:37

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Brasil decreta emergência por nuvem de gafanhotos

 
 
 
Publicado em 26/06/2020

O Ministério da Agricultura reiterou nesta quinta-feira ser pouco provável, até o presente momento, que a nuvem de gafanhotos que atinge áreas agrícolas da Argentina avance em direção ao território brasileiro.

A informação foi divulgada após o ministério ter declarado estado de emergência fitossanitária para áreas de produção agrícolas no Rio Grande do Sul e em Santa Catarina, devido a riscos de os insetos chegarem ao país.

A medida, publicada no Diário Oficial da União desta quinta-feira, teve caráter "preventivo", esclareceu o ministério em nota.

"Além disso, essa medida visa permitir uma mobilização mais ágil de recursos humanos e financeiros para promover eventual controle da praga", afirmou o ministério.

Na véspera, o ministério já havia afirmado que seria "pouco provável" a chegada dos gafanhotos ao território brasileiro.

"Caso isso ocorra, será feito um monitoramento interno para o acompanhamento da evolução do evento."

Segundo o Serviço Nacional de Saúde da Argentina (Senasa), a nuvem contém cerca de 40 milhões de insetos e, depois de entrar na Argentina pelo Paraguai no final de maio, encontra-se na província de Corrientes, perto das fronteiras com o Brasil, Uruguai e Paraguai.

"Estamos acompanhando o movimento da praga", disse à Reuters o coordenador do Programa Nacional de Gafanhotos do Senasa, Héctor Medina.

Ele disse que, devido à entrada de uma frente fria do sul, o movimento de gafanhotos seria limitado nos próximos dias.

As baixas temperaturas "impedem que eles se movam e se reproduzam", explicou Medina, acrescentando que, embora o clima limite sua mobilidade a curto prazo, o vento poderá eventualmente empurrar a nuvem de gafanhotos para um país vizinho.

Enquanto isso, apesar do tamanho da nuvem, o Senasa e a Bolsa de Cereais de Buenos Aires (BCBA) indicaram que os gafanhotos não causaram grandes danos às lavouras na Argentina.

"Por enquanto não é um problema, estamos mais preocupados com a (falta de) umidade para o plantio de trigo do que gafanhotos", disse o chefe de Estimativas Agrícolas do BCBA, Esteban Copati.

No entanto, a presença da praga levantou preocupações no Brasil, onde um representante da associação de produtores de Aprosoja, no Rio Grande do Sul, disse que havia temor de que gafanhotos entrassem no Estado, que está em fase de plantio do trigo.

O representante da cooperativa Copercampos em Santa Catarina Eugenio Hack disse à Reuters que, se os gafanhotos chegarem ao Estado, os produtores teriam que ser treinados para usar produtos químicos apropriados, que são diferentes dos utilizados habitualmente.

"Meu avô lidou com gafanhotos há muitos anos. Os agricultores costumavam cavar valas no chão, cobrir os insetos com o terra e incendiá-los", disse Hack.

A portaria do Brasil nesta quinta-feira apontou que o estado de emergência visa a implementação de um plano de supressão da praga e a adoção de medidas emergenciais.

O prazo da emergência fitossanitária será de um ano, e diretrizes e medidas a serem adotadas ainda serão indicados em ato a ser assinado pela ministra Tereza Cristina, segundo o texto da medida.

Brasil e Argentina estão entre os principais exportadores de soja e milho do mundo. Com informações da Reuters.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[13/07/2020] - Agro brasileiro ocupa espaço no mercado mundial
[13/07/2020] - EUA: Covid não é transmitido pelos alimentos
[13/07/2020] - MP já pediu o fechamento de 11 frigoríficos
[13/07/2020] - Impasse no mercado do boi
[13/07/2020] - Arroba: pressão de baixa não funcionou
[13/07/2020] - JBS aproveita caixa alto para antecipar dívidas
[13/07/2020] - Molina compra mais ações da Marfrig
[13/07/2020] - Qual a tendência para o preço do milho?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[10/07/2020] - PIB do Agro deve crescer quase 9% em 2020
[10/07/2020] - Exportações do Agro são as maiores da história
[10/07/2020] - FIESP prevê disparada no preço da carne bovina
[10/07/2020] - Arroba: frigoríficos continuam precisando de boi
[10/07/2020] - Mercado faz sua aposta para o futuro da arroba
[10/07/2020] - Carne bovina volta a subir no atacado
[10/07/2020] - Justiça manda JBS seguir normas estaduais
[10/07/2020] - Normas podem reduzir produção de frigos em 50%
[09/07/2020] - Começa a faltar carne na China
[09/07/2020] - Exportações: governo manda carta aos chineses
[09/07/2020] - Arroba: frigoríficos pressionam o pecuarista
[09/07/2020] - Arroba do boi volta ao recorde de dezembro
[09/07/2020] - Frigoríficos: excesso de normas gera confusão
[09/07/2020] - Preço do milho em alta
[09/07/2020] - Pedidos de seguro-desemprego recuam em junho
[09/07/2020] - Governo permite inspeção privada em frigoríficos
[09/07/2020] - Crédito rural cresceu 11% em 2020
[09/07/2020] - Agro responde por 72% das exportações de SC
[08/07/2020] - Tendência para o boi é de alta
[08/07/2020] - Como estão as exportações de carne em julho?
[08/07/2020] - Arroba: pressão dos frigoríficos fracassou
[08/07/2020] - Onde o preço do bezerro disparou?
[08/07/2020] - Comércio tem maior alta nas vendas em 20 anos
[08/07/2020] - Inflação subiu em junho, segundo a FGV
[08/07/2020] - Mais um recorde a ser batido pelo Agro brasileiro
[08/07/2020] - Teste detecta 185 funcionários curados em frigoríf
[07/07/2020] - PIB da Pecuária cresceu 8% de janeiro a abril
[07/07/2020] - Frigoríficos querem testar carne vendida à China
[07/07/2020] - Pequenos frigoríficos têm medo de vender à China
[07/07/2020] - Arroba: o boi vai continuar subindo?
[07/07/2020] - Reposição: mercado está aquecido
[07/07/2020] - Leite: preço dos lácteos disparou em junho
[07/07/2020] - Marfrig lança crédito para bares e restaurantes
[07/07/2020] - JBS informa contaminação em outra unidade
[07/07/2020] - Governador do MS é indiciado por propinas da JBS
[07/07/2020] - Bolsonaro testa positivo para o coronavírus
[06/07/2020] - China suspende importações de mais duas unidades
[06/07/2020] - Justiça permite que JBS reabra unidade
[06/07/2020] - Tereza Cristina fala sobre o embargo chinês
[06/07/2020] - Abrafrigo confirma recorde na exportação de carne
[06/07/2020] - Arroba; mercado firme para o boi
[06/07/2020] - Reabertura de restaurantes pode puxar preço do boi
[06/07/2020] - Varejo segue repassando alta do boi para a carne
[06/07/2020] - Milho chega perto de R$ 50 a saca
[03/07/2020] - Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira
[03/07/2020] - Qual será o real impacto do embargo chinês aqui?
[03/07/2020] - Arroba: frigoríficos precisam comprar boi
[03/07/2020] - Arroba do boi já chegou a R$ 214 em MG
[03/07/2020] - Preço do boi disparou também no Rio Grande do Sul
[03/07/2020] - Expointer 2020 é oficialmente cancelada

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br