Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
296,00 279,00 290,00
GO MT RJ
286,00 289,00 278,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2720,00
Garrote 18m 3340,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2240,00
Novilha 18m 2910,00
Vaca Boiadeira 3080,00

Atualizado em: 1/3/2021 10:11

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Linhas de crédito rural do BNDES estão acabando

 
 
 
Publicado em 09/02/2021

Dez das 19 linhas de financiamento de crédito rural operadas pelo BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social) estão fechadas, faltando ainda cinco meses para o fim do Plano Safra 2020/21.

Os R$ 6 bilhões disponibilizados para o Programa de Modernização da Frota de Tratores Agrícolas e Implementos Associados e Colheitadeiras (Moderfrota), por exemplo, duraram menos de quatro meses. O banco suspendeu pedidos de financiamento desta linha “em razão do nível de comprometimento dos recursos disponíveis” em novembro do ano passado, reabriu em 4 de janeiro e voltou a fechar em apenas 3 dias.

Outras oito linhas de financiamento para a agricultura empresarial estão sem recursos atualmente. Na agricultura familiar, foram fechados dois programas e seguem abertos outros cinco, que têm orçamento total de R$ 1,4 bilhão.

Tiago Luiz Peroba, chefe do Departamento de Clientes e Relacionamento Institucional da Área de Operações e Canais Digitais do BNDES, diz que as linhas são suspensas quando se chega a 80% ou 85% do orçamento autorizado. “Não podemos ultrapassar o orçamento. Por isso, suspendemos, avaliamos operações aprovadas e ainda não finalizadas e, então, vemos se é possível reabrir.”

No caso do Moderfrota, Peroba afirma que a análise já mostrou que não há mais dinheiro. “A linha só vai reabrir se houver aporte de novos recursos pelo governo, mas não há nenhuma previsão de que isso vá ocorrer.”

Ele cita seis motivos para explicar o esgotamento precoce das linhas de crédito: demanda reprimida de investimentos da safra anterior, expectativa de redução das taxas com a queda da Selic, câmbio favorável às exportações, safra recorde de grãos, demanda forte no mercado externo e demanda interna maior por conta do auxílio emergencial.

Segundo o executivo, houve um crescimento superior a R$ 2 bilhões ou 16% nas linhas de crédito rural operadas pelo banco, que têm taxas entre 4,5% e 7,5%, na comparação com o mesmo período do ano anterior.

Dados do Banco Central mostram que a demanda total por crédito rural de julho de 2020 a janeiro de 2021, relativo a sete meses da safra, atingiu R$ 135,3 bilhões, alta de 17% em relação a igual período da safra anterior. Foram aprovados 1.283.675 contratos, com um valor acumulado de R$ 135,32 bilhões. O destaque continua sendo a Região Sul, com R$ 46,92 bilhões, seguida pelo Centro-Oeste (R$ 34,30 bilhões) e Sudeste (R$ 33,08 bilhões).

Para Ademiro Vian, especialista em crédito rural e diretor do IBDAgro (Instituto Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável do Agronegócio), muitas linhas do BNDES acabaram rápido porque faltou análise do cenário na pandemia da Covid-19 para estabelecer o volume de crédito necessário para o Plano Safra. Vian diz que o produtor acelerou investimentos porque ganhou muito dinheiro no ano passado, aproveitando o câmbio extremamente favorável para a exportação e o aumento da demanda. “Além disso, ele sabe que a taxa de juros vai aumentar e vê que o preço das máquinas e equipamentos está subindo devido à escassez de matéria-primas, como o aço.” Com informações do Globo Rural.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[01/03/2021] - Arroba: frigoríficos exportadores sobem ofertas
[01/03/2021] - Arroba: fevereiro foi um mês de estabilidade
[01/03/2021] - Para onde vai o preço do bezerro?
[01/03/2021] - Leite: financiamento ao produtor é aprovado
[01/03/2021] - Leite: um ano complicado para o produtor
[01/03/2021] - Milho: mercado segue devagar
[01/03/2021] - Disparada de custos preocupa produtores de SC
[01/03/2021] - STF suspende processo milionário contra Joesley
[01/03/2021] - STF adia discussão sobre terras de estrangeiros
[01/03/2021] - Governo reabre renegociação de dívidas
[01/03/2021] - Exportações do Agro seguram a economia de SP

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[26/02/2021] - Minerva tem lucro recorde em 2020
[26/02/2021] - Arroba: frigoríficos tentam oferecer menos
[26/02/2021] - Arroba: boi segue estável em SP
[26/02/2021] - Leite: crise deve levar produtores à falência
[26/02/2021] - Leite: produtores querem dados de importações
[26/02/2021] - STF pode derrubar compra de terra por estrangeiro
[26/02/2021] - Desemprego caiu no quarto trimestre de 2020
[26/02/2021] - Mercosul cobra transparência dos europeus
[25/02/2021] - Arroba: frigoríficos pagam até R$ 307 em SP
[25/02/2021] - Alta do boi pode não dar lucro ao pecuarista
[25/02/2021] - Leite: fim do auxílio derruba preço
[25/02/2021] - Leite: preço do queijo cai e produtor já sofre
[25/02/2021] - Empresa da JBS admite culpa em cartel
[24/02/2021] - Brasil pode importar aftosa do Paraguai?
[24/02/2021] - Um mercado que pode disparar o preço do boi
[24/02/2021] - Arroba: mercado com poucos negócios
[24/02/2021] - Mercado do boi travado em SP
[24/02/2021] - Preço do bezerro bate recorde histórico
[23/02/2021] - Arroba: frigoríficos pressionam com férias
[23/02/2021] - Pecuaristas não aceitam queda e seguram o boi
[23/02/2021] - Exportações de carne bovina seguem lentas
[23/02/2021] - Exportações do Agro geraram US$ 5,6 bi em janeiro
[23/02/2021] - Frigoríficos: ociosidade bate recorde em MT
[23/02/2021] - Escassez de carne continua na China
[23/02/2021] - Minerva pode criar boi na Austrália
[23/02/2021] - Milho com tendência de alta
[23/02/2021] - Caixa libera R$ 12 bi para o agronegócio
[22/02/2021] - Frigoríficos tentam, sem sucesso, baixar o boi
[22/02/2021] - Arroba: falta de boi continua em SP
[22/02/2021] - Situação piora ainda mais para o produtor de leite
[22/02/2021] - A hora de comprar adubo é agora?
[22/02/2021] - Farelo de soja: preços podem subir mais
[22/02/2021] - Milho: vendedores saem do mercado
[22/02/2021] - Alta do diesel volta a acender ameaça de greve
[22/02/2021] - Bolsonaro troca o presidente da Petrobras
[22/02/2021] - Proteja seu gado contra queda de raios
[22/02/2021] - Onda de frio polar mata gado nos Estados Unidos
[19/02/2021] - Lucro da engorda vai embora na reposição
[19/02/2021] - Arroba: uma semana de mercado fraco
[19/02/2021] - Como está a arroba pelo Brasil?
[19/02/2021] - Frigoríficos querem mais negócios com árabes
[19/02/2021] - Bolsonaro zera impostos federais sobre o diesel
[18/02/2021] - Produtores voltam a protestar contra alta do ICMS
[18/02/2021] - Arroba: como o mercado voltou do Carnaval?
[18/02/2021] - Carne: exportações seguem fracas em fevereiro
[18/02/2021] - Abates voltaram a cair em Mato Grosso
[18/02/2021] - Milho: mercado vive impasse
[18/02/2021] - Na bolsa, alta do milho continua
[18/02/2021] - IGP-M desacelera alta em fevereiro
[12/02/2021] - Arroba: preços travam com consumo lento

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br