Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
311,00 301,00 302,00
GO MT RJ
301,00 304,00 292,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2850,00
Garrote 18m 3190,00
Boi Magro 30m 3920,00
Bezerra 12m 2380,00
Novilha 18m 2800,00
Vaca Boiadeira 3030,00

Atualizado em: 24/6/2021 10:36

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

JBS não priorizou segurança de dados

 
 
 
Publicado em 08/06/2021

Alguns anos antes de ser atingida por um grande ataque cibernético, a JBS, maior produtora de carne do mundo, teria rejeitado iniciativas para gastar mais em segurança cibernética porque o assunto não era considerado prioridade e não mostrava retorno imediato sobre o investimento, de acordo com três ex-funcionários.

Os funcionários, que trabalhavam em tecnologia da informação e segurança nos Estados Unidos, disseram que a JBS encomendou uma auditoria de segurança cibernética entre 2017 e 2018 que identificou fragilidades na infraestrutura da empresa e que poderiam ser exploradas por hackers.

A auditoria recomendou a compra de tecnologia de monitoramento especializada que pudesse detectar possíveis ataques, mas executivos da JBS teriam considerado a tecnologia muito cara e se recusaram a comprá-la, disseram os funcionários.

Embora a auditoria tenha sido encomendada nos EUA, teve implicações globais para a companhia porque alguns sistemas estão interconectados, disse um funcionário.

Um deles descreveu a segurança cibernética como uma questão “secundária” para a JBS, onde a pessoa disse que os executivos estavam focados no corte de custos.

Um segundo ex-funcionário compartilhou preocupações semelhantes.

A empresa estava tão focada nos lucros, disse, que era difícil promover melhorias em segurança cibernética.

Os ex-funcionários falaram sob condição de anonimato.

A representante da JBS USA, Nikki Richardson, negou as alegações dos ex-funcionários sobre a cultura cibernética da empresa.

“A empresa tem estado e continua comprometida em investir e manter sistemas e protocolos de TI robustos para protegê-la de ataques criminosos de segurança cibernética”, disse em e-mail de 4 de junho. “Contar com ex-funcionários descontentes como fontes e posicionar informações datadas como fato não é relevante para os eventos desta semana.”

Grupo sofisticado

Não se sabe se a JBS pagou o pedido de resgate dos hackers.

Richardson não respondeu a mensagens com pedido de comentário sobre se a empresa pagou.

A JBS foi atacada por “um dos grupos mais especializados e sofisticados do mundo”, mas conseguiu se recuperar rapidamente e perdeu menos de um dia de produção, disse Richardson. “Nossa capacidade de resolver os problemas rapidamente foi devido à nossa criptografia e segurança aprimoradas de nossos servidores de backup”, afirmou a representante. “O FBI observou que isso é extremamente raro e elogiou nosso processo.”

A JBS foi obrigada a fechar todas as processadoras de carne bovina nos EUA após uma invasão cibernética no final de maio, em meio a uma série de grandes ataques de ransomware, incluindo um contra a Colonial Pipeline, que bloqueou a oferta de combustíveis ao longo da costa leste.

O ataque à JBS, que o FBI atribuiu ao grupo russo REvil, também desacelerou a produção de carne suína e de aves.

As redes da JBS foram restauradas e as unidades estão operando com capacidade total, disse Richardson.

Ransomware é um tipo de malware que criptografa e inutiliza os arquivos da vítima, que são desbloqueados mediante pagamento.

Alguns grupos de ransomware também roubam arquivos, proporcionando um meio extra de extorsão.

A JBS forneceu poucos detalhes sobre o ataque contra a empresa.

Especialistas em segurança cibernética disseram que o setor de alimentos geralmente possui baixa proteção das redes contra ataques devido à falta de investimento e pouca ou nenhuma regulamentação ou padrões uniformes.

A indústria de alimentos não tem tradicionalmente focado em tecnologia, disse Dmitri Alperovitch, presidente do Silverado Policy Accelerator e cofundador da empresa de segurança cibernética CrowdStrike Holdings. “Eles não têm prestado muita atenção à segurança cibernética, seja gastando dinheiro nas últimas tecnologias e serviços ou recrutando os melhores talentos.” Com informações da Bloomberg.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[24/06/2021] - Arroba: frigoríficos não conseguem pressionar
[24/06/2021] - Queda do dólar pode travar exportações de carne?
[24/06/2021] - Pecuarista lucrava mais com arroba mais barata?
[24/06/2021] - Arroba em dólares bate recorde histórico
[24/06/2021] - Guedes prevê queda maior para o dólar
[24/06/2021] - Leite: alta pode garantir maior margem ao produtor
[24/06/2021] - Polícia prende quadrilha que roubava gado em SP
[24/06/2021] - Ricardo Salles pede demissão do ministério
[24/06/2021] - Substituto de Salles é ligado ao Agro
[24/06/2021] - Tereza: Ricardo Salles fez um bom trabalho
[24/06/2021] - Comissão aprova novas regras para demarcações
[24/06/2021] - BC revê para cima previsão de alta do PIB
[24/06/2021] - MAPA muda modelo da GTA impressa

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[23/06/2021] - Golpistas dão prejuízo de R$ 30 mi a pecuaristas
[23/06/2021] - Arroba: frigoríficos seguem cautelosos em SP
[23/06/2021] - Leite: referência subiu mais de 5% no RS
[23/06/2021] - Preços dos lácteos dispara no Paraná
[23/06/2021] - Preço do milho tem queda forte em Goiás
[23/06/2021] - IPEA prevê PIB maior para o Agro
[23/06/2021] - Plano Safra será 6% maior em 2021
[23/06/2021] - Tereza quer mais verba para seguro rural
[23/06/2021] - Argentina: governo libera exportações, com limites
[23/06/2021] - STF não vai interferir na reforma agrária
[22/06/2021] - Estiagem pode travar PIB do Agro em 2021
[22/06/2021] - Arroba: sinais preocupantes vindos da China
[22/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas fora das compras
[22/06/2021] - Exportações de carne ensaiam recuperação em junho
[22/06/2021] - China: rebanho de suínos está recuperado
[22/06/2021] - Milho: produtores pedem ação do governo
[22/06/2021] - Milho: preço cai ao menor valor desde março
[22/06/2021] - Plano Safra: liberação do dinheiro pode atrasar
[22/06/2021] - Expointer 2021 será realizada com público presente
[21/06/2021] - Arroba: indicador do CEPEA bate recorde histórico
[21/06/2021] - Arroba: ágio para o boi China chega a R$ 9
[21/06/2021] - Os dólares trazidos pela exportação de carnes
[21/06/2021] - Governo argentino fecha acordo com pecuaristas
[21/06/2021] - Leite: produtor deve receber 5% a mais
[21/06/2021] - Minerva vai exportar pratos prontos aos EUA
[21/06/2021] - Marfrig vai construir unidade no Paraguai
[21/06/2021] - Milho: compradores acreditam em quedas maiores
[21/06/2021] - É hora de vender milho?
[18/06/2021] - Arroba: dá para receber mais pelo boi
[18/06/2021] - Arroba: frigoríficos paulistas saem do mercado
[18/06/2021] - China dará subsídio a produtores rurais
[18/06/2021] - O que virá no próximo Plano Safra?
[18/06/2021] - Milho: preço sobe após se aproximar de R$ 80
[18/06/2021] - Brasil vai importar milho dos EUA
[18/06/2021] - Dólar cai abaixo dos R$ 5 nesta sexta
[17/06/2021] - Pecuaristas dos EUA não querem depender da JBS
[17/06/2021] - China está comprando menos carne do Brasil
[17/06/2021] - Arroba: mercado preocupado com vendas à China
[17/06/2021] - Arroba: boi já vale mais em Goiás
[17/06/2021] - Queda do dólar pode derrubar a arroba do boi
[17/06/2021] - Custo de produção do leite continua a subir
[17/06/2021] - Combater desperdício de alimentos é prioridade
[17/06/2021] - Guedes: governo precisa reduzir encargos
[17/06/2021] - Herdeiros da BRF aprovam sociedade com Marfrig
[17/06/2021] - Construção de ferrovia depende de consulta a índio
[17/06/2021] - Câmara adia projeto que altera demarcações
[16/06/2021] - Agro brasileiro bateu recorde de exportações
[16/06/2021] - Arroba: frigoríficos pagam mais que a referência
[16/06/2021] - Arroba: boi volta a subir em várias praças
[16/06/2021] - Confinador precisará fazer muita conta em 2021

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br