Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
222,00 210,00 217,00
GO MT RJ
210,00 198,00 206,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2810,00
Bezerra 12m 1510,00
Novilha 18m 1720,00
Vaca Boiadeira 2140,00

Atualizado em: 4/8/2020 12:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Frigoríficos querem testar carne vendida à China

 
 
 
Publicado em 07/07/2020

Exportadores brasileiros de carne de frango e suína estão propondo testar todos os embarques que chegam à China para provar que as cargas são seguras para consumo e evitar mais proibições do país asiático.

As empresas exportadoras seriam responsáveis pela realização dos testes por amostragem segundo proposta feita ao Ministério da Agricultura, disse Francisco Turra, presidente da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), acrescentando que o grupo aguarda resposta do governo.

No fim de semana, a China suspendeu importações de uma processadora de suínos da JBS e outra da BRF. Na semana passada, as exportações de duas unidades de carne bovina e uma de aves foram suspensas pela China, maior consumidora de carne brasileira, enquanto o Ministério da Agricultura suspendeu de forma voluntária os embarques de outra unidade de frangos para o país asiático.

“Não há fundamentos científicos para esse tipo de suspensão” pela China, disse Turra na segunda-feira em entrevista por telefone.

Embora a China não tenha especificado os motivos da proibição, Turra disse que a decisão do governo chinês foi uma tentativa de amenizar preocupações de consumidores sobre surtos de coronavírus amplamente divulgados e paralisações de frigoríficos no Brasil.

O Ministério da Agricultura disse na segunda-feira que vai perguntar à China as razões para a suspensão das importações e pedir que a medida seja revertida.

Casos de coronavírus

Todas unidades brasileiras com exportações para a China temporariamente suspensas registraram casos de coronavírus entre trabalhadores e algumas interromperam as operações, incluindo instalações da JBS e da BRF.

A China também suspendeu importações de frigoríficos na Europa e no Canadá que também enfrentaram surtos de Covid-19.

Até o momento, segundo especialistas, as suspensões parecem ter pouco impacto nas exportações brasileiras e no suprimento de carne para a China, pois o país possui mais 14 processadoras de suínos e 45 de aves com permissão para vender para o mercado chinês.

Os principais exportadores podem redirecionar a carne de outros frigoríficos autorizados para cumprir os contratos de exportação, que foram mantidos. A JBS, por exemplo, possui um total de cinco unidades de suínos e 12 de aves no Brasil com permissão para exportar para a China.

“O único impacto para o Brasil é de imagem”, pois a decisão da China pode levar outros consumidores a levantarem questões sobre a segurança da carne, de acordo com Turra. A demanda da China por carne de frango e suína do Brasil continua forte, disse.

“Esse é um problema pontual com baixo impacto nos embarques como um todo”, disse Thiago de Carvalho, pesquisador do Cepea, o Centro de Estudos Avançados em Economia Aplicada ligado à Universidade de São Paulo. Ele vê como improvável um grande número de suspensões de frigoríficos pela China, já que o gigante asiático ainda enfrenta déficit de proteína resultante da peste suína africana.

“A China precisa de carne brasileira”, disse em entrevista por telefone. Segundo ele, a carne brasileira ficou mais barata para os chineses em comparação com os rivais no mercado internacional devido à desvalorização do real. Com informações do Money Times.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[04/08/2020] - Julho confirma recorde histórico das exportações
[04/08/2020] - Arroba: não tem boi no mercado
[04/08/2020] - Oferta curta segue puxando a arroba em MT
[04/08/2020] - Para onde vai a arroba do boi?
[04/08/2020] - Indústria brasileira cresce pelo segundo mês
[04/08/2020] - Cade aprova mais uma aquisição da JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/08/2020] - Arroba: boi comum já consegue preço de boi China?
[03/08/2020] - Carne sobe com otimismo do mercado
[03/08/2020] - Leite: preços tiveram forte alta em julho
[03/08/2020] - JBS usa Banco Original para fazer caixa
[03/08/2020] - Milho: mercado vive impasse
[03/08/2020] - Presidente do BC elogia medidas no crédito rural
[03/08/2020] - Polícia apreende 700 bovinos em operação
[03/08/2020] - Produtor deve tomar cuidado com o ITR deste ano
[31/07/2020] - Preço do boi pode bater recorde nos próximos dias
[31/07/2020] - Arroba: disparada do boi já começou
[31/07/2020] - Enchentes podem espalhar peste suína na China
[31/07/2020] - China: exportadores argentinos reagem a exigências
[31/07/2020] - A disparada nos preços da reposição
[31/07/2020] - Justiça condena fiscais do MAPA por Carne Fraca
[31/07/2020] - Justiça nega fechamento de unidade da JBS
[31/07/2020] - Agro faz Mato Grosso bater recorde de empregos
[30/07/2020] - Média da arroba do boi é recorde para julho
[30/07/2020] - Leite também bate recorde histórico de preço
[30/07/2020] - Arroba dispara com ajuda firme das exportações
[30/07/2020] - Reposição cada vez mais cara no Tocantins
[30/07/2020] - Goiás gerou empregos graças ao agronegócio
[30/07/2020] - Empresa da JBS nos EUA tem prejuízo no trimestre
[30/07/2020] - Confiança de serviços recuperou 50% da crise
[29/07/2020] - Mercado aponta para mais altas pro boi
[29/07/2020] - Minerva aproveita o momento e reverte prejuízo
[29/07/2020] - China bloqueia mais um frigorífico, agora de aves
[29/07/2020] - Confiança da indústria subiu, segundo a FGV
[29/07/2020] - Paraná muda regras para brucelose e tuberculose
[29/07/2020] - China vai investir em fazendas na Argentina?
[28/07/2020] - Exportações de carnes já bateram recorde histórico
[28/07/2020] - Sindicato quer reserva de mercado na fiscalização
[28/07/2020] - Carne sobe no atacado pela quinta semana
[28/07/2020] - Arroba: mercado devagar em SP
[28/07/2020] - Arroba: diferença entre MT e SP caiu
[28/07/2020] - Leite tem preço firme no Rio Grande do Sul
[28/07/2020] - RS terá inspeção decisiva em agosto
[27/07/2020] - Importações chinesas de carne subiram 74%
[27/07/2020] - China pode exigir testagem em massa em frigorífico
[27/07/2020] - Analistas recomendam ações de frigoríficos
[27/07/2020] - Arroba: tem como o boi cair?
[27/07/2020] - Mais um acordo bilionário para a pecuária
[27/07/2020] - Milho: preços variam conforme a região
[27/07/2020] - RS começa programa para vigiar gado na fronteira
[24/07/2020] - MAPA rebate declarações de diplomata da China
[24/07/2020] - Arroba: frigoríficos pagam mais para achar boi
[24/07/2020] - Reposição: impasse trava o mercado
[24/07/2020] - MP pede fechamento de outra unidade da JBS
[24/07/2020] - JBS: produção nos EUA já voltou à normalidade
[24/07/2020] - Confiança do consumidor subiu em julho
[24/07/2020] - Superávit do Agro ajuda a fechar as contas de SP

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br