Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
222,00 210,00 217,00
GO MT RJ
210,00 198,00 206,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2810,00
Bezerra 12m 1510,00
Novilha 18m 1720,00
Vaca Boiadeira 2140,00

Atualizado em: 4/8/2020 12:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Um alerta urgente para toda a Pecuária Brasileira

 
 
 
Publicado em 03/07/2020

“Se a China der um sopro, para o Brasil isso representará um furacão”. Assim a consultoria Agrifatto, especializada em pecuária, descreveu a importância do país asiático para os produtores de gado e para a indústria nacional de carne bovina.

Em relatório, a consultoria traçou um paralelo entre a atual dependência dos frigoríficos brasileiros em relação à China e ao papel exercido pela Rússia, mercado muito relevante para a pecuária brasileira no passado recente.

Antes da emergência chinesa como grande importadora de carne bovina, eram as habilitações de frigoríficos por Moscou – e os corriqueiros embargos comerciais e sanitários aplicados pelo país – que provocavam furor em empresários do setor frigorífico.

Mas se a Rússia já teve o poder de ocasionar abalos consideráveis nos preços da carne e do boi gordo, e era temida por isso, a verdade é que a importância chinesa é muito maior. No fim de 2017, recorda o relatório da Agrifatto, Moscou bloqueou todos os frigoríficos brasileiros, o que fez as indústrias despejarem um volume significativo de carne no mercado doméstico, pressionando as cotações em 2018.

Atualmente, a China absorve aproximadamente 10% da produção brasileira de carne bovina. A Rússia representava 2% na época dos embargos, segundo a Agrifatto. Do lado dos importadores chineses, os frigoríficos brasileiros têm a mesma importância que tiveram para os russos no passado – 9% do consumo da proteína bovina no país é oriunda do Brasil.

“A exposição brasileira à China é muito maior do que sua exposição perante a Rússia em 2017. […] O que ocorreria caso a China resolvesse restringir ou condicionar suas compras?”, indaga a Agrifatto, indicando uma reflexão sobre o assunto, especialmente neste momento crítico de pandemia.

Em meio aos esforços para tentar conter a covid-19, Pequim decidiu bloquear mais de 20 frigoríficos em todo o mundo – três deles são brasileiros. As medidas aconteceram mesmo sem evidências científicas de que os alimentos transportados possam transmitir o vírus, e fontes do setor avaliam que a decisão da China visa a dar uma satisfação à população do país, uma estratégia que teria ganhado importância com a associação dos novos casos em Pequim à contaminação por meio de salmão comercializado em um grande mercado na capital chinesa.

Apesar da dependência brasileira, a Agrifatto pondera que a chance de uma redução do volume importado pela China é pequena por que o país ainda lida com a falta de carne provocada pela epidemia de peste suína africana, que restringiu a oferta de porcos. De qualquer forma, toda atenção é necessária.

“O alerta deve permanecer ligado, já que a carne bovina tem um preço por tonelada maior que a proteína suína e a de frango e, caso o governo chinês encontre substitutos para a carne bovina brasileira, os preços pecuários poderiam ser impactados”, destacou a consultoria. No momento, o cenário para os pecuaristas brasileiros segue positivo. Com oferta restrita no campo, os preços do boi gordo seguem em um dos maiores níveis da história. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[04/08/2020] - Julho confirma recorde histórico das exportações
[04/08/2020] - Arroba: não tem boi no mercado
[04/08/2020] - Oferta curta segue puxando a arroba em MT
[04/08/2020] - Para onde vai a arroba do boi?
[04/08/2020] - Indústria brasileira cresce pelo segundo mês
[04/08/2020] - Cade aprova mais uma aquisição da JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/08/2020] - Arroba: boi comum já consegue preço de boi China?
[03/08/2020] - Carne sobe com otimismo do mercado
[03/08/2020] - Leite: preços tiveram forte alta em julho
[03/08/2020] - JBS usa Banco Original para fazer caixa
[03/08/2020] - Milho: mercado vive impasse
[03/08/2020] - Presidente do BC elogia medidas no crédito rural
[03/08/2020] - Polícia apreende 700 bovinos em operação
[03/08/2020] - Produtor deve tomar cuidado com o ITR deste ano
[31/07/2020] - Preço do boi pode bater recorde nos próximos dias
[31/07/2020] - Arroba: disparada do boi já começou
[31/07/2020] - Enchentes podem espalhar peste suína na China
[31/07/2020] - China: exportadores argentinos reagem a exigências
[31/07/2020] - A disparada nos preços da reposição
[31/07/2020] - Justiça condena fiscais do MAPA por Carne Fraca
[31/07/2020] - Justiça nega fechamento de unidade da JBS
[31/07/2020] - Agro faz Mato Grosso bater recorde de empregos
[30/07/2020] - Média da arroba do boi é recorde para julho
[30/07/2020] - Leite também bate recorde histórico de preço
[30/07/2020] - Arroba dispara com ajuda firme das exportações
[30/07/2020] - Reposição cada vez mais cara no Tocantins
[30/07/2020] - Goiás gerou empregos graças ao agronegócio
[30/07/2020] - Empresa da JBS nos EUA tem prejuízo no trimestre
[30/07/2020] - Confiança de serviços recuperou 50% da crise
[29/07/2020] - Mercado aponta para mais altas pro boi
[29/07/2020] - Minerva aproveita o momento e reverte prejuízo
[29/07/2020] - China bloqueia mais um frigorífico, agora de aves
[29/07/2020] - Confiança da indústria subiu, segundo a FGV
[29/07/2020] - Paraná muda regras para brucelose e tuberculose
[29/07/2020] - China vai investir em fazendas na Argentina?
[28/07/2020] - Exportações de carnes já bateram recorde histórico
[28/07/2020] - Sindicato quer reserva de mercado na fiscalização
[28/07/2020] - Carne sobe no atacado pela quinta semana
[28/07/2020] - Arroba: mercado devagar em SP
[28/07/2020] - Arroba: diferença entre MT e SP caiu
[28/07/2020] - Leite tem preço firme no Rio Grande do Sul
[28/07/2020] - RS terá inspeção decisiva em agosto
[27/07/2020] - Importações chinesas de carne subiram 74%
[27/07/2020] - China pode exigir testagem em massa em frigorífico
[27/07/2020] - Analistas recomendam ações de frigoríficos
[27/07/2020] - Arroba: tem como o boi cair?
[27/07/2020] - Mais um acordo bilionário para a pecuária
[27/07/2020] - Milho: preços variam conforme a região
[27/07/2020] - RS começa programa para vigiar gado na fronteira
[24/07/2020] - MAPA rebate declarações de diplomata da China
[24/07/2020] - Arroba: frigoríficos pagam mais para achar boi
[24/07/2020] - Reposição: impasse trava o mercado
[24/07/2020] - MP pede fechamento de outra unidade da JBS
[24/07/2020] - JBS: produção nos EUA já voltou à normalidade
[24/07/2020] - Confiança do consumidor subiu em julho
[24/07/2020] - Superávit do Agro ajuda a fechar as contas de SP

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br