Cotações Mapas Notícias em seu e-mail
Precisa vender? Mais de 6.000 visitantes diariamente esperam pelo seu produto aqui no Pecuaria.com.br. Clique aqui e veja como e facil anunciar!
Arroba do Boi - R$ (À vista)
SP MS MG
313,00 302,00 313,00
GO MT RJ
304,00 298,00 298,00
Reposição - SP - R$
Bezerro 12m 2620,00
Garrote 18m 2900,00
Boi Magro 30m 3420,00
Bezerra 12m 2240,00
Novilha 18m 2680,00
Vaca Boiadeira 2840,00

Atualizado em: 6/12/2021 11:15

Cotações da Arroba: SP-Noroeste, MS-Três Lagoas, MG - Triângulo, GO - Região Sul, MT - Rondonópolis, RJ-Campos
Clique aqui e veja cotações anteriores

 

 

 

 


 
Receba, diariamente, em seu
e-mail nosso boletim com os assuntos que mais interessam
ao profissional do setor.

Clique aqui e inscreva-se gratuitamente.


Adriano Garcia
MTb 10252-MG

 

Surge mais uma gigante do leite?

 
 
 
Publicado em 27/10/2021

Após um ano de negociações, as fabricantes de lácteos Betânia e Embaré, dona da marca Camponesa, assinaram a fusão de suas operações, que dá origem a uma empresa de R$ 4 bilhões por ano em faturamento. De imediato, a companhia pretende ganhar mercado nas regiões em que tem baixa presença, como o Sudeste e o Norte, além de fortalecer a linha de queijos. No longo prazo, o plano é liderar um processo de consolidação no segmento lácteo brasileiro.

Ainda sem nome até que o Conselho Administrativo de Defesa Econômica (Cade) se manifeste sobre a transação, a nova Betânia-Embaré será uma empresa com controle compartilhado entre três sócios, que terão aproximadamente um terço do capital cada: o Arlon, private equity que era minoritário na Betânia e estruturou a operação; a família Girão, fundadora da Betânia; e a família Antunes, dona da Embaré. Todas as marcas - Betânia, Bat Gut, Betânia Kids, Embaré e Camponesa - serão mantidas e a gestão comercial e de distribuição continuará separada.

Com a junção dos negócios, a nova companhia se torna a quinta maior no mercado de lácteos em faturamento, atrás de Nestlé, Lactalis, Italac e Laticínios Bela Vista (dona da Piracanjuba), segundo estimativas de mercado. A operação nasce com capacidade produtiva de 4,8 milhões de litros de leite por dia, portfólio de 220 produtos distribuídos para mais de 100 mil pontos de vendas no mercado interno e exportados para 45 países. A Betânia-Embaré possui 3,6 mil empregados em nove fábricas, 15 centros de distribuição, três filiais, nove laboratórios e um armazém.

Juntas, as companhias somam endividamento líquido de R$ 400 milhões. A transação não incluiu aporte de novos recursos, mas essa possibilidade não é descartada. Bruno Silva, sócio do Arlon, diz que a empresa também poderá recorrer a uma oferta pública inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) para se capitalizar e fazer as aquisições, mas ainda não há prazo para isso ocorrer.

Primeiro, a empresa precisará se provar um bom negócio no mercado, que guarda na memória casos de insucesso como Parmalat e LBR, além da tentativa frustrada de consolidação feita pela BRF. “O mercado não gosta do setor. É volátil, tem margens apertadas e repleto de histórias que não deram certo. Mas Betânia e Embaré são casos de sucesso e as sinergias darão fôlego para a empresa se tornar de fato nacional”, afirma Silva.

Diferenciais

Para ele, os diferenciais da nova empresa são as capacidades de captação e de distribuição para acomodar os itens mais rentáveis em diferentes momentos. “A marca é importante para qualquer empresa que quer consolidar o mercado, mas só a marca não resolve”.

Como parte do acordo, Bruno Girão, atual presidente da Betânia, ficará na presidência da nova companhia. A família Antunes vai indicar o diretor financeiro. A empresa terá um conselho de administração com sete membros: dois representantes dos Girão, dois do Arlon, dois dos Antunes e um conselheiro independente. De acordo com Girão, as companhias têm portfólios complementares. Enquanto a Betânia é forte em produtos líquidos como leite UHT e iogurte, a Embaré tem presença maior no leite em pó.

Alexandre Antunes, CEO da Embaré, disse que, com a união, será possível fomentar a Betânia com produção de leite em pó e levar parte do portfólio para a região Nordeste, bem como trazer para Minas Gerais e outras praças do Sudeste linhas da Betânia, como os iogurtes. Segundo Antunes, a marca Camponesa de leite em pó tem presença forte em Pernambuco, Paraíba, Alagoas, Maranhão e Piauí. Já a Betânia, segundo Girão, lidera o mercado de leite longa vida no Nordeste como um todo.

Para Girão, o segmento lácteo ainda é bastante pulverizado no Brasil e o nível de concentração de mercado da nova empresa não deve preocupar o Cade. Com informações do Valor.
 

  Compartilhe Compartilhe esta matéria    Imprimir

 


   Leia também:
 
[06/12/2021] - EUA não vão parar de importar carne do Brasil
[06/12/2021] - Não vai ter carne para atender chineses
[06/12/2021] - Arroba: frigoríficos vão pagar ainda mais?
[06/12/2021] - Arroba: mercado de olho no consumo
[06/12/2021] - Milho: vendedores seguram oferta e preço sobe
[03/12/2021] - Arroba: referências em alta
[03/12/2021] - Arroba: frigoríficos pagam bem mais

Regras para a publicação de comentários


   Notícias Anteriores
 
[03/12/2021] - Leite: mercado sofre ajuste
[03/12/2021] - Exportações do Agro cresceram quase 20%
[03/12/2021] - Agro precisa de apoio, diz FAESP
[03/12/2021] - Minerva conclui compra de frigoríficos
[03/12/2021] - Crédito rural: contratações cresceram 23,5%
[02/12/2021] - Arroba: frigoríficos entram com força na compra
[02/12/2021] - CEPEA: boi volta a bater nas máximas
[02/12/2021] - Rússia habilita mais duas unidades para exportação
[02/12/2021] - Vizinhos da Rússia também querem importar carne
[02/12/2021] - Por que o PIB do Agro caiu?
[02/12/2021] - Inflação medida pelo IPC também perdeu força
[01/12/2021] - Arroba: boi segue em alta
[01/12/2021] - Arroba: frigoríficos já estão pagando mais em SP
[01/12/2021] - EUA devem aumentar importação de carne do Brasil
[01/12/2021] - Exportações: volume caiu, mas preço da carne subiu
[01/12/2021] - Deputados debatem aumento de custo na pecuária
[01/12/2021] - MAPA prorroga vacinação em 14 estados
[01/12/2021] - Câmara aprova indenização a pecuaristas
[30/11/2021] - Arroba: frigoríficos pagam acima da referência
[30/11/2021] - Scot vê oferta curta de boi
[30/11/2021] - Boi gordo em alta em Goiás
[30/11/2021] - Abates aumentaram 18% em Mato Grosso
[30/11/2021] - Frigoríficos prevêem disparada do boi
[30/11/2021] - Leite: preço do leite caiu com força
[30/11/2021] - Senado aprova preço mínimo para perecíveis
[30/11/2021] - Tereza: produtor precisa ser pago por preservação
[29/11/2021] - Arroba: mercado agora espera sinal do consumo
[29/11/2021] - Embargo chinês é jogada comercial, diz produtor
[29/11/2021] - Ministro chama ameaça da UE de protecionismo
[29/11/2021] - Milho: preços reagem após 2 meses de queda
[29/11/2021] - Vacinação contra aftosa é prorrogada em SP
[29/11/2021] - Leite: indústrias reclamam de queda nas vendas
[29/11/2021] - IGP-M perde força e fica abaixo das previsões
[26/11/2021] - Arroba: boi em alta, carne também subiu
[26/11/2021] - Arroba: preços também subiram em SP
[26/11/2021] - Margem do pecuarista deve subir se China voltar
[26/11/2021] - Confinamento cresceu em 2021 e deve crescer mais
[26/11/2021] - EUA: Brasil lidera produtividade agropecuária
[26/11/2021] - Economia: atividade cresceu 2% em outubro
[26/11/2021] - Senado aprova projeto que pode reduzir frete
[25/11/2021] - Arroba: mercado em alta
[25/11/2021] - CEPEA vê arroba do boi a R$ 310
[25/11/2021] - Milho cai em Mato Grosso do Sul
[25/11/2021] - Produtores de suínos comemoram abertura russa
[25/11/2021] - Arbitragens mostram a briga por trás da JBS
[24/11/2021] - Rússia libera exportações de 12 frigoríficos
[24/11/2021] - Arroba: o que fazer agora?
[24/11/2021] - Arroba: reabertura chinesa já mexe com o preço
[24/11/2021] - Tereza: embargo chinês pode cair em dezembro
[24/11/2021] - Lácteos: preços em queda no Paraná

     Clique aqui para ver o índice geral de noticias


 

 

 

Adicione seu site Comprar e vender Atendimento ao anunciante Mais buscados

Venda para a pecuária brasileira através da Internet!
Clique aqui e veja como anunciar no Pecuária.com.br