Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 301,00 302,00
GO MT RJ
301,00 304,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3920,00
Bezerra 12m 2380,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3030,00

Atualizado em: 24/6/2021 10:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Safra brasileira será a maior da história em 2021

 
 
 
Publicado em 12/05/2021

A safra brasileira de grãos, cereais e leguminosas deve atingir o recorde de 264,5 milhões de toneladas em 2021. Com isso, a produção deve superar em 4,1% a de 2020, que somou 254,1 milhões de toneladas.

Os dados constam da estimativa de abril do Levantamento Sistemático da Produção Agrícola, divulgada hoje (12) pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE).

Apesar do recorde, a projeção de abril para a safra de 2021 é 0,2% menor do que a feita em março, o que representa 409,9 mil toneladas a menos.

“É a primeira vez que temos queda na estimativa mensal neste ano. Isso ocorreu porque há três safras no Brasil e houve atraso no plantio da primeira safra, conhecida como safra verão ou ‘das águas’. Isso atrasou a colheita da soja e, consequentemente, o plantio da segunda safra”, disse, em nota, o gerente da pesquisa, Carlos Barradas.

De acordo com o pesquisador, na segunda safra ou a “safra das secas”, as chuvas são mais restritas. “Essa safra, consequentemente, foi plantada tardiamente. Há uma condição de insegurança climática maior e está faltando chuva. Então o que está caindo é a produção da segunda safra”, acrescentou Barradas.

O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos do grupo de grãos, cereais e leguminosas e, somados, representam 92,9% da produção. Segundo o IBGE, outro recorde é esperado na safra da soja, que deve chegar a 131,9 milhões de toneladas, uma alta de 8,6%, ou 10,4 milhões de toneladas, na comparação com o ano anterior.

“Quase toda a produção da soja foi colhida na safra verão. Até faltou um pouco de chuva, mas a partir de dezembro as chuvas voltaram e houve uma boa produtividade”, afirmou Barradas.

Já a estimativa da produção do milho grão caiu 0,5% em relação à feita no mês anterior e deve chegar a 102,5 milhões de toneladas. Apesar dos aumentos de 5,6% na área plantada e de 5,9% na área a ser colhida, a safra deve ser 0,7% menor do que no ano anterior.

“Como a colheita da soja atrasou, consequentemente o plantio da segunda safra do milho também atrasou. É ela que está no campo agora e, como está faltando chuva, as estimativas estão caindo. Só no Paraná, em relação ao mês anterior, houve uma queda na estimativa de produção da segunda safra do milho de 8,6%, o que representa 1,2 milhão de toneladas”, explicou o pesquisador.

A estimativa de produção da batata-inglesa aumentou 5,7% em relação a março. Considerando as três safras, a produção deve chegar a 3,9 milhões de toneladas. “Há um aumento de 15,1% na primeira safra em relação ao ano anterior. É uma cultura que varia muito com o preço. Se o preço aumenta, os produtores plantam mais. Foi o que aconteceu na primeira safra, que teve uma boa produção.”

Segundo o levantamento, o café deve ter sua produção reduzida em 24,3% frente ao ano passado, chegando a 2,8 milhões de toneladas.

“No Brasil, há dois tipos de café. Um é o arábica, que representa 75% da safra, e o outro é o canephora ou conillon, que representa 25%. E há no cafeeiro do tipo arábico a bienalidade, ou seja, quando em um ano a produção é muito boa, no ano seguinte ela é menor, devido à exaustão das plantas. No ano passado, tivemos um recorde de produção de café arábica, então esse declínio é esperado, porque é próprio da fisiologia da planta”, informou o pesquisador.

A cana-de-açúcar teve sua produção estimada em 654,7 milhões de toneladas, uma redução de 2,1% em relação à estimativa de março. Já em comparação à produção de 2020, a queda é de 3,4%. Isso representa 23,2 milhões toneladas a menos.

“Regionalmente, as regiões Sul (11,7%), Sudeste (6%), Norte (1,3%) e Nordeste (4,1%) tiveram acréscimos em suas estimativas. A produção do Sul deve chegar a 81,6 milhões de toneladas, o que equivale a 30,9% do total do país e a do Sudeste, 27,3 milhões de toneladas (10,3% do total). O Nordeste deve produzir 23,5 milhões (8,9% do total) e o Norte, 11,1 milhões (4,2% do total). Já o Centro-Oeste deve produzir 120,9 milhões de toneladas em 2021 (45,7%), com a queda de 0,7% em sua estimativa”, informou o IBGE.

Segundo a pesquisa, entre as unidades da Federação, Mato Grosso lidera, com uma participação de 27,2% na produção total do país, seguido pelo Paraná (15,3%), Rio Grande do Sul (13,4%), por Goiás (9,8%), Mato Grosso do Sul (8,3%) e Minas Gerais (6,4%), que, somados, representaram 80,4% do total nacional. Com informações da Agência Brasil.

 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[24/06/2021] - Arroba: frigoríficos não conseguem pressionar
[24/06/2021] - Queda do dólar pode travar exportações de carne?
[24/06/2021] - Pecuarista lucrava mais com arroba mais barata?
[24/06/2021] - Arroba em dólares bate recorde histórico
[24/06/2021] - Guedes prevê queda maior para o dólar
[24/06/2021] - Leite: alta pode garantir maior margem ao produtor
[24/06/2021] - Polícia prende quadrilha que roubava gado em SP
[24/06/2021] - Ricardo Salles pede demissão do ministério
[24/06/2021] - Substituto de Salles é ligado ao Agro
[24/06/2021] - Tereza: Ricardo Salles fez um bom trabalho
[24/06/2021] - Comissão aprova novas regras para demarcações
[24/06/2021] - BC revê para cima previsão de alta do PIB
[24/06/2021] - MAPA muda modelo da GTA impressa

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/06/2021] - Golpistas dão prejuízo de R$ 30 mi a pecuaristas
[23/06/2021] - Arroba: frigoríficos seguem cautelosos em SP
[23/06/2021] - Leite: referência subiu mais de 5% no RS
[23/06/2021] - Preços dos lácteos dispara no Paraná
[23/06/2021] - Preço do milho tem queda forte em Goiás
[23/06/2021] - IPEA prevê PIB maior para o Agro
[23/06/2021] - Plano Safra será 6% maior em 2021
[23/06/2021] - Tereza quer mais verba para seguro rural
[23/06/2021] - Argentina: governo libera exportações, com limites
[23/06/2021] - STF não vai interferir na reforma agrária
[22/06/2021] - Estiagem pode travar PIB do Agro em 2021
[22/06/2021] - Arroba: sinais preocupantes vindos da China
[22/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas fora das compras
[22/06/2021] - Exportações de carne ensaiam recuperação em junho
[22/06/2021] - China: rebanho de suínos está recuperado
[22/06/2021] - Milho: produtores pedem ação do governo
[22/06/2021] - Milho: preço cai ao menor valor desde março
[22/06/2021] - Plano Safra: liberação do dinheiro pode atrasar
[22/06/2021] - Expointer 2021 será realizada com público presente
[21/06/2021] - Arroba: indicador do CEPEA bate recorde histórico
[21/06/2021] - Arroba: ágio para o boi China chega a R$ 9
[21/06/2021] - Os dólares trazidos pela exportação de carnes
[21/06/2021] - Governo argentino fecha acordo com pecuaristas
[21/06/2021] - Leite: produtor deve receber 5% a mais
[21/06/2021] - Minerva vai exportar pratos prontos aos EUA
[21/06/2021] - Marfrig vai construir unidade no Paraguai
[21/06/2021] - Milho: compradores acreditam em quedas maiores
[21/06/2021] - É hora de vender milho?
[18/06/2021] - Arroba: dá para receber mais pelo boi
[18/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas saem do mercado
[18/06/2021] - China dará subsídio a produtores rurais
[18/06/2021] - O que virá no próximo Plano Safra?
[18/06/2021] - Milho: preço sobe após se aproximar de R$ 80
[18/06/2021] - Brasil vai importar milho dos EUA
[18/06/2021] - Dólar cai abaixo dos R$ 5 nesta sexta
[17/06/2021] - Pecuaristas dos EUA não querem depender da JBS
[17/06/2021] - China está comprando menos carne do Brasil
[17/06/2021] - Arroba: mercado preocupado com vendas à China
[17/06/2021] - Arroba: boi já vale mais em Goiás
[17/06/2021] - Queda do dólar pode derrubar a arroba do boi
[17/06/2021] - Custo de produção do leite continua a subir
[17/06/2021] - Combater desperdício de alimentos é prioridade
[17/06/2021] - Guedes: governo precisa reduzir encargos
[17/06/2021] - Herdeiros da BRF aprovam sociedade com Marfrig
[17/06/2021] - Construção de ferrovia depende de consulta a índio
[17/06/2021] - Câmara adia projeto que altera demarcações
[16/06/2021] - Agro brasileiro bateu recorde de exportações
[16/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais que a referência
[16/06/2021] - Arroba: boi volta a subir em várias praças
[16/06/2021] - Confinador precisará fazer muita conta em 2021

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br