Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
301,00 291,00 297,00
GO MT RJ
285,00 294,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2940,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2610,00
Novilha 18m 3010,00
Vaca Boiadeira 3220,00

Atualizado em: 7/5/2021 10:29

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

China pede correções em frigoríficos embargados

 
 
 
Publicado em 22/10/2020

A auditoria remota feita por autoridades chinesas em frigoríficos brasileiros que estão com as vendas suspensas por casos de covid-19 entre funcionários teve resultado positivo, conforme um auditor fiscal agropecuário que acompanhou a vídeo-inspeção.

A retomada dos embarques à China, no entanto, não é imediata e ainda depende da correção de inconformidades detectadas. Em entrevista ao Valor, o auditor Adriano Guahyba explicou que, no Rio Grande do Sul, quatro frigoríficos foram inspecionados: dois da Seara (JBS), em Passo Fundo e Três Passos; um da BRF e outro da Minuano, ambos em Lajeado.

Procurada pela reportagem, a JBS, que é dona da Seara, não comentou. BRF e Minuano não responderam até a publicação desta reportagem. A Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), que representa os exportadores de carnes suína e de frango do país, também não quis comentar.

De acordo com o auditor, ainda não há um documento com o resultado final da inspeção dos chineses. No entanto, o “parecer verbal” das autoridades asiáticas foi favorável. A documentação chinesa com o resultado da inspeção, e posterior liberação das vendas pela Autoridade Geral de Alfândegas da China (GACC, na sigla em inglês), só deve ocorrer após os frigoríficos corrigirem inconformidades apontadas pelos chineses.

Segundo ele, os problemas detectados são pequenos e, ao que tudo indica, de fácil resolução. Os quatro frigoríficos do Rio Grande do Sul tiveram pelo menos um tipo de inconformidade apontada – uma das plantas teve quatro, de acordo com Guahyba. Procurado, o Ministério da Agricultura informou que “aguarda ainda resultado da avaliação feita pelas autoridades chinesas”.

Em nota publicada ontem, o Sindicato Nacional dos Auditores Fiscais Federais Agropecuários (Anffa Sindical) comemorou o resultado da inspeção, que ao todo visitou remotamente oito frigoríficos do país entre o fim de setembro e começo de outubro.

“Nos próximos dias deve sair o resultado final e a provável retomada das exportações para o país oriental”, afirmou o texto publicado no site da Anffa Sindical. Vale lembrar que o prazo de decisão dos chineses é sempre visto com cautela pelo Ministério da Agricultura. No Brasil, há uma orientação para evitar esse assunto para não melindrar os chineses. Tanto é assim que o comunicado da Anffa acabou retirado do ar pouco depois das 15h30.

O país asiático é o principal destino das exportações brasileiras, respondendo por 37% da receita com os embarques de carnes. De janeiro a setembro, a China desembolsou US$ 4,7 bilhões para importar cerca de 1,5 milhão de toneladas de carnes, de acordo com dados da Secretaria de Comércio Exterior (Secex) compilados pelo Ministério da Agricultura. Entre as proteínas, as carnes bovina e de porco são as mais dependentes da demanda chinesa. No acumulado de 2020, o país asiático respondeu por cerca de 45% do faturamento auferido pelos exportadores das duas proteínas. Com informações do Valor.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[07/05/2021] - Arroba: volume de negócios está fraco
[07/05/2021] - Quanto está valendo o boi em São Paulo?
[07/05/2021] - China: importações de carne próximas a recorde
[07/05/2021] - Arábia Saudita embarga frigoríficos brasileiros
[07/05/2021] - O que está por trás do embargo saudita?
[07/05/2021] - Câmara aprova cota para leite nacional na merenda
[07/05/2021] - Polícia faz operação contra roubo de gado em MS

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[07/05/2021] - Bolsonaro vai a manifestação de produtores rurais
[06/05/2021] - Queda do boi não vai durar muito
[06/05/2021] - Arroba: frigoríficos pagam menos em SP
[06/05/2021] - Leite: produtor recebeu mais, mas riscos continuam
[06/05/2021] - Custo de produção do leite segue nas alturas
[06/05/2021] - Qual a previsão para o preço do milho?
[06/05/2021] - Governo esgota orçamento para crédito subsidiado
[06/05/2021] - Crédito rural cresceu 12% em um ano
[06/05/2021] - Bolsonaro deve mandar Força Nacional a Rondônia
[06/05/2021] - Tereza pede aprovação rápida da regularização
[05/05/2021] - Arroba: pressão continua
[05/05/2021] - Arroba: frigoríficos compram pouco
[05/05/2021] - Frigoríficos: unidades em férias já voltaram
[05/05/2021] - Lácteos têm pequena alta, mas cenário preocupa
[05/05/2021] - Lucro do Minerva cai com alta do boi
[05/05/2021] - Inseminação pode crescer 25% em 2021
[05/05/2021] - Europeus não querem regularização no Brasil
[05/05/2021] - Regularização fundiária não favorece a grilagem
[04/05/2021] - Frigoríficos seguram as compras
[04/05/2021] - Preço do boi tem pequena queda em Goiás
[04/05/2021] - Arroba: boi não cai em Mato Grosso
[04/05/2021] - Safra de milho deverá ser menor que o esperado
[04/05/2021] - Preço do milho pode subir ainda mais
[03/05/2021] - Exportações de carnes: o melhor abril da história
[03/05/2021] - Bolsonaro defende direito de propriedade
[03/05/2021] - Arroba: frigoríficos já escalados para esta semana
[03/05/2021] - Confinadores tentam reduzir custos
[03/05/2021] - Milho: produtores continuam segurando vendas
[03/05/2021] - Deputado quer criar mais despesa para pecuarista
[03/05/2021] - Criminosos simulam compra e roubam gado
[03/05/2021] - Governo prorroga dívidas de produtores rurais
[30/04/2021] - Força Nacional vai atuar contra grupo armado em RO
[30/04/2021] - Agro: maior geração de empregos desde 2007
[30/04/2021] - Arroba: pressão aumenta mas pecuarista resiste
[30/04/2021] - Leite: preço reage e volta a subir
[30/04/2021] - Milho: governo anuncia medidas para ampliar oferta
[30/04/2021] - Milho: já tem gente querendo R$ 110 pela saca
[30/04/2021] - Vacinação contra aftosa começa amanhã
[29/04/2021] - Queda do boi não deve durar muito
[29/04/2021] - Scot: oferta aumentou, mas boi segue a R$ 312
[29/04/2021] - Alta do boi não compensa valorização do milho
[29/04/2021] - Custo da recria e engorda disparou em MT
[29/04/2021] - Pressão de ambientalistas atrasa regularização
[28/04/2021] - Roubo de gado atrai crime organizado
[28/04/2021] - Grupo armado invade fazenda e tortura funcionários
[28/04/2021] - Polícia faz operação contra carne de gado roubado
[28/04/2021] - Arroba: boi China continua em alta
[28/04/2021] - Arroba: frigoríficos testam preços menores
[28/04/2021] - Leite não sobe mesmo na entressafra
[28/04/2021] - Milho: tarifa zero não afetou preços

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br