Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 301,00 302,00
GO MT RJ
301,00 304,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3920,00
Bezerra 12m 2380,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3030,00

Atualizado em: 24/6/2021 10:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

O que se sabe sobre o ataque hacker à JBS?

 
 
 
Publicado em 02/06/2021

A maior empresa de processamento de carne do mundo, a brasileira JBS, foi alvo de um ataque cibernético sofisticado.

As redes de computadores da JBS foram hackeadas, fazendo com que algumas operações na Austrália, Canadá e Estados Unidos fossem temporariamente fechadas, afetando milhares de trabalhadores.

A maioria dos frigoríficos nos EUA, Canadá e Austrália voltou a funcionar nesta quarta

A empresa acredita que o ataque do tipo ransomware — em que um vírus sequestra o computador da vítima e criminosos cobram um valor em dinheiro pelo resgate — se originou de um grupo criminoso provavelmente baseado na Rússia, disse a Casa Branca.

A Casa Branca diz que o FBI (polícia federal dos EUA) está investigando o ataque.

O ataque pode até levar à escassez de carne ou aumentar os preços para os consumidores.

"A JBS notificou [a Casa Branca] que o pedido de resgate veio de uma organização criminosa provavelmente baseada na Rússia", disse a porta-voz da Casa Branca Karine Jean-Pierre na terça-feira (01/06).

"A Casa Branca está se engajando diretamente com o governo russo neste assunto e passando o recado de que Estados responsáveis não abrigam criminosos de ransomware", acrescentou ela.

A JBS disse que obteve "progresso significativo" na resolução do ataque cibernético e espera que a grande maioria de suas fábricas esteja em operação nesta quarta-feira (2).

A empresa disse na segunda-feira (31/05) que suspendeu todos os sistemas de TI afetados assim que o ataque foi detectado e que seus servidores de backup não foram hackeados.

O sindicato United Food and Commercial Workers, que representa os funcionários da fábrica da JBS, pediu à empresa que assegure que os trabalhadores continuarão recebendo seu pagamento.

Os sistemas de TI são essenciais em fábricas de processamento de carne. Computadores são usados em vários estágios da produção, incluindo faturamento e envio.

De acordo com o Beef Central, "supermercados e outros grandes usuários finais como a rede de fornecimento de hambúrgueres do McDonald's serão alguns dos clientes mais imediatamente impactados, devido à sua necessidade de fornecimento consistente".

As cinco maiores fábricas de carne bovina da JBS estão nos EUA, e as paralisações interromperam um quinto da produção de carne no país, de acordo com a agência de notícias financeiras Bloomberg.

As fábricas na Austrália e no Canadá também foram afetadas, mas as operações da empresa na América do Sul não foram interrompidas.

No mês passado, o fornecimento de combustível no sudeste dos EUA ficou paralisado por vários dias após um ataque de ransomware ter como alvo a empresa de oleodutos Colonial Pipeline. Os investigadores dizem que o ataque também estava relacionado a um grupo com laços com a Rússia.

A Colonial Pipeline confirmou que pagou um resgate de US$ 4,4 milhões (R$ 22 milhões) à gangue cibercriminosa responsável.

O governo dos EUA recomenda que as empresas não paguem aos criminosos por ataques de ransomware. Com informações da BBC.

 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[24/06/2021] - Arroba: frigoríficos não conseguem pressionar
[24/06/2021] - Queda do dólar pode travar exportações de carne?
[24/06/2021] - Pecuarista lucrava mais com arroba mais barata?
[24/06/2021] - Arroba em dólares bate recorde histórico
[24/06/2021] - Guedes prevê queda maior para o dólar
[24/06/2021] - Leite: alta pode garantir maior margem ao produtor
[24/06/2021] - Polícia prende quadrilha que roubava gado em SP
[24/06/2021] - Ricardo Salles pede demissão do ministério
[24/06/2021] - Substituto de Salles é ligado ao Agro
[24/06/2021] - Tereza: Ricardo Salles fez um bom trabalho
[24/06/2021] - Comissão aprova novas regras para demarcações
[24/06/2021] - BC revê para cima previsão de alta do PIB
[24/06/2021] - MAPA muda modelo da GTA impressa

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/06/2021] - Golpistas dão prejuízo de R$ 30 mi a pecuaristas
[23/06/2021] - Arroba: frigoríficos seguem cautelosos em SP
[23/06/2021] - Leite: referência subiu mais de 5% no RS
[23/06/2021] - Preços dos lácteos dispara no Paraná
[23/06/2021] - Preço do milho tem queda forte em Goiás
[23/06/2021] - IPEA prevê PIB maior para o Agro
[23/06/2021] - Plano Safra será 6% maior em 2021
[23/06/2021] - Tereza quer mais verba para seguro rural
[23/06/2021] - Argentina: governo libera exportações, com limites
[23/06/2021] - STF não vai interferir na reforma agrária
[22/06/2021] - Estiagem pode travar PIB do Agro em 2021
[22/06/2021] - Arroba: sinais preocupantes vindos da China
[22/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas fora das compras
[22/06/2021] - Exportações de carne ensaiam recuperação em junho
[22/06/2021] - China: rebanho de suínos está recuperado
[22/06/2021] - Milho: produtores pedem ação do governo
[22/06/2021] - Milho: preço cai ao menor valor desde março
[22/06/2021] - Plano Safra: liberação do dinheiro pode atrasar
[22/06/2021] - Expointer 2021 será realizada com público presente
[21/06/2021] - Arroba: indicador do CEPEA bate recorde histórico
[21/06/2021] - Arroba: ágio para o boi China chega a R$ 9
[21/06/2021] - Os dólares trazidos pela exportação de carnes
[21/06/2021] - Governo argentino fecha acordo com pecuaristas
[21/06/2021] - Leite: produtor deve receber 5% a mais
[21/06/2021] - Minerva vai exportar pratos prontos aos EUA
[21/06/2021] - Marfrig vai construir unidade no Paraguai
[21/06/2021] - Milho: compradores acreditam em quedas maiores
[21/06/2021] - É hora de vender milho?
[18/06/2021] - Arroba: dá para receber mais pelo boi
[18/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas saem do mercado
[18/06/2021] - China dará subsídio a produtores rurais
[18/06/2021] - O que virá no próximo Plano Safra?
[18/06/2021] - Milho: preço sobe após se aproximar de R$ 80
[18/06/2021] - Brasil vai importar milho dos EUA
[18/06/2021] - Dólar cai abaixo dos R$ 5 nesta sexta
[17/06/2021] - Pecuaristas dos EUA não querem depender da JBS
[17/06/2021] - China está comprando menos carne do Brasil
[17/06/2021] - Arroba: mercado preocupado com vendas à China
[17/06/2021] - Arroba: boi já vale mais em Goiás
[17/06/2021] - Queda do dólar pode derrubar a arroba do boi
[17/06/2021] - Custo de produção do leite continua a subir
[17/06/2021] - Combater desperdício de alimentos é prioridade
[17/06/2021] - Guedes: governo precisa reduzir encargos
[17/06/2021] - Herdeiros da BRF aprovam sociedade com Marfrig
[17/06/2021] - Construção de ferrovia depende de consulta a índio
[17/06/2021] - Câmara adia projeto que altera demarcações
[16/06/2021] - Agro brasileiro bateu recorde de exportações
[16/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais que a referência
[16/06/2021] - Arroba: boi volta a subir em várias praças
[16/06/2021] - Confinador precisará fazer muita conta em 2021

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br