Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
307,00 296,00 301,00
GO MT RJ
293,00 301,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2940,00
Garrote 18m 3360,00
Boi Magro 30m 3970,00
Bezerra 12m 2610,00
Novilha 18m 3190,00
Vaca Boiadeira 3300,00

Atualizado em: 23/4/2021 11:10

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Ruralistas querem derrubar veto de Bolsonaro

 
 
 
Publicado em 31/03/2021

O presidente da Frente Parlamentar da Agropecuária (FPA), deputado Sérgio Souza (MDB-RS), defendeu nesta terça-feira (30), na reunião de diretoria, a derrubada dos vetos presidenciais a lei que institui os Fundos de Investimentos das Cadeias Agroindustriais (Fiagro). O texto foi publicado ontem no Diário Oficial da União (DOU).

“Hoje da forma como ficou sancionado o projeto inviabiliza o Fiagro. Vamos articular com o governo a derrubada dos vetos no Congresso Nacional. O agro entrega muito a economia do país com geração de empregos e renda e merecemos o justo tratamento nessa lei”, argumenta Sérgio Souza.

A justificativa da Receita Federal é que a proposta original geraria renúncia de receita. Autor do projeto de lei 5191/20 na Câmara, o deputado Arnaldo Jardim afirma que um dos vetos impede a equiparação fiscal com os Fundos de Investimentos Imobiliários (FIIs).

“Não tem cabimento, os vetos descaracterizam o projeto e comprometem a existência do Fiagro. Queremos equivaler tributariamente o Fundo ao FIIs e outros fundos de investimentos,” disse.

Outro artigo vetado, trata do diferimento do recolhimento de Imposto de Renda (IR) sobre o ganho de capital apurado na integralização de bens no fundo como de imóvel rural. “Há todo um processo de registro para imóveis no Fiagro. A Receita insiste em tributar nesse momento e a gente defende a tributação, apenas no momento da venda das cotas ou por ocasião do resgate, no caso de liquidação do fundo, e não na emissão,” explica.

Para o deputado, é preciso derrubar os vetos, de modo a garantir as isenções, o diferimento no recolhimento do IR e melhores condições de competitividade do agronegócio no mercado. "Vamos trabalhar firmemente para derrubar os vetos e garantir a integridade do Fundo. O Fiagro é necessário e o agro vai precisar de mais investimentos para garantir a vitalidade e força aos produtores rurais”, acrescenta Arnaldo Jardim.

De acordo com Christino Áureo (PP-RJ), relator do projeto na Câmara, o objetivo da proposta é criar instrumentos no mercado de capitais para financiar a produção agropecuária, em vez de se recorrer ao Tesouro. Com os vetos, o deputado ressalta que o Fiagro deixa de existir. “A ideia é equiparar o Fundo aos de investimentos imobiliários (instituídos pela Lei 8.668/93) para captar recursos e fomentar o setor agropecuário. Sem a integridade do projeto, o Fiagro morre.”

Áureo destaca ainda que o Fiagro, conforme foi aprovado no Congresso Nacional, democratiza o mercado fundiário, pois viabiliza investimentos em terra, por nacionais e estrangeiros de qualquer porte, sem a efetiva posse ou domínio de propriedades rurais. “Da forma como foi sancionado, ninguém vai colocar dinheiro no fundo porque fica mais oneroso. Precisamos fazer a derrubada dos vetos para garantir a sanção integral do projeto e a segurança jurídica dos investidores.” Com informações da FPA.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[22/04/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais em Mato Grosso
[22/04/2021] - Em SP, frigoríficos seguraram as compras
[22/04/2021] - CEPEA: preço firme para a carne bovina
[22/04/2021] - Mercado espera alta para a carne bovina
[22/04/2021] - Frigoríficos novos querem exportar para sobreviver
[22/04/2021] - IMEA: custo de produção do milho subiu em MT
[22/04/2021] - Bolsonaro: Brasil deve receber por preservação

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[22/04/2021] - Governo argentino dita regras na venda de carne
[20/04/2021] - Arroba tem pequena alta em Mato Grosso do Sul
[20/04/2021] - Arroba: frigoríficos voltam a oferecer menos em SP
[20/04/2021] - Exportações brasileiras de carne seguem fortes
[20/04/2021] - Importações chinesas de carne cresceram 11%
[20/04/2021] - Exportações podem tirar o Brasil da crise
[20/04/2021] - Governo suspende imposto sobre milho e soja
[20/04/2021] - Preço do milho não dá sinais de trégua
[20/04/2021] - Marfrig acelera adoção do transporte ferroviário
[20/04/2021] - Pecuaristas argentinos temem volta das cotas
[20/04/2021] - A hora e a vez do Boi Safrinha
[20/04/2021] - Tereza: recursos do Plano Safra serão recompostos
[19/04/2021] - Frigoríficos tentam derrubar a arroba, sem sucesso
[19/04/2021] - Arroba do boi sobe em Cuiabá
[19/04/2021] - Milho: mercado travado
[19/04/2021] - Agro ajuda Brasil a ter superávit nas contas
[19/04/2021] - Vacinação contra aftosa começa em maio
[19/04/2021] - JBS compra empresa de proteína vegetal na Europa
[19/04/2021] - Ação pede que STF reveja decisão que beneficia JBS
[19/04/2021] - Prévia do PIB indica forte crescimento em fevereir
[19/04/2021] - Alta do IGP-M perde força em abril
[16/04/2021] - Pecuaristas não aceitam preço menor para o boi
[16/04/2021] - Boi: escalas melhoram. Arroba vai ceder?
[16/04/2021] - Exportações do Agro batem recorde histórico
[16/04/2021] - Marfrig nega compra de frigoríficos em dificuldade
[16/04/2021] - Leite: produtores preferem jogar fora a entregar
[16/04/2021] - Impasse no orçamento ameaça Plano Safra
[16/04/2021] - Argentina intervém no mercado de carne bovina
[15/04/2021] - Frigoríficos tentam pagar menos pelo boi
[15/04/2021] - Arroba: frigoríficos conseguem alongar escalas
[15/04/2021] - Abates caíram 60% em Mato Grosso do Sul
[15/04/2021] - Bezerro: relação de troca é a pior da história
[15/04/2021] - Reposição cara pode derrubar o confinamento
[15/04/2021] - CNA pede acordo comercial com a Coréia do Sul
[15/04/2021] - Leite: Conseleite é fundado em Mato Grosso
[15/04/2021] - Novela do Funrural acaba semana que vem?
[14/04/2021] - Brasil pode exportar 35% da carne bovina
[14/04/2021] - Frigoríficos grandes lucram com exportações
[14/04/2021] - Qual a saída para os pequenos frigoríficos?
[14/04/2021] - Arroba: boi China já vale R$ 325 em SP
[14/04/2021] - Frigoríficos seguram as compras em Goiás
[14/04/2021] - Boi subiu 60% em MT, custos também dispararam
[14/04/2021] - Exportações de carne de MT subiram quase 40%
[14/04/2021] - Milho dispara e saca já vale R$ 104
[14/04/2021] - MAPA renova facilidade para pequenos laticínios
[13/04/2021] - Importações de carne da China devem bater recorde
[13/04/2021] - Preço médio da carne exportada disparou em abril
[13/04/2021] - Arroba: boas notícias para o mercado
[13/04/2021] - Scot vê mercado do boi devagar em SP
[13/04/2021] - Rendimento de carcaça melhorou em 2020

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br