Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
296,00 279,00 290,00
GO MT RJ
286,00 289,00 278,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2720,00
Garrote 18m 3340,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2240,00
Novilha 18m 2910,00
Vaca Boiadeira 3080,00

Atualizado em: 1/3/2021 10:11

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Produtores voltam a protestar contra alta do ICMS

 
 
 
Publicado em 18/02/2021

Uma caravana de tratores, caminhões, caminhonetes, jipes e outros veículos percorreu as ruas de São Paulo nesta quarta-feira (17) em direção à Assembleia Legislativa do estado em protesto contra o aumento do ICMS (Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Serviços).

O tratoraço partiu da Ceagesp (Companhia de Entrepostos e Armazéns Gerais de São Paulo), na Vila Leopoldina, zona oeste da capital paulista. Os manifestantes —em sua maioria ligados ao agronegócio— cantaram o hino nacional e fizeram críticas ao governador João Doria (PSDB) pelo ajuste fiscal que resultou em alíquotas maiores de imposto estadual a dezenas de produtos.

Representantes de revendedores de carros também participaram. Bandeiras do Brasil e do estado de São Paulo adornavam caminhões de som e tratores, que levavam também faixas com críticas às mudanças no ICMS com frases como “Não ao ICMS na agricultura. Não ao alimento mais caro” e “Fora, Doria”.

Produtores rurais do interior e da Grande São Paulo chegaram por volta de 7h ao entreposto de alimentos. Os manifestantes também estenderam faixas de sindicatos e de entidades de municípios paulistas como Novo Horizonte, Santa Fé do Sul, Jundiaí, Piracicaba e Limeira.

Na Assembleia, os manifestantes foram recebidos por representantes do Sindhosp (Sindicatos dos Hospitais, Clínicas e Laboratórios de São Paulo), que divulgou apoio à manifestação.

A sede do Legislativo paulista foi escolhida como destino final do tratoraço devido à apresentação de um projeto de lei propondo a revogação do artigo da Lei 17.293 que permitiu a revisão dos benefícios fiscais.

O deputado Ricardo Mellão (Novo), responsável pela redação do projeto, diz que a lei do ajuste fiscal deu "um cheque em branco" ao governador ao autorizar mudanças em alíquotas de ICMS por decreto.

O parlamentar defende que a revogação do artigo vai devolver a prerrogativa de discutir alterações em tributos ao Legislativo.

O projeto redigido por Mellão é assinado por outros 26 deputados estaduais –além da bancada do Novo e do PSL, parlamentares como Caio França (PSB) e Leci Brandão (PCdoB) também apoiam a proposta.

O ajuste fiscal do governo Doria foi aprovado em outubro do ano passado, quando foram publicados os primeiros decretos prevendo o fim de benefícios fiscais –como isenções e alíquotas reduzidas.

Para o agronegócio, por exemplo, hortifrútis e insumos deixariam de ser isentos e passariam a ter 4,14% de ICMS a partir de 15 de janeiro de 2021.

Após pressão do setor, o governo estadual desistiu de parte das mudanças. Doria também recuou no aumento de ICMS para medicamentos genéricos e energia elétrica rural.

Segundo a bancada do Novo, cerca de 70 entidades participaram do tratoraço.

A Faesp (Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de São Paulo), uma das principais organizadoras de tratoraço contra mudanças no ICMS do início de janeiro, não estava entre as lideranças do movimento desta vez. Em nota, a entidade disse que prestaria apoio aos sindicatos rurais que tenham decidido participar.

A federação afirma que "tem focado suas ações no diálogo e na negociação com os diferentes segmentos da sociedade, estratégia que tem proporcionado importantes resultados, como a recente desistência do Governo de São Paulo de aumentar o ICMS para diversos elos da cadeia produtiva."

Outra organizadora do tratoraço de 7 de janeiro, a Ocesp (Organização das Cooperativas de São Paulo) afirmou considerar justa a demanda dos manifestantes, mas decidiu não participar.

Edivaldo Del Grande, presidente da organização, diz que, por meio do Fórum Paulista do Agronegócio (do qual ele é coordenador), continua negociando com o governo melhorias no tratamento tributário do segmento. A manifestação dessa quarta, segundo ele, partiu de agricultores independentes.

"Ainda estamos conversando com o governo, mas há realmente essa preocupação com o 'cheque em branco' que poderia acabar em novos aumentos", afirma. O Fórum quer a revogação de mudanças para produtos como leite pasteurizado, carnes, feijão e operações interestaduais com insumos. Com informações da Folha.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[01/03/2021] - Arroba: frigoríficos exportadores sobem ofertas
[01/03/2021] - Arroba: fevereiro foi um mês de estabilidade
[01/03/2021] - Para onde vai o preço do bezerro?
[01/03/2021] - Leite: financiamento ao produtor é aprovado
[01/03/2021] - Leite: um ano complicado para o produtor
[01/03/2021] - Milho: mercado segue devagar
[01/03/2021] - Disparada de custos preocupa produtores de SC
[01/03/2021] - STF suspende processo milionário contra Joesley
[01/03/2021] - STF adia discussão sobre terras de estrangeiros
[01/03/2021] - Governo reabre renegociação de dívidas
[01/03/2021] - Exportações do Agro seguram a economia de SP

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[26/02/2021] - Minerva tem lucro recorde em 2020
[26/02/2021] - Arroba: frigoríficos tentam oferecer menos
[26/02/2021] - Arroba: boi segue estável em SP
[26/02/2021] - Leite: crise deve levar produtores à falência
[26/02/2021] - Leite: produtores querem dados de importações
[26/02/2021] - STF pode derrubar compra de terra por estrangeiro
[26/02/2021] - Desemprego caiu no quarto trimestre de 2020
[26/02/2021] - Mercosul cobra transparência dos europeus
[25/02/2021] - Arroba: frigoríficos pagam até R$ 307 em SP
[25/02/2021] - Alta do boi pode não dar lucro ao pecuarista
[25/02/2021] - Leite: fim do auxílio derruba preço
[25/02/2021] - Leite: preço do queijo cai e produtor já sofre
[25/02/2021] - Empresa da JBS admite culpa em cartel
[24/02/2021] - Brasil pode importar aftosa do Paraguai?
[24/02/2021] - Um mercado que pode disparar o preço do boi
[24/02/2021] - Arroba: mercado com poucos negócios
[24/02/2021] - Mercado do boi travado em SP
[24/02/2021] - Preço do bezerro bate recorde histórico
[23/02/2021] - Arroba: frigoríficos pressionam com férias
[23/02/2021] - Pecuaristas não aceitam queda e seguram o boi
[23/02/2021] - Exportações de carne bovina seguem lentas
[23/02/2021] - Exportações do Agro geraram US$ 5,6 bi em janeiro
[23/02/2021] - Frigoríficos: ociosidade bate recorde em MT
[23/02/2021] - Escassez de carne continua na China
[23/02/2021] - Minerva pode criar boi na Austrália
[23/02/2021] - Milho com tendência de alta
[23/02/2021] - Caixa libera R$ 12 bi para o agronegócio
[22/02/2021] - Frigoríficos tentam, sem sucesso, baixar o boi
[22/02/2021] - Arroba: falta de boi continua em SP
[22/02/2021] - Situação piora ainda mais para o produtor de leite
[22/02/2021] - A hora de comprar adubo é agora?
[22/02/2021] - Farelo de soja: preços podem subir mais
[22/02/2021] - Milho: vendedores saem do mercado
[22/02/2021] - Alta do diesel volta a acender ameaça de greve
[22/02/2021] - Bolsonaro troca o presidente da Petrobras
[22/02/2021] - Proteja seu gado contra queda de raios
[22/02/2021] - Onda de frio polar mata gado nos Estados Unidos
[19/02/2021] - Lucro da engorda vai embora na reposição
[19/02/2021] - Arroba: uma semana de mercado fraco
[19/02/2021] - Como está a arroba pelo Brasil?
[19/02/2021] - Frigoríficos querem mais negócios com árabes
[19/02/2021] - Bolsonaro zera impostos federais sobre o diesel
[18/02/2021] - Produtores voltam a protestar contra alta do ICMS
[18/02/2021] - Arroba: como o mercado voltou do Carnaval?
[18/02/2021] - Carne: exportações seguem fracas em fevereiro
[18/02/2021] - Abates voltaram a cair em Mato Grosso
[18/02/2021] - Milho: mercado vive impasse
[18/02/2021] - Na bolsa, alta do milho continua
[18/02/2021] - IGP-M desacelera alta em fevereiro
[12/02/2021] - Arroba: preços travam com consumo lento

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br