Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
264,00 251,00 256,00
GO MT RJ
247,00 247,00 249,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2330,00
Garrote 18m 2810,00
Boi Magro 30m 3350,00
Bezerra 12m 2010,00
Novilha 18m 2490,00
Vaca Boiadeira 2670,00

Atualizado em: 23/10/2020 10:25

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Argentina deve reduzir impostos sobre a carne

 
 
 
Publicado em 01/10/2020

O governo argentino não chegou a um acordo com o setor produtivo do país, mas ainda assim a imprensa do país afirma que o presidente Alberto Fernández vai anunciar hoje uma redução nas retenciones (taxas que incidem sobre as exportações) para grãos e carnes.

Segundo os jornais argentinos, a redução para a soja será de 3 pontos percentuais, para 30% do valor exportado, por 90 dias. No caso da carne, a expectativa é que o governo anuncie uma redução de 4 pontos percentuais, para 5%, permanentemente.

O governo precisa urgentemente gerar uma receita maior de dólares para a Argentina. As novas medidas serão adotadas, então, para promover a liquidação dos estoques de soja que estão no setor exportador.

Os últimos dados do Ministério da Agroindústria argentina, de 9 de setembro, mostram que os produtores venderam até agora 31,6 milhões de toneladas de soja da safra 2019/20, ou 62% do volume total de 50,7 milhões de toneladas. O percentual é menor que no mesmo período do ciclo anterior, quando 36 milhões de toneladas haviam sido comercializadas, ou 65% da produção estimada em 55 milhões de toneladas.

No caso do milho, as vendas se aceleraram e já foram comercializadas 36,8 milhões de toneladas, 71% de 51,5 milhões de toneladas no total, ante 34,5 milhões (68%) no mesmo período do ciclo 2018/19.

Assim, segundo o jornal “Clarin”, os produtores têm em mãos quase 20 milhões de toneladas de soja, no valor de US$ 8 milhões, e cerca de 14 milhões de toneladas de milho, no valor US$ 2,6 milhões.

“Atualmente, o ‘dólar da soja’ gira em torno de 50 pesos, levando em consideração o câmbio oficial e as retenções de 33% que acabam sendo descontadas do preço. Assim, com o dólar azul [câmbio não oficial] ultrapassando 140 pesos, os produtores mantêm os grãos como “moeda de troca’”, diz matéria de hoje do “Clarin”.

Fontes do agronegócio consultadas pelo jornal dizem que esse tipo de medida provisória não terá impacto, porque será isolada, e reforçam que o que afeta principalmente os produtores é o diferencial cambial.

No que diz respeito aos frigoríficos, o jornal “La Nacion” informou que perderam competitividade no mercado internacional nos últimos meses, e que por isso o governo pensa em uma redução definitiva das retenciones para o segmento.

Em 2019, as exportações de carne bovina da Argentina bateram recorde, com quase 800 mil toneladas e receita de US$ 3 milhões. Neste ano, dados do Instituto Argentino de Promoção da Carne Bovina mostram que os embarques até agosto somaram 320 mil toneladas, 16% mais que no mesmo período de 2019. Mas o faturamento cresceu apenas 1%.

Segundo o “La Nacion”, o governo também anunciará hoje um pacote de reembolso de retenciones para 42 mil produtores de soja, que produzem menos de 1 mil toneladas por ano e representam 23% da colheita do país.

Numa segunda fase, dizem os jornais, está previsto o lançamento de um plano estrutural com benefícios fiscais aos produtores agrícolas.

“As medidas que serão anunciadas pelo governo, pelo que temos ouvido, não serão suficientes. Não vão gerar efeito de venda massiva de grãos”, disse ao “La Nacion” Daniel Pelegrina, presidente da Sociedade Rural Argentina (SRA). Com outros representantes do setor, ele participou da reunião com o ministro da Economia, Martín Guzmán, ontem à noite.  Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[23/10/2020] - Arroba: frigoríficos sobem ofertas e não acham boi
[23/10/2020] - Consultor acredita que confinamento caiu 25%
[23/10/2020] - Acionista da JBS pede que Batistas a indenizem
[23/10/2020] - Confiança do consumidor caiu em outubro
[23/10/2020] - Aftosa: Mato Grosso deve adiar retirada da vacina
[22/10/2020] - Mercado já projeta arroba acima de R$ 290
[22/10/2020] - Arroba do boi: alta vai parar nos R$ 270?

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/10/2020] - Alta do boi alivia custos que não param de subir
[22/10/2020] - China pede correções em frigoríficos embargados
[22/10/2020] - Disparada do milho não dá sinal de trégua
[22/10/2020] - Feiras do Pró-Genética chegarão a São Paulo
[21/10/2020] - Arroba: alta do boi continua
[21/10/2020] - Arroba dispara na Bolsa e passa de R$ 280
[21/10/2020] - Exportações seguem fortes
[21/10/2020] - JBS vai emitir dívida para comprar bois
[21/10/2020] - Leite: possível queda de preço preocupa o produtor
[21/10/2020] - Milho: preços dispararam hoje na Bolsa
[21/10/2020] - Milho: preços em alta em Goiás
[21/10/2020] - Milho: retirada de imposto não deve reduzir preços
[21/10/2020] - Exportação de milho deve superar expectativas
[21/10/2020] - Sementes misteriosas: já são 525 casos
[20/10/2020] - Brasil registra primeiro caso de Covid em animais
[20/10/2020] - Guerra JBS x BNDES entra em fase decisiva
[20/10/2020] - Exportações podem crescer 8% em outubro
[20/10/2020] - Arroba: começo de semana estável
[20/10/2020] - Como está a demanda chinesa pelo boi?
[20/10/2020] - MT tem a maior área plantada de milho desde 2014
[20/10/2020] - Estoques de milho continuarão curtos em MT
[20/10/2020] - Alta do IGP-M perde força
[20/10/2020] - EUA e Brasil dão passo para acordo comercial
[20/10/2020] - EUA e Brasil podem dobrar comércio em 5 anos
[19/10/2020] - Arroba: frigoríficos vão em busca de vacas
[19/10/2020] - Mercado futuro segue prevendo arroba a R$ 280
[19/10/2020] - Carne sem osso subiu em SP
[19/10/2020] - JBS diz que parcelou incentivo irregular de MS
[19/10/2020] - Governo zera imposto de importação do milho
[19/10/2020] - Importação de milho pode reduzir custo do leite
[19/10/2020] - Milho dispara e passa de R$ 70 a saca
[19/10/2020] - Brasil e EUA iniciam hoje acordo comercial
[19/10/2020] - Bolsonaro defende acordo comercial com os EUA
[16/10/2020] - Arroba: boi segue rumo aos R$ 270
[16/10/2020] - Medida do governo pode derrubar arroba do boi
[16/10/2020] - Exportações de carne têm reação em outubro
[16/10/2020] - Boi: rebanho cresceu pela primeira vez em 3 anos
[16/10/2020] - Leite: produção é a segunda maior desde 1974
[16/10/2020] - Preço do milho dispara na bolsa
[16/10/2020] - JBS: Brasil produz mais carne com menos terra
[16/10/2020] - JBS: operação mira grupo de Cid Gomes
[16/10/2020] - MAPA amplia rede de adidos agrícolas
[16/10/2020] - Mudanças fazem ITR disparar em algumas cidades
[15/10/2020] - Mercado futuro já projeta arroba a R$ 280
[15/10/2020] - Arroba: preço das fêmeas subiu
[15/10/2020] - Procura por bezerros está forte no Rio de Janeiro
[15/10/2020] - JBS: Batistas tentam pôr fim a escândalos nos EUA
[15/10/2020] - Produtores são vítimas de golpe em Santa Catarina
[15/10/2020] - Inmet prevê retorno consistente da chuva
[14/10/2020] - O tombo forte do confinamento

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br