Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
222,00 210,00 217,00
GO MT RJ
210,00 198,00 206,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2010,00
Garrote 18m 2310,00
Boi Magro 30m 2810,00
Bezerra 12m 1510,00
Novilha 18m 1720,00
Vaca Boiadeira 2140,00

Atualizado em: 4/8/2020 12:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Brasil segue abrindo mercados para o Agro

 
 
 
Publicado em 23/07/2020

O Brasil conquistou em julho o direito de exportar produtos do agronegócio para novos países e também a ampliação de mercado para parceiros comerciais já consolidados, segundo levantamento do Ministério da Agricultura obtido pelo Broadcast Agro . Foram 10 no total até a terceira semana do mês, com destaque para novas permissões de exportação de carnes e subprodutos de proteínas ao mercado asiático. O Egito, por exemplo, permitiu a importação de carnes e produtos de carne de aves brasileiras. Desde o início do ano, houve 50 aberturas comerciais, ante 35 do ano passado inteiro - destas 26 ações envolveram países asiáticos.

Ainda em julho, Mianmar liberou a comercialização de carne suína e seus derivados, sêmen bovino, bovinos vivos para abate, bovinos vivos para reprodução, subprodutos para alimentação animal do Brasil. Material genético como embriões bovinos e sêmen bovino brasileiros também foram permitidos pelo Qatar. A China abriu o mercado para aparas bovinas oriundas do Brasil, enquanto a Argentina liberou a entrada de óleo de aves destinados à alimentação animal.

Em junho, outras 10 ações foram concluídas. Somente Cingapura permitiu a entrada de sete produtos brasileiros, foram eles: ovos com casca, carne em conserva de frango, carne em conserva bovina, carne em conserva suína, carne em conserva de pato, carne em conserva de ganso e carne em conserva de peru. O Mianmar liberou a entrada de produtos lácteos brasileiros. Além desses novos mercados, mais cinco plantas brasileiras foram habilitadas para exportar carne suína e de frango para o Vietnã, outros seis frigoríficos foram credenciados a exportar carne bovina para o México e uma unidade foi habilitada para enviar carne de aves para o Canadá.

Em maio, também foram realizadas 10 aberturas ou ampliações de mercado. A Tailândia permitiu a importação de carne bovina desossada e com osso, miúdos bovinos e produtos lácteos brasileiros. Os lácteos nacionais, especificamente os queijos, também obtiveram certificado para exportação ao mercado australiano.

Ainda em maio, Taiwan autorizou a importação de alimentos preparados para animais, a Coreia do Sul abriu o mercado para castanha-de-baru e o Peru liberou a entrada de três plantas brasileiras - eucalipto, tillandsia e stevia. Também no mês, o Irã aprovou a importação de folhas de tabaco do Brasil e as Filipinas credenciaram mais 13 frigoríficos brasileiros para exportação de carnes bovina, de aves, de peru e suína.

Em abril, todas as ações foram voltadas à Argentina. O país vizinho aprovou a importação de produtos avícolas termoprocessados, lanolina e recortes de pele bovina para gelatina.

Em março, para o Egito foram habilitadas 42 novas plantas de carne bovina e de frango e liberada a importação de miúdos bovinos brasileiros. Marrocos e os Emirados Árabes Unidos autorizaram a importação de pintos de um dia e de ovos férteis do Brasil. Do lado do mercado asiático, a China autorizou a exportação de pescado por 108. Ainda no mês de março, a Colômbia liberou a importação de milho pipoca brasileiro.

Em fevereiro, os Estados Unidos e o Kuwait anunciaram a reabertura para a carne bovina in natura brasileira. No mês, também foram autorizadas exportação de embriões bovinos, sêmen suíno e carne de rã para a Argentina. Em janeiro, a Índia liberou a entrada de gergelim brasileiro e a Colômbia de carnes e miúdos de aves desidratados ou liofiliziados.

Em pronunciamentos recentes, a ministra da Agricultura, Tereza Cristina, tem afirmando que, com o avanço da covid-19, o movimento de abertura de mercados foi intensificado por vários países. Estes países, segundo a ministra, buscam assegurar o abastecimento interno de alimentos diante das restrições logísticas impostas pela doença, e, procuram o Brasil interessados em firmar certificados sanitários e viabilizar esse comércio. Com informações do portal Estadão.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[04/08/2020] - Julho confirma recorde histórico das exportações
[04/08/2020] - Arroba: não tem boi no mercado
[04/08/2020] - Oferta curta segue puxando a arroba em MT
[04/08/2020] - Para onde vai a arroba do boi?
[04/08/2020] - Indústria brasileira cresce pelo segundo mês
[04/08/2020] - Cade aprova mais uma aquisição da JBS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/08/2020] - Arroba: boi comum já consegue preço de boi China?
[03/08/2020] - Carne sobe com otimismo do mercado
[03/08/2020] - Leite: preços tiveram forte alta em julho
[03/08/2020] - JBS usa Banco Original para fazer caixa
[03/08/2020] - Milho: mercado vive impasse
[03/08/2020] - Presidente do BC elogia medidas no crédito rural
[03/08/2020] - Polícia apreende 700 bovinos em operação
[03/08/2020] - Produtor deve tomar cuidado com o ITR deste ano
[31/07/2020] - Preço do boi pode bater recorde nos próximos dias
[31/07/2020] - Arroba: disparada do boi já começou
[31/07/2020] - Enchentes podem espalhar peste suína na China
[31/07/2020] - China: exportadores argentinos reagem a exigências
[31/07/2020] - A disparada nos preços da reposição
[31/07/2020] - Justiça condena fiscais do MAPA por Carne Fraca
[31/07/2020] - Justiça nega fechamento de unidade da JBS
[31/07/2020] - Agro faz Mato Grosso bater recorde de empregos
[30/07/2020] - Média da arroba do boi é recorde para julho
[30/07/2020] - Leite também bate recorde histórico de preço
[30/07/2020] - Arroba dispara com ajuda firme das exportações
[30/07/2020] - Reposição cada vez mais cara no Tocantins
[30/07/2020] - Goiás gerou empregos graças ao agronegócio
[30/07/2020] - Empresa da JBS nos EUA tem prejuízo no trimestre
[30/07/2020] - Confiança de serviços recuperou 50% da crise
[29/07/2020] - Mercado aponta para mais altas pro boi
[29/07/2020] - Minerva aproveita o momento e reverte prejuízo
[29/07/2020] - China bloqueia mais um frigorífico, agora de aves
[29/07/2020] - Confiança da indústria subiu, segundo a FGV
[29/07/2020] - Paraná muda regras para brucelose e tuberculose
[29/07/2020] - China vai investir em fazendas na Argentina?
[28/07/2020] - Exportações de carnes já bateram recorde histórico
[28/07/2020] - Sindicato quer reserva de mercado na fiscalização
[28/07/2020] - Carne sobe no atacado pela quinta semana
[28/07/2020] - Arroba: mercado devagar em SP
[28/07/2020] - Arroba: diferença entre MT e SP caiu
[28/07/2020] - Leite tem preço firme no Rio Grande do Sul
[28/07/2020] - RS terá inspeção decisiva em agosto
[27/07/2020] - Importações chinesas de carne subiram 74%
[27/07/2020] - China pode exigir testagem em massa em frigorífico
[27/07/2020] - Analistas recomendam ações de frigoríficos
[27/07/2020] - Arroba: tem como o boi cair?
[27/07/2020] - Mais um acordo bilionário para a pecuária
[27/07/2020] - Milho: preços variam conforme a região
[27/07/2020] - RS começa programa para vigiar gado na fronteira
[24/07/2020] - MAPA rebate declarações de diplomata da China
[24/07/2020] - Arroba: frigoríficos pagam mais para achar boi
[24/07/2020] - Reposição: impasse trava o mercado
[24/07/2020] - MP pede fechamento de outra unidade da JBS
[24/07/2020] - JBS: produção nos EUA já voltou à normalidade
[24/07/2020] - Confiança do consumidor subiu em julho
[24/07/2020] - Superávit do Agro ajuda a fechar as contas de SP

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br