Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
313,00 302,00 313,00
GO MT RJ
304,00 298,00 298,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2620,00
Garrote 18m 2900,00
Boi Magro 30m 3420,00
Bezerra 12m 2240,00
Novilha 18m 2680,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 6/12/2021 11:15

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Ataques a entidades do Agro causam indignação

 
 
 
Publicado em 15/10/2021

Repercutiu no setor a invasão e depredação nos escritórios da Associação dos Produtores de Soja do Brasil (Aprosoja Brasil), Associação Brasileira dos Produtores de Milho (Abramilho) e da Associação Brasileira dos Produtores de Sementes de Soja (Abrass), em Brasília, nesta quinta-feira (14). Os ataques foram assumidos pela Via Campesina, um braço do MST.

O grupo pichou paredes, colou cartazes, apedrejou e jogou tinta contra a fachada do local. 

O ato foi condenado por diversas entidades do setor. A Aprosoja disse que repudia os crimes e já está tomando as medidas legais. “Ao contrário do que dizem entender os invasores em suas pichações – de que a soja não enche prato de comida – a soja e o milho produzidos na mesma área como segunda safra são fundamentais para a produção de carnes, leites, óleos, ovos e derivados. O grão também é utilizado na produção de medicamentos, cosméticos, tintas, colchões, pneus e até biodiesel, combustível ecológico que contribui para a redução de efeitos causados pela poluição nos centros urbanos”, diz um trecho da nota.

Também em nota o presidente institucional da Abramilho, Cesario Ramalho, lamentou o episódio. “Mais do que nunca, o momento do país requer diálogo e respeito às instituições, e ações como esta não contribuem em nada para superação de nossos desafios em favor do desenvolvimento socioeconômico nacional”.

O presidente da Frenta Parlamentar Agropecuária (FPA), Dep. Sérgio Souza (MDB-PR), disse que a FPA é contra qualquer ato de vandalismo. “Instigar a animosidade social e/ou entre setores é o que menos precisamos neste momento em que o Brasil tenta resgatar seu crescimento, a geração de empregos e renda, combater a fome e a miséria, ampliadas em virtude da pandemia mundial”.

Para a Federação da Agricultura e Pecuária do Estado de Mato Grosso (Famato) a depredação na Aprosoja Brasil é crime contra o agro brasileiro. “Episódios como este sinalizam o desprezo de determinados segmentos em estabelecer diálogos equilibrados e entendimentos, utilizando-se de atos criminosos como tentativa de desestabilizar a ordem pública. Enquanto um lado trabalha e produz, o outro depreda e destrói o patrimônio dos brasileiros. A invasão e a depredação em todo e qualquer patrimônio, seja público ou privado, demonstram desrespeito ao direito de propriedade e prejudicam a ordem social”, diz a nota oficial.

A Aprosoja-MT disse que aguarda as providências das autoridades. “Isso que ocorreu não deve se repetir porque se tivesse pessoas lá dentro a vida deles estaria em risco, sem contar que houve uma depredação e invasão ao patrimônio. Nós esperamos que as autoridades tomem providências e identifiquem esses vândalos e que eles sejam punidos no rigor da lei. É preciso que se faça justiça para que fatos como este não voltem a se repetir, e que as entidades do nosso país não sejam ameaças”, declarou o vice-presidente da entidade, Lucas Costa Beber.

Por meio de seu Twitter a Ministra da Agricultura, Tereza Cristina, declarou que “vandalismo não é manifestação”. Ela acrescentou que preza pelo diálogo com os diversos setores e se solidarizou com as entidades atacadas. “O agro é um só, de pequenos, médios e grandes produtores. É um setor importante para a nossa economia, para a manutenção de empregos, renda e garantia de segurança alimentar. O agro continuará trabalhando para garantir o abastecimento do país. É lamentável que ainda há quem confunda vandalismo com manifestação”, disse. Com informações do Agrolink.

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[06/12/2021] - EUA não vão parar de importar carne do Brasil
[06/12/2021] - Não vai ter carne para atender chineses
[06/12/2021] - Arroba: frigoríficos vão pagar ainda mais?
[06/12/2021] - Arroba: mercado de olho no consumo
[06/12/2021] - Milho: vendedores seguram oferta e preço sobe
[03/12/2021] - Arroba: referências em alta
[03/12/2021] - Arroba: frigoríficos pagam bem mais

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/12/2021] - Leite: mercado sofre ajuste
[03/12/2021] - Exportações do Agro cresceram quase 20%
[03/12/2021] - Agro precisa de apoio, diz FAESP
[03/12/2021] - Minerva conclui compra de frigoríficos
[03/12/2021] - Crédito rural: contratações cresceram 23,5%
[02/12/2021] - Arroba: frigoríficos entram com força na compra
[02/12/2021] - CEPEA: boi volta a bater nas máximas
[02/12/2021] - Rússia habilita mais duas unidades para exportação
[02/12/2021] - Vizinhos da Rússia também querem importar carne
[02/12/2021] - Por que o PIB do Agro caiu?
[02/12/2021] - Inflação medida pelo IPC também perdeu força
[01/12/2021] - Arroba: boi segue em alta
[01/12/2021] - Arroba: frigoríficos já estão pagando mais em SP
[01/12/2021] - EUA devem aumentar importação de carne do Brasil
[01/12/2021] - Exportações: volume caiu, mas preço da carne subiu
[01/12/2021] - Deputados debatem aumento de custo na pecuária
[01/12/2021] - MAPA prorroga vacinação em 14 estados
[01/12/2021] - Câmara aprova indenização a pecuaristas
[30/11/2021] - Arroba: frigoríficos pagam acima da referência
[30/11/2021] - Scot vê oferta curta de boi
[30/11/2021] - Boi gordo em alta em Goiás
[30/11/2021] - Abates aumentaram 18% em Mato Grosso
[30/11/2021] - Frigoríficos prevêem disparada do boi
[30/11/2021] - Leite: preço do leite caiu com força
[30/11/2021] - Senado aprova preço mínimo para perecíveis
[30/11/2021] - Tereza: produtor precisa ser pago por preservação
[29/11/2021] - Arroba: mercado agora espera sinal do consumo
[29/11/2021] - Embargo chinês é jogada comercial, diz produtor
[29/11/2021] - Ministro chama ameaça da UE de protecionismo
[29/11/2021] - Milho: preços reagem após 2 meses de queda
[29/11/2021] - Vacinação contra aftosa é prorrogada em SP
[29/11/2021] - Leite: indústrias reclamam de queda nas vendas
[29/11/2021] - IGP-M perde força e fica abaixo das previsões
[26/11/2021] - Arroba: boi em alta, carne também subiu
[26/11/2021] - Arroba: preços também subiram em SP
[26/11/2021] - Margem do pecuarista deve subir se China voltar
[26/11/2021] - Confinamento cresceu em 2021 e deve crescer mais
[26/11/2021] - EUA: Brasil lidera produtividade agropecuária
[26/11/2021] - Economia: atividade cresceu 2% em outubro
[26/11/2021] - Senado aprova projeto que pode reduzir frete
[25/11/2021] - Arroba: mercado em alta
[25/11/2021] - CEPEA vê arroba do boi a R$ 310
[25/11/2021] - Milho cai em Mato Grosso do Sul
[25/11/2021] - Produtores de suínos comemoram abertura russa
[25/11/2021] - Arbitragens mostram a briga por trás da JBS
[24/11/2021] - Rússia libera exportações de 12 frigoríficos
[24/11/2021] - Arroba: o que fazer agora?
[24/11/2021] - Arroba: reabertura chinesa já mexe com o preço
[24/11/2021] - Tereza: embargo chinês pode cair em dezembro
[24/11/2021] - Lácteos: preços em queda no Paraná

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br